MENU

Escrito por • 09/04/2010

de ilusões na rede a uma rede ilusória…

o que foi que eu andei lendo e dizendo esta semana? de cabeça pra baixo, os mais recentes antes, se seguem algumas das coisas da semana, vindos do meu twitter e comentados… rapidamente. acho que vou fazer isso mais frequentemente, aqui; como uso meu twitter em boa parte pra guardar links de coisas que acho importantes e sobre as quais terei [ou teria] que refletir ou escrever no futuro, vou começar a fazer isso aqui mesmo no blog, uma vez por semana, se der. este é o lote da semana que está acabando.

How do you build an $850 million fad? Simple: Start strong, then fail to evolve. Just like Bebo. http://edition.cnn.com/2010/TECH/04/08/cashmore.bebo/index.html?hpt=Sbin #PNW

o link do tweet acima cai direto numa história da CNN sobre como se morre na web -e de forma muito pouco graciosa, por sinal; como estamos num tempo de conhecimento em fluxo [e num tempo e sociedade fluidas, segundo zygmunt bauman] é muito fácil destruir valor quando você esquece que está numa corredeira e que tem muita gente descendo o mesmo rio que você. sem falar nas pedras rolando… mais rápidas que você. o exemplo é bebo, propriedade da AOL, que já foi um dos grandes aspirantes a ser “a” rede social. e que está indo, agora, pra lata de lixo da história. como, aliás, orkut. mas isso é outra história.

às 2300 na globoNews / entreAspas, @srlm no debate sobre mídia / cidadã / social… até lá.

o blog, sérgio bairon e david butter participaram nesta quinta, com mônica waldvogel, de um debate sobre a contribuição do que antes chamávamos de “leitor” e “espectador” na cobertura dos fatos correntes. informatizado, cada cidadão se torna um samuel pepys, online, em tempo real. e a periferia, conectada, contamina o centro. pra sempre. o link pro vídeo [25 min.] está aqui.

há um ano, no blog: vida + artificial = besouro-cyborg http://bit.ly/aejMUW /besouro como um organismo informacional?/ #HFC

vocês viram isso, antes, aqui mesmo no blog? este projeto, por sinal, foi terminado; ou então passou a ser tão secreto que desapareceu da web. vá ver.

After years of pretending to be a friend of Free and Open Source Software, IBM shows its true colors http://arstechnica.com/open-source/news/2010/04/ibm-breaks-oss-patent-promise-targets-mainframe-emulator.ars #HFC

não dá pra enganar todo mundo, nem uma parte do mundo o tempo todo. o post deste link dá conta da IBM, que há anos investe –pelo menos aparentemente- em projetos open source, ameaçando um projeto open source independente como seu vasto arquivo de patentes. clique aqui pra ver a confusão. neste assunto, e neste caso em particular, a IBM pode passar de patrono de OSS pra pisar, o tempo todo, num campo muito minado.

inovação? silicon valley gera, por ano, ~15 startups que vão faturar US$100+M/ano COMO? >leia> http://tcrn.ch/bQEAZn #HFC #PMN

michael arrington, de techcrunch, conversa com três dos mais interessantes operadores de capital empreendedor do silicon valley; é um vídeo, mas decuparam o texto inteiro com boa qualidade e vale a pena ler/ver, pra todo mundo que estiver interessado em entender o que é empreendedorismo de verdade [e integral] e o que está rolando no lugar mais quente do mundo. e como tudo, lá, depende de capital empreendedor; ajuda também a explicar porque não temos, aqui, a densidade empreendedora que gostamos de ver [e consumimos] em outros lugares.

FCC perde disputa sobre NEUTRALIDADE de rede para COMCAST e pode reclassificar ACESSO como TELECOM. http://blogs.barrons.com/techtraderdaily/2010/04/06/will-fcc-choose-the-nuclear-option-in-net-neutrality-fight/ #HFC

este aqui é o tema, na minha opinião, mais importante e complexo da semana, pelo menos pra quem que está na rede e preocupado com seu futuro. a COMCAST, nos EUA, é um provedor de acesso que faz traffic shaping, o processo de priorizar uns pacotes, em sua rede, em detrimento a outros. em particular, a COMCAST só deixa passar pacotes de torrent quando “dá”. que pode ser quase nunca; a FCC tentou obrigar a empresa a tratar todos os pacotes da mesma forma [neutralidade de rede é isso] e, na justiça, perdeu.

as consequências podem ser imensas. tipo transformar rede [banda larga] em telecom, trazendo junto com isso toda complexidade da regulamentação de telecom para um espaço que, até agora, era largamente desregulado. seja lá qual for o resultado nos estados unidos, o impacto vai ser global. que a rede nos proteja.

Artigos relacionados

0 Responses to de ilusões na rede a uma rede ilusória…

  1. Caro Silvio,

    Interessante o post. Um detalhe que eu gostaria de saber mais: eu ainda não tinha lido sobre o futuro e/ou possível despencar do orkut como rede social. Normalmente observo redes sociais muito fortes em países distintos, muito provavelmente pelos gostos culturais e a barreira da língua. Ou seja, a popularidade do orkut no Brasil se deu talvez pelo pioneirismo e depois provavelmente posterior pela tradução para português. Será que daí ao fracasso seria tão rápido assim? Exemplos como redes sociais em países latinos (Sonico) em constante crescimento sem serem tão afetadas por Facebook.

    Neste caso, fiquei curioso em entender o futuro do Orkut como indo pra “lata do lixo” em sua opinião.

    Abraços,

    • srlm disse:

      leandro,

      minha opinião sobre orkut é baseada no simples fato de que google NÃO tem uma estratégia para ele, num mundo onde faceBook é dominante e tende a levar para lá uma mesma percentagem de público e recursos como google levou pra busca.

      orkut -hoje- é um capítulo encerrado da história das redes sociais. só não tem uma lápide porque tudo muda muito rapidamente neste cenário mas seu destino pode ser muito similar a bebo…

      [tweet, meu, dia destes: How do you build an $850 million fad? Simple: Start strong, then fail to evolve. Just like Bebo. http://edition.cnn.com/2010/TECH/04/08/cashmore.bebo/index.html?hpt=Sbin #PNW]

  2. Caro Silvio,

    Interessante o post. Um detalhe que eu gostaria de saber mais: eu ainda não tinha lido sobre o futuro e/ou possível despencar do orkut como rede social. Normalmente observo redes sociais muito fortes em países distintos, muito provavelmente pelos gostos culturais e a barreira da língua. Ou seja, a popularidade do orkut no Brasil se deu talvez pelo pioneirismo e depois provavelmente posterior pela tradução para português. Será que daí ao fracasso seria tão rápido assim? Exemplos como redes sociais em países latinos (Sonico) em constante crescimento sem serem tão afetadas por Facebook.

    Neste caso, fiquei curioso em entender o futuro do Orkut como indo pra “lata do lixo” em sua opinião.

    Abraços,

    • srlm disse:

      leandro,

      minha opinião sobre orkut é baseada no simples fato de que google NÃO tem uma estratégia para ele, num mundo onde faceBook é dominante e tende a levar para lá uma mesma percentagem de público e recursos como google levou pra busca.

      orkut -hoje- é um capítulo encerrado da história das redes sociais. só não tem uma lápide porque tudo muda muito rapidamente neste cenário mas seu destino pode ser muito similar a bebo…

      [tweet, meu, dia destes: How do you build an $850 million fad? Simple: Start strong, then fail to evolve. Just like Bebo. http://edition.cnn.com/2010/TECH/04/08/cashmore.bebo/index.html?hpt=Sbin #PNW]

  3. Silvio, valeu…

  4. Silvio, valeu…