MENU

Escrito por • 26/04/2012

a última transmissão de TV analógica

hoje, ao meio dia de lisboa, encerram-se as transmissões analógicas de televisão em portugal. serão desligados os últimos 15 transmissores e 100 retransmissores ainda em funcionamento, em lugares como gardunha, leiranco e marofa. foram dez anos de investimentos, problemas, licitações, debates, cancelamentos e adiamentos, mas enfim hoje é o dia.

só em 2011, as famílias portuguesas gastaram mais de 400 milhões de euros para se adaptar ao novo padrão. e o estado conseguiu arrecadar outros 300 milhões das operadoras móveis, que irão usar as frequências liberadas pela TV analógica para os celulares de quarta geração.

ainda há muita gente reclamando [com razão] que o sinal de TV digital terrestre não lhes chega e que terão que usar satélite, que é mais caro. coisas de mudança, em escala, de infraestruturas nacionais. nada que vá interferir na cerimônia onde a ANACOM [a ANATEL de portugal] terminará a história da TV analógica em terras lusas, hoje.

image

e no brasil, como vamos? os sinais analógicos de TV devem ser desligados em 2016, se tudo correr bem. aqui são mais de 400 geradoras e mais de 6.000 retransmissoras, população 20 vezes maior que a portuguesa e território quase 100 vezes maior. dá muito mais trabalho, mas as oportunidades são obviamente muito maiores. em pernambuco, com mais de 180 cidades, o sinal digital está disponível em cinco [de acordo com esta lista], o que na verdade quer dizer que em apenas parte da região metropolitana do recife o sinal é digital.

daqui até a olimpíada, muita coisa vai rolar, até o governo será outro. a mudança para TV digital, com ou sem interatividade nos moldes propostos no brasil, é irreversível. pra nós, só resta saber se vai levar mais ou menos tempo. e o que os responsáveis pelo processo, em última análise a ANATEL e o MINICOM, vão fazer para que a transição seja a mais suave possível, para todos.

Artigos relacionados

Comentários estão encerrados.