MENU

Escrito por • 07/02/2009

fotografia se torna “social”

numa apresentação TED em 2007, blaise aguera y arcas apresenta seadragon e photosynth, duas tecnologias da microsoft para processamento de vastas quantidades de informação visual. photosynth é uma máquina virtual de construção de hiperligações entre imagens e de visualização do resultado. a apresentação [18min] de aguera y arcas é em inglês [bem rápido] mas, mesmo se você não entende inglês, o visual da palestra é impressionante. vá ver e preste atenção na manipulação de imagens [de flickr] ao redor da catedral de notre dame, em paris. fantástico.

blaise

photosynth trata visuais resultantes de múltiplas e variadas aquisições de imagem de uma cena qualquer, por dispositivos de diferentes características [no caso de fotos, desde máquinas profissionais até celulares de baixa resolução] e constrói uma "foto social" resultante da composição 3D e interligação das centenas, milhares [ou mais] imagens 2D disponíveis. o resultado é que o todo é muito maior do que a soma das partes, especialmente se o número de imagens usado for grande.

a posse de obama vista como um photosynth está na rede [na cnn] em três cenas, de 267, 383 e 628 fotos e o resultado é nada menos que espetacular. clique na imagem abaixo, ponha no modo tela cheia e navegue, pra entender porque há muita gente achando que este é um dos futuros da fotografia.

obama outside 

no site do sistema, você pode ver um conjunto e photosynths e criar o seu. o mais divertido mesmo vai ser juntar centenas ou milhares de fotos que você e sua turma [e mais um monte de desconhecidos] tiraram, do mesmo evento, seja na praia, no campeonato de judo ou no clássico do domingo à tarde, pra ter, literalmente todos os ângulos de um evento qualquer.

com o que se chama de audiência se transformando, cada vez mais rapidamente, em autor, usuário e partícipe integral da comunidade que se interessa por qualquer coisa, imagine as possibilidades de photosynth ou de um imaginado videosynth. e não pense que isso só vai ser possível no seu PC ou mac: a NEC acaba de lançar um chip, pra celulares, capaz de capturar imagens de 12 megapixel e de mostrar vídeo em full HD, 1080p.

hoje, quase todos [ou todos?] celulares são máquinas fotográficas que também servem pra outras coisas, como fazer "ligações telefônicas". veja a foto abaixo, de um dos bailes da posse de obama. e a estimativa é de que dentro de dois anos 40% dos celulares terão câmeras com resolução maior que 5 megapixel; melhore as lentes, vá pro futebol, tire fotos direto pra um repositório compartilhado na web, passe por photosynth e imagine as possibilidades…

obama inside

Artigos relacionados

0 Responses to fotografia se torna “social”

  1. Paulo Nasc disse:

    Olá professor Meira:
    Legal esse PHOTOSYNTH. Mas, porém, quer dizer… vamos lá… isso é FOTOGRAFIA? Ou fotografia no sentido que era praticada por Cartier Bresson e os outros craques entre eles nosso brasileiríssimo Tomaz Farkas? P’ra pensar.

  2. Paulo Nasc disse:

    Olá professor Meira:
    Legal esse PHOTOSYNTH. Mas, porém, quer dizer… vamos lá… isso é FOTOGRAFIA? Ou fotografia no sentido que era praticada por Cartier Bresson e os outros craques entre eles nosso brasileiríssimo Tomaz Farkas? P’ra pensar.

  3. patricia disse:

    so roda em windows, esse photosynth… beleza, sintonizado com o futuro, mesmo…

  4. patricia disse:

    so roda em windows, esse photosynth… beleza, sintonizado com o futuro, mesmo…

  5. Com o apoio do Ministerio da Cultura http://www.cpf.pt e tendo como lema “que a união faz a qualidade”, a agência fotográfica United Photo Press vai promover a edição de um novo livro, uma antologia de fotografia, de todas as vertentes fotográficas. Poderão participar nesta obra todos os fotógrafos, fotojornalistas e artistas da arte fotográfica em geral, residentes nas áreas lusófunas, Portugal – Angola – Brasil – Cabo Verde – Galiza – Macau – Guiné-Bissau Moçambique – Timor-Leste – São Tomé e Príncipe.
    http://www.unitedphotopress.com

  6. Com o apoio do Ministerio da Cultura http://www.cpf.pt e tendo como lema “que a união faz a qualidade”, a agência fotográfica United Photo Press vai promover a edição de um novo livro, uma antologia de fotografia, de todas as vertentes fotográficas. Poderão participar nesta obra todos os fotógrafos, fotojornalistas e artistas da arte fotográfica em geral, residentes nas áreas lusófunas, Portugal – Angola – Brasil – Cabo Verde – Galiza – Macau – Guiné-Bissau Moçambique – Timor-Leste – São Tomé e Príncipe.
    http://www.unitedphotopress.com