MENU

Escrito por • 09/09/2008

eleições: sem conferência, urna é alvo fácil

este texto é uma continuação da entrevista de amilcar brunazo filho, engenheiro e programador que acompanha desde 2000 o desenvolvimento e utilização do sistema eleitoral eletrônico no brasil. a primeira parte, com o currículo de brunazo e o contexto de nossa conversa, está neste link. nela, tratamos de uma consultoria contratada pelo TSE para avaliar a segurança das urnas e que, segundo brunazo, já concluiu que o sistema mais parece uma peneira.

a seguir, a segunda das perguntas que fizemos [por emeio] a brunazo filho e sua resposta, como nos foi enviada.

blog: a urna, em particular, é segura? se você, que conhece -como muita gente- seus princípios, fosse fraudá-la, faria o que e em qual estágio do processo? que cuidados a mais o TSE deveria tomar para, mesmo com a urna insegura, diminuir tal risco?

O processo eleitoral se inicia com o cadastramento de eleitores, passa pela votação, apuração e termina na totalização. Qualquer um destes pontos pode ser atacado para se deturpar o resultado. E isto quer dizer que o melhor ponto para atacar é aquele ao qual se obtém acesso mais fácil.

Assim, quem tem acesso ao cadastro pode inserir eleitores fantasmas; os mesários podem inserir, nas urnas, votos de eleitores ausentes; quem tem acesso aos programas-fonte (versão em texto legível dos programas de computador da urna), pode adulterá-los para desviar votos em todo um estado. E, se o acesso for a apenas algumas urnas, pode-se tentar modificar seus programas e burlar suas defesas.

No caso das urnas, eu vejo nos flash-cards de carga (que são os cartões de memória que transportam os programas oficiais para as urnas eletrônicas) um ponto vulnerável, que se explorado pode contaminar 100 urnas eletrônicas de cada vez com programas desonestos, capazes de mudar o resultado da votação nas urnas em que forem inseridos com sucesso.

Este tipo de ataque foi usado -e deu resultado- por técnicos da Universidade de Princeton, em urnas eletrônicas muito similares às brasileiras em termos de projeto de segurança. Um vídeo (em inglês) sobre este ataque está neste link . Mas é claro que é muito difícil prever todas as formas de ataque e projetar defesas contra cada uma delas é ainda mais complicado.

Por exemplo, o TSE anunciou para outubro deste ano testes em urnas com biometria para impedir a "compra de votos", ou seja, quando se paga a eleitores para fornecerem seus títulos a outras pessoas que votarão em seu lugar. O custo destas urnas biométricas será enorme. Mas o teste ainda nem foi feito e o TSE já sabe de modificações na forma de fraudar que burla as urnas biométricas, como a "compra do voto com celular", onde o eleitor usa o telefone celular para filmar a tela da urna com seu voto e a "compra da abstenção", quando se paga eleitores do adversário para fornecerem seus títulos e identidades, impedindo-os de votar. Há mais informação sobre estes problemas neste link .

Do meu ponto de vista, a única forma de dar mais confiabilidade a qualquer processo eleitoral é dotá-lo de formas automáticas e eficazes de conferência da apuraçâo. No caso das urnas eletrônicas, seria necessário materializar o voto para usá-los em auditorias, obrigatórias, por amostragem. Este é o tipo de sistema que tem sido adotado em todo o mundo. Só aqui no Brasil continuamos usando urnas eletrônicas cujo resultado não tem como ser conferido. E esta, claramente, é a principal fraqueza da nossa urna eletrônica.

Artigos relacionados

0 Responses to eleições: sem conferência, urna é alvo fácil

  1. joão luiz de souza disse:

    EM 2006, NA VOTAÇÃO PARA DEPUTADO FEDERAL, VOTEI EM UMA PESSOA, VI A FOTO DELA ESTAMPADA NA URNA, APERTEI CONFIRMO, E INCREVELMENTE ESTA CANDIDATA A DEPUTADA FEDERAL NÃO TEVE NENHUM VOTO NA MINHA SESSÃO.

  2. Walison disse:

    Eu acho uma tremenda burrise ficar espondo as fragilidades de um sistema como esse, pois pessoas podem ler essa materia e tentar utilizar esse processo para tentar bular a eleição, se uma pessoa tem conhecimento de uma falha, que tente concerta-la sem espor na midia dessa forma, mas de qualquer maneira parabens para esse engenheiro que enchegou estes ponto que nesses anos ainda ninguem tinha reparado pq de qualquer forma isso é uma falha no nosso sistema.

  3. Ivan Mendes disse:

    Nenhum sistema e 100% seguro, entre ficar com a urna eletronica e o foto no papel, este sim com uma seguranca muito mais fragil, prefiro a urna eletronica com todos os seus problemas. E importante ter criticos que apresentem as falhas E solucoes para q o processo seja cada vez mais aperfeiçoado.

    Nao concordo com o sistema de venda de votos informado no exemplo pois existe um botao “Cancela”, sendo assim, se fosse eu, eu venderia meu voto para todos os candidatos, computava o voto, tirava uma foto, logo em seguida cancelava e faria assim para todos. No final eu votaria na pessoa q julgo ser melhor preparada e ainda ganharia uns trocados dos corruptos.

  4. Durvil disse:

    Concordo com Brunazo. Qualquer pessoa que tenha um mínimo de conhecimento de computação sabe que é perfeitamente viável, e de baixo custo, instalar uma mini-impressora que poderá imprimir o voto do eleitor para que este confira o que digitou e em seguida cortar a fita de papel para que seu voto, digitado, possa ser embaralhado com os demais impedindo que seja mantida a sequencia de quem votou para garantir o direito do cidadão a manter secreto o seu voto. É uma mera questão de decisão do TSE, já que os escândalos financeiros do governo encontra-se estampados em todos os jornais.

  5. andre disse:

    o mesário tem que digitar o numero do titulo eleitoral para liberar a urna. Isso só pode ser para que os dados do eleitor e do voto possam ser associados, o que significa que o voto não é secreto.
    Estranho muito estranho.

  6. Acho que esse engenheiro esta fantasiando um pouco , o que pode existir no sistema eleitoral , são pessoas mal intencionadas (mesarios , presidentes de mesa , e gente do cartório eleitoral ) o sistema é seguro porque sou fiscal a anos na minha seção , é facil ver se houve golpe é só conferir a zerésima , ver o numero de eleitores na seção , e no final conferir com os votos dados a todos os candidatos mais os votos brancos e nulos , voce terá a somatória da seção. se tiver 200 pessoas na seção que tem que votar e aparecer 201 houve falha e é só alular a urna.

  7. Bosco disse:

    Será que o tribunal está de acordo com a manipulação para algum partido?
    Será que meu voto poderá ser desviado? e o tribunal não tratou de sanar tal problema.

    QUERO HONESTIDADE NO MEU VOTO, NÃO É PARA DESVIAR PARA PARTIDO CORRUPTO (CANDIDATO SUSPEITO OU SOB INVESTIGAÇÃO).

  8. Raimundo Assunção disse:

    É, esse é o Brasil, não temos condições nem de confiar na Justiça Eleitoral, eles ficam dizendo que tudo nas eleições é seguro, no meu município, o resultado das eleições ao longo dos anos vem mostrando que sempre são adulterados, são maqueados, assim a gente vai tendo que assistir a ladrões assumirem cargos que eram para ser ocupados por pessoas sérias. Eu desisto do Brasil.

  9. Izaias disse:

    As falhas apontadas pelo entrevistado não se referem à urna eletrônica, mas, ao processo eleitoral como um todo. O método da cédula eleitoral apresentava uma quantidade de brechas bem maior que o usado atualmente. Esse cidadão está querendo aparecer.

  10. SERGIO MACIEL disse:

    PORQUE A URNA NÃO EMITE UM COMPROVANTE COM O NOSSO VOTO.

  11. Carlos Alberto disse:

    Ora, esse debate sobre urna eletrônica já deveria ser levantada há muito. Por que nos países de primeiro mundo não usam esse sistema? Será por falta de recursos ou, a mais plausível, a não segurança do sistema de informática? O Brasil está se transformando realmente em uma terra das bananas administrada por bananeiros. Isso para não escrever em outras letras. É necessário urgente que se faça uma devassa nas útlimas duas eleições presidenciais para se constatar se houve ou não FRAUDE ELEITORAL. Isso tem que ser feito de forma urgente. Vamos levantar essa bandeira, a bandeira da democracia, da honra e da decência de um povo.

  12. Ricardo disse:

    Brunazo já denuncia isso faz muitos anos. A urna é a prova de qualquer prova. Desde sua implantação nenhuma impugnação foi julgada procedente por absoluta falta de provas. É um vasto campo para as fraudes, e fraudes das mais graves, pois envolvem o que há de mais importante, a Representatividade Política. É Brunazo, demorou mas alguém resolveu colocar o assunto em um grande portal de internet. Um dia a mídia vai eleger esse tema como a “Isabela Nardoni” da vez e aí vai ser uma loucura. Aguardardemos e um dia (espero) veremos um assunto de tamanha magnitude discutido amplamente por nosso sociedade. No dia em que levarmos a política tão a sério como fazemos com o futebol, o Brasil vai melhorar substancialmente.

  13. Emerson Gomes disse:

    Críticas vazias. Acredito que a segurança das urnas possa sim ser melhorada, mas isso nem de longe é motivo para voltarmos a usar as cédulas de papel, muito mais sujeitas a manipulação.

  14. Roberto disse:

    Concordo com o cometário do Durvil, e se o problemas são os custos não seria necessário estar disponivel em todas as urnas, bastaria colocar aleatóriamente em algumas urnas que resolveria o problema.

  15. Vignon disse:

    Jesus… a ortografia deste tal Walison é de doer… ninguém merece ler isto!

  16. Danilo disse:

    Não há como compatibilizar segurança com o voto secreto, pois a única forma de se ter segurança seria permitir a conferência do voto pelo eleitor após a promulgação do resultado, mas qualquer sistema de conferência seria usado para a compra de votos já que o comprador teria como solicitar ao vendedor o código usado para a conferência do voto deixando o voto de ser secreto. No futuro, talvez tenhamos um leitor de retina em um dispositivo de acesso público que confere a imagem da retina ao mesmo tempo que exibe o voto que o eleitor deu sem que seja possível outra pessoa ver a mesma imagem enquanto isto é feito.

  17. Silva disse:

    É EVIDENTE QUE O SISTEMA É FALHO, SÓ NÃO VÊ QUEM NÃO QUER.
    PARA CONFERÊNCIA DOS VOTOS, SOMENTE, COM EMISSÃO DOS MESMOS E DEPOSITADO EM URNA, APÓS CONFERÊNCIA DO ELEITOR.
    QUANTO A ATUAÇÃO FRAUDULENTA DOS MESÁRIOS É NECESSÁRIO QUE A FISCALIZAÇÃO DOS PARTIDOS E CANDIDATOS FUNCIONEM PARA VALER.
    AINDA SÔBRE OS MESÁRIOS, CABE A RESSALVA QUE A FRAUDE PRATICADA PELOS MESMOS É MÍNIMA.
    QUANTO A ELEITORES FANTASMAS, ATUALMENTE, O TSE TEM MANTIDO CONTRÔLE RIGOROSO E DE DÍFICIL MANIPULAÇÃO.
    DESTA FORMA, O PROBLEMA FACA FOCADO NA TOTALIZAÇÃO E CONFERÊNCIA DOS VOTOS.
    E, PARA TANTO, O SISTEMA É FALHO POIS OS VOTOS NÃO SÃO EMITIDOS E DEPOSITADOS PARA FUTURA CONFERÊNCIA.

  18. Zago disse:

    Concordo com o comentário do Izaias, as falhas apontadas na entrevista são muito mais do processo como um todo do que da urna em si. O exemplo dado de que um mesário pode colocar votos de eleitores ausentes procede tanto para urna eletrônica quanto para cédulas. Porém, não podemos esquecer que em cada seção há uma equipe de mesários, mais os fiscais de partido. Ainda, as urnas não são ligadas em nenhum tipo de rede, portanto, o acesso a elas é impossível. O que pode ser efetuado é uma manipulação na totalização dos votos após a entrega dos disquetes, o que, mais uma vez, não é diferente caso sejam usadas cédulas.

  19. Lisiane Rodrigues Rodrigues disse:

    Caro jornalista, primeiro uma correção (e-mail e não emeio) e segundo, como pode países de 1° mundo como o EUA ainda realizar votação que não são em urnas eletrônicas e já o Brasil o país que é ter esse “maravilhoso” equipamento. Se é tão bom assim por que eles ainda não aderiram a essa “grande tecnologia”?
    É claro que como tudo que é feito no Brasil, sempre se tem um jeitinho para fraudar o que quer que seja.
    Em minha opinião isso é pura picaretagem mesmo, e se eu fosse possível eu me negaria a votar na urna eletrônica e votaria no papel como antes.

  20. edilson matos disse:

    O Sr. Brunazo não passa de um oportunista que sobrevive de críticas pouco fundamentadas sobre o funcionamento do sistema de votação.
    Analisem o histórico desse individuo. Não merece a menor atenção.

  21. Leandro Nogueira disse:

    Acho que a maior falha das urnas eletrônicas, é não ter a tecla VOTO NULO..
    Tenho certeza que, pelo baixo nível dos candidatos, 70% dos eleitores optariam por ela.
    Mas, enquanto não for essa tecla colocada na urna, vote 99999(voto nulo).

  22. George Miranda disse:

    Na MINHA OPINIÃO qualquer sistema tem falhas mas certamente este sistema é muito mais seguro que o anterior, é possível que este engenheiro não saiba como as fraudes aconteciam nas décadas de 70 e 80, claro que precisamos melhorar o atual sistema e uma forma é a impressão de forma aleatória dos votos ao final da votação.
    No mais sugiro que aqueles que tenham competencia para rackear as urnas que faça de forma didática para que o TSE melhore seus sistemas, mas sinceramente não podemos ficar usando ficção para derrubar as urnas eletronicas.

  23. jaimy elias pinto disse:

    Se sabem que existem essa possibilidade, porque ainda não tomaram nenhuma providência. Isso tem um nome muito feio e que as pessoas de carater poderiam adotarem medidas para eliminar qualquer alteração, para evitar qualquer favorecimento. Talvez ainda estamos com o mesmo pensamente do Charles de Gaulle.
    ACORDA BRASIL!!!!

  24. Comentário por Ivan Mendes — 09.09.08 @ 08:41

    Neste caso, se um dos candidatos que lhe pagaram pelo voto fotografado não tivesse um único voto naquela “urna eletrônica”, dependendo do tal “candidato”, na semana seguinte serias morto.

    Há vários anos fui Delegado de uma Coligação de Partidos e um dos candidatos, no qual eu depositava uma boa confiança, teve a ousadia de dizer-me que fora flagrado pela Juiza Eleitoral desviando votos durante a contagem das cédulas e, para evitar as consequências, falou que sabia onde os filhos da juíza estudavam e que, por conseguinte, seria melhor que ela fizesse vista grossa.

    Se um “candidato” fora capaz de falar isto para uma Juíza de Direito, qual seria o seu destino nas mãos de um “candidato” como este ?!!

  25. Luis Fernando disse:

    Acho que tem muita gente vendo filmes de espionagem e vivendo uma total “Teoria da Conspiração”

    Lembrem se que de qualquer forma, o papel também é muito fácil de se adulterar, sem a vantagem da agilidade na contagem de votos.

  26. José Eduardo disse:

    Para mim a verdadeira falha está no fato de que o mesário tem que digitar o número do título para que cada cidadão possa votar, fato que configura uma ligação entre o indivíduo ao seu voto, e que pode ser sondado, pois cada título fez um voto.

  27. Romário disse:

    Minha mãe disse que nas eleições municipais passadas, na hora que ela foi votar, que digitou o numero do candidato dela não apareceu a foto, e ele se recusou a sair o que o fez bem, e quando o mesario perguntou a ela oque tava acontecendo, que esclareceu ele olhou para o outro e disse para liberar a urna e depois dai apareceu e ela pode vota…

    Fragilidade….
    infelismente ela nõ fez uma denuncia aos fiscais mas fcou por isso…
    ah resaltando que o candidato que ela votou perdeu por poucos votos ….
    num toui acusando niguém somente mostro um fato…

  28. Martins disse:

    -A ÚNICA E CLARA SAÍDA PARA RESOLVER O PROBLEMA DE TODO E QUALQUER SISTEMA DE COMUNICAÇÃO E PROCESSAMENTO É A SIMPLES MATERIALIZAÇÃO DOS DADOS OU SEJA: BASTA IMPRIMIR O QUE FOI FEITO, O ELEITOR CONFERE, IMPRIME E DEPOSITA EM UMA URNA DESTINADA PARA TAL… EM CASO DE DÚVIDA BASTA APURAR DE FORMA TRADICIONAL A URNA RESPECTIVA. E FIM DE BLÁ,BLÁ, BLÁ…

  29. Lisiane Rodrigues Rodrigues disse:

    Concordo muito com os leitores Vignon, Danilo, Raimundo Assunção e Durvil.

    Temos de fazer alguma coisa sobre isso, quem sabe até no dia das eleições todos se negarem a votar nas urnas eletrônicas. É uma idéia, fraca, pois com o povo que temos isso seria até impossível, mas quem sabe né?

    Fazer como os cara pintadas … onde estão os nossos jovens que quando acontecia algo absurdo, como isso e outras coisas mais que estão acontecendo, saiam para as ruas mostrar a sua indignação e revolta, mas claro que sem destruição, e sim mostrando que não são idiotas em aceitar esses absurdos dos nossos governantes.

  30. Bráulio Amílcar Teixeira disse:

    Infelismente nós vivemos num pais de analfabetos. As urnas eletrônicas estão programadas para que os sistema possa manter o controle sobre quem votou. ELES SABEM EM QUEM VOCÊ VOTOU. Nos EUA onde o sistema foi inventado ele não é usado. Eles conhecem a sua fragilidade. Não entrem nessa de que o sistema foi inventado no Brasil. É uma mentira deslavada. O povo brasileiro está a mercê de uma quadrilha bem organizada. Entra governo, sai governo, e tudo continua na mesma.

  31. Antonio disse:

    Socoroooooooooooooooooooo…nem nas urnas eletronicas se pode confiar!Isso significa que existe sacanagem ai!Como bem dizia Charlles Degaulle “O Brasil não é um Pais sério”…tá certo o Degaulle!

  32. Joseh Osodrac disse:

    Comcerteza, deveriam expor isso na midia, e como na Eleição de 2004 , em São Paulo, Colegas afirmam que o Vencedor nas Urnas foi Marta Suplicy, mas houve uma fraude eletronica , e imposisivel de prova la. , s e houve em São Paulo imagiem em outras eleições e até para Governador e,Senadores, Presidente no brasil todo,
    Comc erteza nao é confiavel, caso fosse os Paises masi desenvolvido do munto utilizariam esse sistema.
    Por isso desde de qaundo pasou a ser eletronica não faço questão d e votar mais. e prego que votle ao voto com Cedulas, que tambem podem ser fraudados, mas tb. pode ser recontados, reconferidos.
    O TSE , faz parte do Poder Judiciario , então não precisamos mais nada, ainda mais agora com O Tal Gilmar Ferrato Money.
    O poder mais podre do Pais o Judiciario.depois sem sequencis os demais.

  33. Gabriel disse:

    A forma tradicional de fraude nas eleições era justamente no momento da apuração. Escrutinadores facilmente “erravam” nas contagens. Inclusive, um dos comentários relatou exatamente um caso desses. Quem prefere o sistema manual não pode estar falando sério, é muito jovem para não ter conhecido a apuração manual, é muito ingênuo ou então é deliberadamente favorável à fraude.

  34. Matheus disse:

    Primeiramente gostaria de dizer ao Walison que expor as falhas que existem nas urnas eletronicas nao vai ensinar e nem induzir ninguem a fraudar as eleições, mas sim informar a todos nós cidadãos que votamos e decidimos o futuro do nosso pais para daqui a 4 e mais anos dependendo das atitudes de nossos políticos, que o nosso sistema é falho, e facilmente manipulável, é um alerta para todos. Conhecimento nunca foi e nunca será um problema, mostrar as falhas nao é ensinar a fraudar e sim informar. Sem esse conhecimento como alguem poderia acusar depois que pode haver fraudes nas eleições. Sem o acesso a informação voltaremos ao período da ditadura, onde ninguem sabia o que estava acontecendo entao estava tudo certo tudo bom. Esta matéria é um sinal de alerta para todos nós.

  35. José Lemos disse:

    No Brasil são fraudadas tantas coisas, inclusive na área de internet e informática, há tantos casos de corrupção e mau uso dos recursos públicos que tenho certeza: ROUBOS DE VOTOS OCORREM, COM CERTEZA. Só falta provar.

  36. Joao nascimento disse:

    Veja como fraudar uma Urna eletrônica DIEBOLD em:

    http://br.youtube.com/watch?v=aZws98jw67g

    Veja o documentarios que abalou os EUA – e não divulgado no Brasil é óbvio – sobre FRAUDES nas Urnas eletrônicas

    http://br.youtube.com/watch?v=iVlZTWH7u8w

  37. Marcos disse:

    Vocês acham que se alguem soubesse como “burlar” o sistema das urnas eletrônicas, iria ficar espalhando aos sete ventos? Ainda mais se esse alguem fosse ligado a algum partido politico?
    Se essa pessoa soubesse de algo, ou ajudaria sua própria sigla ou venderia tal “solução” para outro partido. Tudo nesse país funciona na base do dinheiro.
    Mas também não me surpreenderia se daqui a alguns anos fosse constatado que efetivamente a urna tem falhas e que o presidente dos maiores escândalos políticos da história do Brasil, o Lula, foi eleito com fraude na urna.

  38. Depois que o mesário identifica o eleitor e confirma no computador, aí deixa de existir o sigilo. Está claro que o eleitor dê o seu títiulo eleitoral para identificação, passou a ser idenficado no computador em quem você vai votar, lógico aí termina o sigilo e começa a manobra eletrônica. É muito estranho esse negócio de urna eletrônica. Tem que voltar à velha “bolacha” e o eleitor jogá-la na urna, nada mais. Poderiam até manobrar o meu voto, mas eu estaria com a cosciência tranqüila.

  39. Joseh Osodrac disse:

    Continuando..
    sempre voto nulo e não apareceu essa contagem em minha zona e seção. na ultima eleição pq?
    Só tonto pra crer nesse sistemas, todos tem falhas mais o eletronico é pior, a unica vantagens é O Tempo., pra quem votou nulo como eu..indiferente.
    Mas gostaria q voltasse ao voto com cedulas ai.sim escolheria um candidato.
    E a camanha para eleger com seriedade pq tems 4 anos, campanha feita pelo TSE, pedindo para averiguar os candidatos , voamos no Leigslativo e Executivo, ta na Hora de elegerrmos Juizes ao Poder Judiciario., fazer uma faxina neste Judiciario , Juizes que ao ser grampeado ficam bravos, qdo foi o filho do pelé, ou qualquer outro menos favorecido ninguem diz nada, ate colcoram a fita no Ar TV , ja que o proprio Gilmar cara dde Pau diz ser grampeado porque nao exibem a fita com as conversas com adv. do D.Dantas ?
    Ele proprio diz q foi grampeado, falta mostrar a prova .burro é réu confesso.
    Cadeia para os Magistrados., mas como se apenas o Juizes podem condenar. então Nunca havera isso. (corporativismo) ou até rabo preso.

  40. Não consigo confiar neste sistema de votação. As pesquisas indicam e ele carimba.

  41. Acabo de perder uma resposta bem elaborada sobre um dos comentários exarados por outro partícipe.

    Como o sistema não retorna o texto anteriormente digitado, a boa vontade de analisar os comentários e expor o contraditório foi para o espaço.

    Seria fundamental que, nestes casos, o texto digitado retornasse para este quadro.

  42. alex disse:

    ahhhh!!!! Nada é 100% seguro, mas como sou da area de tecnologia confio sim no sistema brasileiro e nos profissionais que desenvolveram este sistema. Eu acredito que matérias como estas apenas fazem parte da estratégia do lobby de empresas interessadas no setor que querem vender equipamentos de biometria e impressoras. Caro Silvio Meira, você é inteligente o suficiente para saber a quem interessa este tipo de matéria. Se querem realmente saber se o sistema é vunerável ou não basta consultar o time que o desenvolveu. O TSE bem que poderia enviar o sistema para 10 universidades para fazer um laudo independente. Usar o argumento de que biometria e conferencia atraves de impressoras aumenta a segurança é conversa fiada. Muito gasto para pouco resultado. Alguns políticos sabem como comprar votos.

  43. Gaber Lopes disse:

    A urna eletrônica deve imprimir cada voto. O eleitor coloca esse voto impresso em sacola colocada à frente dos mesários (como sempre foi feito, anteriuormente à urna eletrônica). Encerrada a votação, os mesários tornam-se uma turma apuradora que conferirá os votos impressos, comparando-os aos colhidos eletronicamente. Está feita a conferência, não é verdade?

  44. maria aparecida disse:

    ja que a urna é tao vulnravel. da para se fazer da seguinte forma:
    a cada eleitor que for votar na hora de confirmar seu voto colocar a digital na tela para que seja confirmado e depois imprima o comprovante de votaçao para posterior conferencia, e que essa conferencia seja feita com cobertural total da midia para evitar fraudes.

  45. Silney disse:

    Em primeiro lugar, compra de votos com o celular e compra de abstenções podem ser feitas em qualquer sistema. Não têm nada a ver com a urna eletrônica.
    Em segundo lugar, já foram feitos vários testes de confiabilidade dos sistemas e ficou provado que é muito mais seguro do que pelo método tradicional.
    Trabalhei durante vários anos com eleições e posso garantir que é muito mais fácil fraudar os sistemas antigos de votação e apuração do que o sistema de urnas eletrônicas, onde os programas são testados por milhares de pessoas que são ligadas a várias correntes políticas diferentes.

  46. Marcelo Oliveira disse:

    Essa chiadeira de falha na urna eletrônica é para os candidatos que não se conformam com a derrota. A urna eletrônica como qualquer outro equipamento eletrônico é sujeito a falha, mas não vai ser qualquer pessoa que vai conseguir fraudá-la, tem que ser um expert em informática e além do mais vai demorar muito para conseguir fazer isso. As falhas apontadas pelo engenheiro são mais dos atos preparatórios, na votação é muito difícil ocorrer fraudes. Em todas as seções há fiscais dos partidos envolvidos no pleito, e eles estão ali justamente para fiscalizar, além dos mesários que indiretamente fiscalizam uns aos outros. Mesmo com falhas a urna apresenta-se milhões de vezes mais segura que o voto tradicional, com cédulas. Acho que a crítica deve-se ao fato de que essa urna é criação nossa, se tivesse originado nos Estados Unidos todos diriam que era a maior invenção dos últimos anos, mas em matéria de eleição nós damos um show nos Estados Unidos e no resto do mundo. Parabéns ao TSE e a toda a Justiça Eleitoral.

  47. Flávio disse:

    Essas pessoas desinformadas que duvidam do que diz o engenheiro Brunazzo deveriam pesquisar um pouco mais para não falarem besteira. A urna é vulnerável e só seria evitada a fraude se ela imprimisse um cupon onde aparecia o nome do candidato para que o eleitor confirmou o voto. Da maneira como funcionam as urnas, o voto é desviado para outro candidato e o eleitor jamais ficará sabendo disso. Essas urnas são uma mentira e a Justiça Eleitoral sabe disso !!!

  48. Gil disse:

    Eu tenho uma sugestão que a meu ver seria uma boa alternativa ao problema relatado:
    As urnas ficariam “conectadas” ao TSE ou outro órgão ligado a Justiça Eleitoral como fazem os bancos, e os votos seriam computados “on line” e imediatamente registrado nos servidores do tribunal, não mais expondo a manipulação humana “em tese”.
    Sabemos que hoje é fácil conectar um PC em banda larga e se considerarmos que uma urna é algo que deriva de computador não deve existir r dificuldade técnica para isso, salvo nas regiões rurais, nesse caso o procedimento seria da forma como é hoje.

    Com isso, pelo menos grandes partes das urnas estariam longe das mãos humanas onde recaem todas as suspeitas.

  49. Renato Marinho disse:

    O que o entrevistado falou, das diversas possibilidades de manipulação em um sistema que tem a interação homem X máquina é verdade. Só ele esqueceu de dizer que a única maneira de coibir isso é com a fiscalização, principalmente dos partidos políticos. Neste caso, há de se falar que os partidos políticos são uma completa nulidade. Não fiscalizam nada nunca e se prestam, aí muito rapidamente, para falar mal do sistema. É fácil de saber por que, veja só o caso do nordeste, em cerca de uma década os currais coronelistas no nordeste se acabaram. Será que os partidos políticos ficaram contentes?

  50. Claudio Maia disse:

    Já ouví dizer, que o sistema brasileiro é falho, mas quais os outros países utilizam o sistema eletrônico de apuração de votos. Parabéns aos técnicos brasileiros pelo sistema desenvolvido, torço pelas futuras correções e espero poder votar da minha casa, do meu trabalho, porquê tem que ser apenas um dia de votação? Porquê? Espero resposta sobre quais países utilização o sistema que ser comparado ao brasileiro!

  51. Sucarlos Venturi disse:

    Pior que segurança de URNA é o VOTO OBRIGATORIO! Isto existia no tempo dos senhores, Coroneis, Ditadores…nao faz sentido nos dias atuais!
    Principalmente quando sabe-se que 90% dos candidatos além de semi – analfabetos costumam ser ladrões declarados e acobertados pela justiça, e outros até assassinos.
    Nao podemos mais aceitar que nos obriguem a votar e pagar impostos! Chega!
    Voces nao imaginam o quanto é gostoso ser apenas convidado a participar do processo eleitoral! Eu ja tive este gostinho e adorei!
    Sucarlos Venturi

  52. Roberto disse:

    Posso até concordar com a questão que é possivel haver fraude nas urnas eletrônicas, mas temos que pensar que não é tão simples assim. Os sistemas informatizados estão passando por inúmeras modificações e atualizações, e com certeza, a justiça eleitoral não vai deixar que alguém faça alguma coisa com o sistema deles…. é questão de respeito e honestidade não para as pessoas, mas sim para uma nação toda. O método do voto no papel, já mostrou inúmeras vezes que era muito simples de se fraudar. Que cidade não teve problemas com esse método? Quantas urnas não foram impugnadas por se perceber que havia sido fraudada??? Eu, até agora, não ouvi falar nada sobre fraude numa urna eletrônica…. Lógico que houve problemas com algumas urnas, como falha no sistema, problemas técnicos, mas nunca eu ouvi dizer que haviam alterado o sistema de uma urna eletrônica!!!
    Agora, o mais interessante: Porque há representantes de sistemas eleitorais de vários paises vindo ao Brasil para ver a nossa urna eletrônica? Porque ela é passiva de fraude?? Acho que não……

  53. Marcos Paulo disse:

    Fraude em urna eleitoral?? No Brasil, terra da ordem, da honestidade???Terra de Lulla e Gilmar Mendes??NUNCAAAAA!!!!Essas perversões políticas só acontecem em países atrasados, tipo EUA, Japão, Alemanha, etc!!Aqui não, bobalhão!!!

  54. Lógika irrefutável disse:

    O prezado amigo critica o sistema, porém esquece que o sistema de papel era bem mais fácil de fraudar e esquece mais ainda que quando imprimir os votos será mais fácil para os que comprarem pedir o “comprovante” da transação.
    Como já disseram neste fórum, somente a fiscalização é que impedirá esses abusos, além de é claro mudanças na lei, impedindo que pessoas envolvidas nesses casos sejam reeleitas, sem poder argumentar ou ficar colocando infinitos recursos.
    Eleição boa é aquela sem reeleição de candidatos, chega de votos em velhas raposas…

  55. Julio disse:

    Nunca achei confiável a utilização das urnas eletronicas como é feito no Brasil, hackers e invasores sempre tiveram acesso a qualquer computador, porque não esses politicos inescrupulosos que há tanto ttempo tem aprontado as maiores falcratuas. Alguem já viu um eleito largar a mamata que se envolvem? Entram para nunca mais sair

  56. Christiano disse:

    É por isso q nenhum outro país (de primeiro mundo) usa essa porcaria de urna eletronica. Vamos votar 99..

  57. Rodolpho disse:

    A grande vantagem do sistema eletrônico é a agilidade e rapidez na apuração dos votos. Entretanto, como está, sem qualquer comprovante físico do voto, age de má-fé quem diz ser impossível existir fraudes.
    Penso que se fosse adotado o voto por gabarito (igual aquele utilizado nos vestibulares ou nos jogos lotéricos) continuaríamos tendo a mesma agilidade na apuração (que seria igualmente informatizada), porém haveria a possibilidade de recontagem dos votos.
    Ainda, evitara problemas como aquele denunciado pelo João Luiz de Sousa, causado provavelmente pela anulação da urna em que ele votou (normalmente por ter apresentado defeito).

  58. Anderson disse:

    Trabalho na área de sistemas e não notei nenhuma novidade na resposta do Amilcar.
    Comentários como sobre a alteração do sistema para quem tem o código fonte chegam a ser hilários. É óbvio que isso pode acontecer (em qualquer sistema) e de que adiantaria imprimir o voto nestes casos?
    Outra coisa é sobre o cadastro de eleitores fantasmas para quem tem acesso aos cadastros. Em qualquer sistema, pessoas que tem acesso a uma determinada função podem cadastrar coisas erradas. O sistema deve apenas permitir que se verifique tudo que cada usuário fez no sistema.
    Todo sistema tem vulnerabilidades, incluindo o programa de declaração do Imposto de Renda, sistemas bancários e todos os mais sistemas que usamos no mundo de hoje. O que fazer então? Voltar aos tempos das cavernas?

  59. Tio Júnior disse:

    O que esse cara está fazendo além de procurar defeitos no trabalho dos outros? É claro que não existe sistema seguro em nada nesse mundo. Quem garante que o sistema anterior ao sistema informatizado não gerava mais corrupção?
    Aconselho esse indivíduo, já que ele é tão “capacitado”, faça alguma coisa pelo Brasil e não contra o Brasil. Essa falação toda só tem um objetivo: Aparecer! Seja patrióta e não faça um desserviço a nação!

  60. Joao disse:

    Não acredito na urna eletrônica. Se fosse tão boa assim os países de primeiro mundo a utilizariam. Os Estados Unidos teve interesse em levá-la para as Eleições Americanas, então por que desistiram? Claro que eles sabem que é cheia de falhas. Não acredito em voto secreto.

  61. ROBERT disse:

    A URNA ELETRONICA É UM GOLPE CIVIL , GOLPE (BRANCO), QUE FORA DADO PELA ELITE BRASILEIRA, NO GOVERNO DO FHC, BRASIL É O UNICO PAIS DO MUNDO A USAR ESSE TIPO DE URNA, EM QUE NÃO HA POSSIBILIDADE DE CHECAGEM DOS VOTOS, O INTERESSANTE QUE TODOS OS JORNAIS SABEM, OS PARTIDOS E NÃO PROTESTAM, UMA URNA ONDE NÃO SE PODE RECONTAR OS VOTOS.
    EX: QUANDO UM CIDADÃO DEPOSITA UM DINHEIRO , EX: 1.000000 (UM MILHÃO) NO BANCO DO BRASIL, E NÃO TIRA O EXTRATO, SE SACAREM O DINHEIRO E ELE NÃO TIVER O COMPROVANTE DE QUE FORA DEPOSITADO ESSE VALOR O GERENTE VAI CHAMAR A POLICIA E DIZER PARA RETIRAREM ESSE CIDADÃO DO BANCO, POIS ESTA PERTUBANDO.
    IMAGINEM O DESTINO DE UMA NAÇÃO DE UM POVO SENDO DECIDIDO ATRAVES DE PULLLLLLLLLLLLLLSO !!!!!!! ELETRONICO ONDE NINGUEM VE, NÃO TEM LASTRO, NÃO TEM COMO RECONTAR, A ELITE DECIDE QUEM VAI SER O PROXIMO GOVERNADOR O PROXIMO PRESIDENTE , E NÃO TEM COMO SE CONTESTAR, COMO RECONTAR PULSO ELETRONICO, NÃO TEM, ESSA URNA NÃO TEM LASTRO, A ELITE QUANDO PERCEBEU QUE O POVO BRASILEIRO OS PARTIDOS POLITICOS SE ORGANIZARAM NA FISCALIZAÇÃO REIVENTARAM UM MODO UMA MENEIRA DE TIRAR DO POVO O DIREITO DE ESCOLHA, EM NENHUM PAÍS SERIO DO MUNDO FOI IMPLANTANDO, TEM A COMPUTAÇÃO ELETRONICA, MAS EXISTE UMA MANEIRA DE RECONTAR OS VOTOS NA DUVIDA ,
    O PROXIMO PRESIDENTE JA ESTA ACERTADO NA ELITE………………………………………… E AS PESQUISAS VÃO MANIPULAR PLANTAR RESULTADOS QUE NÃO VEM DO POVO E A URNA VAI SER AJEITADA COM A CONVENIENCIA DA ELITE.

  62. Eduardo Sanches disse:

    Trabalho com informática a 20 anos e digo que é IMPOSSÍVEL não haver fraude. Uma coisa é o voto no papel, onde a pessoa preenche a cédula, vê o que tá fazendo. E é essa cédula que conta como voto. A urna eletrônica funciona mais como um mesário eletrônico, pois não deixa de ser um intermediário.

    Antigamente, não lembro em que país, devido ao alto grau de analfabetismo, o voto era assim: Fazia-se uma fila e dizia secretamente ao mesário em quem a pessoa iria votar. Depois o mesário preenchia a cédula e inseria na urna. Claro que com esse método haveria alta possibilidade de fraude, pois este mesário poderia ser subornado. A urna eletrônica é exatamente isso.

    A cada toque em um número digitado há um processamento. Vc não vê o processamento da máquina, não sabe que tipo de programação está inserida ali. Vc pode perfeitamente digitar um número e ser gravado outro. A única coisa que te dá certeza da segurança é simplesmente… A PROPAGANDA. Isso mesmo, tanto falam que é segura que muito otário acredita.

    A urna só não permite que qualquer um possa burlar. Mas e a equipe que a programou? Esta deterá o poder de determinar os rumos da eleição. Se esta equipe for confiável, ótimo. Mas e se não for? Vc conhece quem programou a urna? É seu amigo? Sabe os nomes?

    Mesmo um teste para comprovar se não tem fraude pode enganar. A urna tem um relógio interno. Basta checar data e hora para determinar um tempo para uma programação padrão e outro para uma programação adulterada. Então pode dar tudo certo em um dia de testes e no dia da votação a segurança ir por água a baixo.

    “Quem vota e como vota não conta nada; quem conta os votos é que realmente importa.” – Josef Stalin

    A eleição não é só votação, mas apuração e totalização. A urna pode não ter fraude alguma mas o sistema de apuração pode não ser nada confiável.

    E se vc acha que meios eletrônicos são confiáveis, saiba que meu nome não é Eduardo Sanches. Inventei esse nome. Fraudei meu nome pra te testar. Vc caiu nessa, pode cair em outra.

  63. tiago araujo disse:

    Na minha modesta opinião corremos mais risco durante o transporte do disquete (ou dados) até a apuração do que numa brecha (ou bug) do sistema.

  64. leds disse:

    Uma sugestão…após as eleições o TSE deveria contratar pelo menos duas empresas de auditoria externa para darem o seu parecer.

  65. Reinaldo disse:

    Como todo sistema desenvolvido no Brasil, a urna eletrônica é muito mais criticada do que elogiada.
    Vejam o exemplo do BINA, uma invenção brasileira que o mundo todo usa e ninguém paga, par o inventor, um centavo sequer…

  66. Raphael disse:

    ATÉ O F.B.I E A NASA SÃO FREQUENTEMENTE VITIMAS DE INVASÕES E FRAUDES, MESMO TENDO OS COMPUTADORES MAIS AVANÇADOS DO MUNDO !!!

    IMAGINA UMA URNA ELETRONICA QUE GRAVA OS DADOS EM DISQUETES !!!!!!!!!!!!!

    ESSE PAÍS É UMA PIADA MESMO !

    PQ PAÍSES DE 1º MUNDO NÃO USAM URNAS ELETRONICAS ?

    POR FALTA DE DINHEIRO ?

    POR FALTA DE TECNOLOGIA ?

    POR FALTA DE SEGURANÇA ?

    SÓ BANDIDO E BURRO ACREDITA E CONFIA NAS URNAS ULTRA INVIOLAVEIS QUE GRAVAM OS DADOS EM DISQUETES !!!!!!!

  67. Carmen disse:

    Como acontece não sei, mas que há muito tempo vejo candidatos que se elegem sem que eu conheça uma só pessoa que o apóia!O Brasil é muito grande e a manipulação da mídia é decisiva na eleição.Exemplo :morava no nordeste quando um presidente foi eleito (segundo a imprensa pelo seu povo) sendo que o povo detestava esta pessoa e com certeza não votou nele e sim em um gaúcho. Mas os nordestinos acharam que os sulistas o elegeram e vice versa.Enquanto isto havia rumores de capital estrangeiro para a eleição desta pessoa já decidido novo presidente, antes mesmo das eleições, quando era apenas governador.E até hoje o maior parceiro dele em corrupção conhecido em todo nordeste ainda está na pol´tica com alto cargo, mesmo tendo mudado o presidente e o partido.Finalmete espero que o povo acorde, enquanto político for remunerado como profissão nunca teremos um país sério.Acorda Brasil!

  68. Antonio disse:

    Antes de discutir a segurança do processo eleitoral brasileiro, seria interessante que todos soubessem que:

    – A urna eletrônica emite várias vias do boletim de urna (resultado da seção), uma delas é afixada no próprio local de votação, e que, após a totalização, os resultados de cada candidato, por seção, são publicados na internet ? Assim os partidos podem fazer uma apuração paralela.
    – Que os TREs publicam na internet, na véspera da eleição, a relação de urnas que serão usadas na eleição, em cada seção eleitoral, contendo a data de sua preparação, e que, após a eleição, também publicam a relação de que urna gerou o resultado em cada seção ? Com isso, pode-se ver se alguma urna “fantasma” gerou resultado e, pela legislação, o que vale é o resultado publicado na seção em caso de dúvida.
    – Que o sistema de totalização só aceita resultado da urna original da seção ou de uma urna de reserva (a relação também está na internet) ?
    – Que os TREs realizam desde 2002 o teste chamado votação paralela, onde urnas que seriam usadas em seções recebem votos abertos ao longo do dia da votação e, após as 17h, o resultado da urna é comparado com o resultado esperado, e que este resultado nunca foi diferente ? Detalhe: os partidos não acompanham este teste.
    – Que o Sr. Brunazzo se diz autor da idéia da votação paralela, quando, de fato, este teste surgiu por iniciativa da Justiça Eleitoral ?
    – Que o Sr. Brunazzo, em momentos diz que a votação paralela é um teste para o sistema, mas, quando conveniente para si, diz que ela não serve como teste porque o fluxo de votação é contínuo, diferente do fluxo normal de uma seção (eu desafio algum expert em eleição a dizer qual seria este ritmo), e o indice de abstenção é alto, mas esquece de dizer (ou não descobriu ainda) que não existe um fluxo normal de votação em uma seção, porque cada seção tem seu ritmo e que a taxa de abstenção pode ser extremamente variável em função das condições do dia da eleição, não sendo possível prever antecipadamente qual é esta taxa ? Exemplo: numa aldeia indígena em Mato Grosso, na eleição de 2006, a abstenção foi altíssima em virtude dos índios estarem ajudando no resgate das vítimas do acidente com o avião da Gol.
    – Que os partidos, via de regra, não acompanham como deveriam os eventos de preparação da eleição ?
    – Que a quantidade de votos computados em cada seção pela urna eletrônica, pode ser comparada com registros manuais, feitos pelos mesários na ata da seção ou pela quantidade de assinaturas constantes no caderno de votação ? Esta simples providência, que pode ser feita pelos partidos, mas não foi feita pelos “experts”, poderia dirimir a dúvida se efetivamente faltaram 22.000 votos na totalização de Alagoas em 2006. Também inibe a fraude, pois seria preciso que o fraudador acertasse quantos eleitores votariam em cada seção !
    – Que os dados de votos brancos e nulos, apresentados numa reportagem da Band sobre uma suposta fraude em Guarulhos/2004 e alardeada no site http://www.votoseguro.org, não são iguais aos apresentados no site do TRE-SP ?
    – Que milhares de pessoas são contratadas pelo TSE para trabalhar por 30 ou 40 dias, na época da eleição, manuseando flash cards (meio de armazenamento de dados nas urnas), ganhando pouco mais de um salário mínimo, e que nunca apareceu uma relação de “quem votou em quem” ? Será que, se a urna associasse o voto ao eleitor, uma dessas revistas semanais que adoram escândalos, já não teria estampado uma lista dessas em sua capa ?

    Enfim, a segurança não está apenas na assinatura digital ou no hash. É um conjunto de procedimentos, com controles manuais, que dá a garantia do processo todo. Se promover jogando o trabalho sério dos outros na lama, sem provas, é fácil.

  69. Luiz disse:

    Antonio,
    Pelas informações que o Sr. dispõe, certamente é funcionário do TSE.
    Mas, em vez de esclarecer as dúvidas levantadas sobre a impossibilidade da sociedade conferir o resultado das apuração das urnas eletrõnicas, o sr. procura confundir os leitores:
    -A publicação dos resultados por seção na Internet permite aos partidos conferir apenas a Totalização dos Votos.
    -A Apuração dos Votos, que é feita nas urnas eletrônicas, continua impossível de ser conferida com as urnas usadas no Brasil. Curioso que membros da justiça eleitoral tentem esconder este fato com o jogo de palavras totalização/apuração.
    -Por que o Sr. não aproveita este espaço para explicar porque VOCÊS continuam impedindo o Sr. Brunazzo e os demais partidos de fazer o teste de resistência e porque VOCÊS mantem secretos os resultados do teste que a empresa contratada fez?

  70. bruno disse:

    em uma eleição onde o próprio governo veicula propagandas onde alerta eleitores sobre a necessidade de procurar votar em pessoas honestas (não deveriam ser todos os candidatos honestos, como pré-requisito?) não se pode esperar que o processo de votar nesses mesmos seja seguro. Muito menos quando historicamente há vários indícios de fraudes, compra de voto e o escambal.

    Não ignorem o fato que fraudes digitais são mais silenciosas, geram muito menos tumulto (ninguém precisa aparecer com uma arma, só em último caso) e, em última instância, deixam menos marcas.

  71. Antonio disse:

    Caro Luis: não sou funcionário do TSE ou de qualquer TRE. Apenas conheço pessoas de um TRE, que, já há muitos anos, me repassaram algumas destas informações exatamente quando as questionei sobre a segurança do sistema. A cada eleição procuro checá-las nos sites dos TREs e do TSE. São todas verdadeiras, e qualquer um pode constatar. Por fim, a apuração dos votos pode ser conferida na votação paralela, mas o que estas pessoas me disseram é que os partidos não se interessam. Conheçam um pouco mais sobre o processo todo antes de criticá-lo !

  72. CIDADAO TRIFRONTEIRENSE disse:

    MEU DEUS, VEJO CLARAMENTE QUE ISSO ACONTECEU EM MEU MUNICIPIO…TRES FRONTEIRAS, PRINCIPALMENTE PELA FALTA DE PEDIDO DOS MESARIOS DO DOCUMENTO DE IDENTIDADE NA HORA DA VOTAÇÃO…ERAM URNAS QUE NAO APARECIAM FOTOS DE CANDIDATOS, PESSOAS LEIGAS QUE MESMO ASSIM CONFIRMAVAM VOTOS…O QUE ACONTECERAM COM ESSES VOTOS??VEJO PESSOAS QUE SAÍRAM INDIGNADOS DAS URNAS…VI UM CANDIDATO ELEITO COM MINORIA DA POPULAÇÃO…SEM NINGUEM NEM PARA COMEMORAR…SEI QUE MINHA CIDADE É PEQUENA NO TAMANHO, MAS GRANDE NA VONTADE DE ELEGER GOVERNANTES HONESTOS!!!SERÁ Q A TOTALIZAÇÃO FOI REALMENTE LEGÍTIMA???SERÁ QUE A JUSTIÇA FOI FEITA NESTE MUNICÍPIO???ACHEI UMA MOROSIDADE POR PARTE DA JUSTIÇA…AGORA PENSEM, REFLITAM…SE A REFERIDA URNA ELETRONICA ESTÁ SENDO USADA É PORQUE AFETA ALGUM INTERESSE DE ALGUEM…TENHAM CERTEZA DISSO!!!!!!!!!!ABRAM OS OLHOS POVO BRASILEIRO!!!!!!INFELIZMENTE ESTAMOS NO PAÍS DO JEITINHO…NO PAÍS ONDE O INTERESSE DE MEIA DÚZIA PREVALECE SOBRE A MAIORIA,,,,ESSA É MAIS UM FIASCO OCORRIDO EM NOSSO PAÍS…DESACOSTUMEM-SE DISSO POVO BRASILEIRO…REFLITAM….É TRISTE DIZER ISSO, MAS PARA PESSOAS HONESTAS COMO EU, ´SO RESTA IR PRA OUTRO PAÍS…TENTANDO MELHORAR PELO MENOS A MINHA VIDA, JÁ QUE O BRASIL VEJO QUE NAO TEM MAIS JEITO…PARTINDO DA PROPRIA POPULAÇAO QUE É ALVO FÁCIL DE CORRUPTOS…

  73. celso pinheiro disse:

    “Comentário por Roberto — 09.09.08 @ 10:33”

    “a justiça eleitoral não vai deixar que alguém faça alguma coisa com o sistema deles…. ”

    este é o principal problema… a justiça eleitoral concentra os 3 poderes, o que é inadmissível em um estado de direito!

    “Eu, até agora, não ouvi falar nada sobre fraude numa urna eletrônica…. ”

    Por concentrar os 3 poderes, a justiça eleitoral além de não investigar as denúncias, em muitos casos nem deixa que a denúncia seja registrada.

    “Lógico que houve problemas com algumas urnas, como falha no sistema, problemas técnicos, mas nunca eu ouvi dizer que haviam alterado o sistema de uma urna eletrônica!!!”

    ler acima!

    “Agora, o mais interessante: Porque há representantes de sistemas eleitorais de vários paises vindo ao Brasil para ver a nossa urna eletrônica? Porque ela é passiva de fraude?? Acho que não……”

    Isto é mito: as urnas brasileiras (que são americanas na verdade – a empresa que as produz se chama Diebold – e já esteve envolvida em muitas coisas estranahas em matéria de eleições) são motivo de chacota no mundo inteiro.

    Muitos países do mundo (EUA e Holanda, por exemplo) PROÏBIRAM urnas virtuais como a nossa…

    Nem o paraguai que recebeu milhares de urans de graça do Brasil não as utiliza para as eleições por não oferecerem segurança suficiente…

  74. Fraude Urnas Eletronicas disse:

    Grupo de Discussão – Fraude Urnas Eletrônicas
    Venha você também fazer parte deste grupo!

    Se você suspeita de ter havido algum tipo de irregularidade no processo eleitoral de sua cidade, venha participar do grupo de discussão FRAUDE URNAS ELETRONICAS.

    Buscamos Discutir o processo Eleições 2008, principalmente as suspeitas de fraude no voto eletrônico que ocorreram em diversas cidades por todo o país.

    Participe você também desta discussão. Venha colocaborar com um grande avanço democrático.

    Está É uma oportunidade de você conhecer maiores detalhes sobre os processos que envolvem possíveis fraudes nas urnas eletrônicas que aconteceram este ano em nosso país.

    Acreditamos que unidos podemos vencer este triste momento da democracia brasileira.

    O direito ao voto é constitucional e não podemos jamais ter dúvidas quanto ao seu destino!

    Faça Sua parte: exponha seu caso!

    http://br.groups.yahoo.com/group/fraudeurnaseletronicas/

    Denuncie!

    http://www.votebrasil.com.br/denuncia

  75. Sinval Junior disse:

    Aqui em Itapevi na grande São Paulo os eleitores já estão dizendo que são ERREITORES mas não é verdade aqui houve fraude também porque varias pessoas dizem que foram votar em determinado candidato e a foto era de outro ou simplismente nem foto aparecia e sempre os mesarios diziam que era só confirmar, mas confirmar o que se não sabia quem era pois não havia foto e eles ficavam bravos se alguem reclamar, foi uma eleição estranha com resultados esquisito, más o mais estranho foi a cidade ficar sem oposição pois os 13 vereadores eleitos aqui são da situação, candidatos queridos pela população tiveram votos irrisórios e os com a maior rejeição foram os mais votados isso foi ridículo, acho que a PF deveria investigar esses casos, acho tambem que deveria sair das urnas um comprovante em quem voce votou