MENU

Escrito por • 04/12/2008

o futuro da tim e da conectividade no brasil

a tim brasil, propriedade da telecom italia, vale quase nove bilhões de dólares. a telecom italia, dona de metade da operadora brasileira, deve quarenta e sete bilhões, também em dólares, mais de três vezes seu ebitda. no setor, é uma das companhias mais alavancadas do mundo. segundo uma fonte italiana, a telecom italia estaria para vender a tim como parte de um plano de diminuir o débito e aumentar a lucratividade do negócio. as ações da tim subiram. mas a telecom italia desmentiu a história. e as ações levaram um baque.

uma coisa é certa: para se manter no jogo europeu de conectividade, a telecom italia precisa de um plano de vôo bem mais ousado [e ao mesmo tempo preciso e exequível] do que o anunciado ontem em londres e roma. pela receita atual, a empresa pretende diminuir sua força de trabalho em 4.000 pessoas [de um total de 80.000], vender quatro bilhões de dólares em assets, manter [ainda, segundo a reuters] o crescimento no brasil e aumentar o capital. a companhia disse a investidores que o crescimento, do ponto de vista geográfico, vai vir da itália e do brasil. e que vai investir quase três bilhões de reais na tim em 2009.

legal. isso tira, por enquanto, o urubu que estava pousado, qual papagaio de pirata, sobre o ombro esquerdo da tim brasil. mas ainda não é o suficiente, segundo os principais analistas, para resolver os problemas da telecom italia. segundo rob goyens, da dexia securities… “The shares are stuck in the value trap as long as the market remains skeptical about the company’s strategy.” em suma, enquanto o mercado não acreditar na estratégia da telecom italia, a companhia não vai atrair investidores…

e a vida das operadoras, ano que vem, em qualquer mercado, não vai ser fácil. 3G está entrando no brasil, onde a brT se funde com a oi e aumenta seu poder de fogo, há competição radical na europa, com 4G à vista, wiMax mostrando as caras aqui e ali, muito investimento pra ser feito, novos [e ainda não testados] modelos de negócio para sair da armadilha de provimento de banda-como-commodity, e a sempre crescente demanda por gente, tecnologia e investimento para quem quiser sobreviver … e foco, foco, foco. e isso é muito difícil de fazer, de forma consistente e coordenada, quando não se tem uma estratégia reconhecida pelo mercado como tal e capaz de atrair investimento.

esta é a nuvem negra que paira sobre o futuro da telecom italia. e, por extensão, sobre a tim brasil. tomara que se resolvam muito rapidamente. precisamos de competição competente por aqui. senão quem se dará mal seremos nós, consumidores e usuários dos serviços que, no passado, se chamavam telecomunicações…

aliás, há quem diga que, com o grau de penetração que os celulares atingiram no brasil, é hora de repensar radicalmente o modelo de competição do mercado nacional, para dar margem a novas fusões e aquisições. do lado de uma [ainda?] possível venda da tim pela telecom italia, as alternativas são descritas pela galera da teleco neste link, incluindo uma discussão do papel da telefonica no jogo.

pra quem não sabe, a telefonica é dona de metade da vivo [a outra é da portugal telecom] e faz parte do grupo de controle da telecom italia, apesar de ter feito um acordo com a anatel de ficar fora da conversa, lá na itália, quando o assunto for a tim. mas o fato é que a telefonica decide na vivo e faz parte do grupo que controla os donos da tim.

todo o auê sobre a venda da tim começou porque ilSole24ore espalhou o boato que a empresa estava à venda como parte da reengenharia de seus donos italianos. negativas e desmentidos depois, não é que a mesma fonte, depois do anúncio da estratégia da telecom italia, esta semana, volta à carga e diz quegli spagnoli, che hanno un patto "leonino" con Portugal Telecom, soci al 50% nella joint venture Vivo, per operare uniti in Brasile, sarebbero pronti a investire con i portoghesi in Tim Brasil. Successivamente gli spagnoli otterrebbero il controllo del 100% di Vivo, mentre i portoghesi rileverebbero il controllo di Tim Brasil. em resumo? se a tim for posta à venda, a telefonica já fez um acordo com a portugal telecom para que esta saia da vivo e fique com a empresa inteira. a vivo, por sua vez, se tornaria 100% telefonica.

como diria o mágico, presto!, tudo resolvido. mas não é que a telmex/américa moviles, dona da embratel, claro e vésper [além de um pedaço da net…] é grande acionista da… portugal telecom? e, como se não bastasse, o maior acionista da portugal telecom é a… telefonica? este é o mercado onde a fusão da oi e brT acontece: todo mundo com um ou os dois olhos no que carlos slim, da telmex, e césar alierta, da telefonica estão fazendo ou pensando em fazer. pra quem pensava que o campeonato está para acabar, ainda estamos no primeiro tempo do primeiro jogo…

Artigos relacionados

Comentários estão encerrados.