MENU

Escrito por • 04/10/2009

liberdade de “jornalismo”: brasil não vai muito bem

todo outubro, o RSF, reporters sans frontières, publica um índice comparado da liberdade informacional, que eles ainda chamam, por tradição, “de imprensa”. três longos anos atrás, em outubro 2006, sobre o índice daquele ano, escrevi um texto que passava por

…de 2002 [quando o índice começou a ser compilado] para cá o brasil perdeu 21 posições e a bolívia avançou 31 lugares. vai ser muito interessante ouvir as explicações da propaganda governamental, que está tomando ares cada vez mais parecidos com a década de setenta. o que talvez seja uma das razões para estarmos em queda livre no índice do RSF;… capaz de se tentar explicar, também, que a disneylândia de uma certa intelectualidade brasileira [além das perseguições usuais, 24 jornalistas são presos políticos na ilha] está no rabo-da-gata porque o RSF é uma conspiração elitista, de direita, contra o progresso dos povos.

image em 2006, o brasil estava no 75o. lugar do ranking [e ainda não havia nada parecido com o esforço de mídia estatal que vemos hoje…]. em 2007, a coisa piorou e o país foi para o 84o. lugar, se arrastando de volta para um ainda pouco confortável 82o. lugar em 2008, 28 posições abaixo de 2002.

a bolívia, que estava em 16o. lugar em 2006 [era o melhor, em liberdade informacional, dos países em desenvolvimento], amarga, no último ranking publicado, um mísero 115o. lugar. não é feito pequeno, cair tão rápido. diz alguma coisa sobre o governo de lá [e seus parceiros]. nós, pelo menos, estamos sistemática e estavelmente ruins.

estamos a algumas semanas da publicação do índice correspondente a 2009. devemos aparecer melhor colocados, porque o supremo detonou a famigerada “lei de imprensa” do regime militar. mas a avaliação do RSF sobre o estado de informação, no brasil, não é das boas:

Brazilian journalists are exposed to serious risks in some regions, particularly when they report on sensitive issues such as trafficking, corruption or environmental questions. Attacks that can go as far as murder still plague the northern and north-eastern states, or further south, at the Paraguayan border, the hub of the drug trade.

e é verdade: tratar de tráfico, corrupção e questões ambientais, na mídia brasileira e particulamente nas regiões norte e nordeste, é risco de vida [ou de morte], dos altos. dia destes, o jornalista rafael dias foi agredido em pleno centro do recife, por causa de uma reportagem sobre o falecimento de um vereador.

o fim dos jornais –e da imprensa- como nós conhecíamos não significa o fim do jornalismo. na web, nos blogs, nas redes sociais, a liberdade de informar e ser informado continua sendo um item essencial da democracia. reed hundt, que foi chairman da FCC [a anatel dos EUA] disse semana passada queas liberdades fundamentais de uma internet aberta [e neutra] são a plataforma do novo jornalismo. consequentemente, qualquer tentativa de manipular a rede, informação ou profissionais e amadores da notícia e da informação [uns em rede, outros em jornais e revistas, rádios e TVs] deve ser tratada como uma agressão ao estado de direito e aos ideais democráticos.

falando nisso, a tal disneylândia, que em 2006 estava no 165o. lugar da lista do RSF, caiu mais quatro lugares e, em 2008, está acompanhada, no fim da lista, por burma, turcomenistão, coréia do norte e eritréia. diz-me com quem andas…

image

Artigos relacionados

0 Responses to liberdade de “jornalismo”: brasil não vai muito bem

  1. Marcio disse:

    O problema,tambem,são os interesses do dono do jornal,da rede de teve,do judiciario.
    Porque o interesse de ganhos financeiro,faz com que o jornalismo emita meias verdades.
    É falsa e demagogica a expressão de “jornalistas” que vivem reclamando da liberdade de imprensa ,deveriam reclamar da meia liberdade que seus patrões lhe permitem.

  2. Maria Cesar disse:

    Todas as pessoas minimamente informadas sabem que os reporteres sem fronteiras fazem parte da CIA.
    Moro na Italia há 11 anos e aqui dos 6 canais abertos de TV, 3 pertencem ao Primeiro Ministro e os outros 3 são TVs de Estado, portanto, controlados por ele. A propósito, ontem houve uma grande manifestação em Roma e em outras cidades italianas para pedir liberdade de imprensa na Itália. Gostaria de saber qual a colocação da Itália neste ranking.

  3. Vilma disse:

    A imprensa deve ser livre, porém, os abusos de poder por parte de grupos que detem concessões de rádio, TV e jornais, deve, sim, ser coibidos.
    No país, as espécies de “capitanias hereditárias” na imprensa e outros órgãos de comunicação se enraizam e açambarcam todos os espaços.
    A esses, pouco importa o interesse do país e de sua gente, mas sim, o poder – cada vez maior´- de manipular situações, sem medir danos a terceiros!
    Infelizmente o nosso país não aprendeu a conviver com a democracia plena!

  4. Klaus disse:

    Os jornais e TVs brasileiros não podem se queixar de censura porque eles são os primeiros a censurar e manipular o noticiário referente ao governo Lula. Se a notícia é favorável ao governo, ela é omitida ou distorcida e se há alguma denúncia contra o governo, por mais absurda que seja, ela ganha manchetes diárias durante meses como se fosse uma verdade absoluta.

  5. Jean disse:

    O problema no Brasil é a falta de IMPARCIALIDADE da imprensa.
    Desde que o Lula entrou , só fazem tentar derrubá-lo.
    Uma vergonha.

  6. Leonardo disse:

    Caramba, sem querer ser chato mas já sendo. Não tem uma letra maiuscula no texto inteiro. Eu sei que pode ser estilo mas é falta de respeito colocar nome de paises com letra minuscula.
    Um escritor minimamente informado sabe disso.

  7. A impressa brasileira nunca foi livre nem será nunca , pois a censura vem de dentro da propria impressa, oi seja dos seus donos e governos que não quero que o povo saiba da verdade e por esta razão é será sempre amordaçada e povo paga conta e continua analfabeto e sem poder ler ou ouvir a verdadeira situação de um pais chamado Brasil.

  8. Michael disse:

    Temos sim problemas graves na nossa imprensa e se incomoda que falem mal do presidente (ou simplesmente mostrem a verdade) é pelo menos um sinal de liberdade. A recente falta de necessidade de diploma, ao meu ver, é um grave ataque ao jornalismo brasileiro. Mas não devemos fechar os olhos para as seitas que controlam os meios de comunicação, assim como econômicos e políticos. Liberdade deve ser plena. Um ser humano inteligente deve ter o discernimento de escolher a sua face da verdade mediante a escolha. O governo é ruim sim, os jornais são sensacionalistas e o direito constitucional de um estado laico já foi corrompido. A unica lei que deveria gerir a imprensa é o direito de resposta em igual tamanho.

  9. Ivan disse:

    A RSF é uma entidade de extrema direita comandada pelos donos de grandes jornais e rede de comunicação. Ela não defende a liberdade de expressão, ela defende apenas seus interesses próprios.

    No caso da Bolívia é notório como a entidade é política e não técnica ou justa.

    A lista pode ser entendida (com várias exceções) como quais países estão acabando com o latifundio radioeletro

  10. Mário disse:

    Nooosssa. O jornalista que escreveu essa matéria deve ter conseguido uma vaga de “jornalista” com o Sarney. O cara não usa letras maiúsculas em “nomes próprios” e seu texto está uma m… Coisa de ignorante de internet. E olha aquí ó, ô “jornalista”: leia a matéria sobre a greve dos bancários em Alegrete/RS no site http://www.contrafcut.org.br e veja o que os jornalistas fizeram em comum com a “justiça” local e responda se isso não é de ter NOJO da imprensa. Vá….. estudar!

  11. Vanderson disse:

    Seria interesante primeiro saber o que é considerado liberdade de imprensa, no Brasil há estados como Mato Grosso onde politicos são donos da maioria das emissoras de radio e tv. É lógico que eles só publicam o que beneficia a eles, naturalmente que isso tem que ter um limite. Se isso for considerado censura, então acho que deve existir sim, ou não estaremos longe de igualarmos a Bolívia, onde a imprensa internacional quase só tem acesso a noticias favoraveis ao governo.

  12. indignado disse:

    Liberdade,

    Não lembro da vez que ouvi essa palvara na ultima decada. O Brasil ainda é o pais da fantasia. Tudo é bonito e maravilhoso mas ningume vê. Temos ai a justiça que parece carregada de hipocrisia tentando falar de liberdade e principalmente de justiça. A imprensa brasileira ainda está longe dessa tal de liberdade de imprensa. Não vejo noticias que valorizam o cidadão, mas assim detonam com a auto estima do nosso povo, mas se não for assim não se vende noticia. È preciso destruir com a noticia, mesm que de forma injusta, para falar em liberdade de imprensa. Falar a verdade, não é só falar de coisas ruins. Afinal ruim para ser a nossa imprensa, e não a noticia. Viva a liberdade

  13. Mário disse:

    Ah! E tem mais. MAIS RESPEITO COM O PRESIDENTE DO MEU PAÍS. É UMA AUTORIDADE ELEITA PELA MAIORIA DOS VOTOS. MESMO QUE NÃO SEJA O TEU PRESIDENTE, FAÇA COMO EU: RESPEITE-O. AFINAL ELE É UMA INSTITUIÇÃO NACIONAL. O jeito que a imprensa em geral trata de instituição “Presidente” no Brasil, é a mesma do pixador de paredes, moleque, sem-vergonha que a ordem pública condena. Falei?

  14. Jaurino disse:

    Na Democracia ou na Ditadura; Enquanto houver Estadais e publicidades das mesmas sempre havera omissão de informação..

  15. Mateus disse:

    Jornalsita nem diploma têm mais. É cada vez mais fácil o jornalista como massa de manobra. As maiores emissoras de televisão do país. Uma têm um alinhamento político bastante questionável, a outra é fortemente ligada a uma religião. Os jornais. Um faz campanha claramente a favor de José Serra, outro é conservador, outro pertence a um grande grupo de mídia. Muitos concglomerados midiáticos pertence a políticos. Nesse nível, é muito dificil de ter liberdade. ..Até a lei de imprensa foi revogada.

  16. Valdoni disse:

    É o mesmo que perguntar a raposa se agora com a galinheiro mais vigiado ficou melhor ou pior.
    Antes no governo de FHC, exemplo Brasil, e ainda na grande maioria dos municipios Brasileiro, é vergonhaso a participação da grande midia. O povo nao acredita mais em jornalistas de opiniao. E a grande midia perde a cada dia mais importancia. Evidente que a liberdade para distorcer fatos, meia verdades, sensacionalismo comprado, o pedido de investigação sempre para um mesmo lado, está ficando cada vez mais dificil na America Latina. Engraçado, se tivessemos um indice liberdade de imprensa nos parametros do RSF e a qualidade de vida do povo Latino Americano, Veremos que vai numa razao inversa da liberdade do indice RSF. Na matematica seria RSF=1/Q.V

  17. Joseph disse:

    Lentamente o Governo coloca a mordaça nos jornalistas e cada vez mais a aperta. Como não há interesse em falar a verdade, os Donos dos jornais que são são autênticos “vaselinas”, fazem o jogo do Governo. Mas o pior de tudo isso é o falso moralismo da classe jornalistica que aceita tudo e finge que nada acontece. Vocês fazem matérias disvirtuadas a mando de seus chefes e complicam a vida de várias pessoas por aí. Vocês conseguem dormir? Ambos os lados estão errados

  18. Rodrigo Olyntho Franco disse:

    Esses repórteres sem fronteiras não têem credibilidade nenhuma pra apurar nada……

    sempre foram capaxos da mídia ocidental e sempre defenderam os interesses imperialistas…..

    só abraça quem quer!

  19. Quadros disse:

    Mais um dos tantos factóides distribuídos pela dita mídia. Alhos com bugalhos. Quer dizer, a responsabilidade dos estados (segurança), posta como problema do governo federal. daí, corrupção, tráfico de drogas e meio ambiente: ora, ora, ora e ora: e quem se envolve ou está envolvido? o governo, sabemos, não é: mas tem muito midiático até o pescoço. o Sr. articulista devia ter um mínimo de seriedade ao tratar o assunto. mas não, prefere o caminho primário do sectarismo, achando que a baboseira é capaz de colar em todos os incapazes de perceberem a sua (dele) maracutaia.
    atenciosamente,

  20. julia peres disse:

    PIADA
    A imprensa pertence a grandes grupos economicos: no Brasil, os Marinhos, os Civittas, os Frias, os Saads controlam 80% da teve, radios e jornais. São empresarios manipuladores. Liberdade pra que? Para criticar um governo legitimo com 81% de aprovação? Todo dia, o tempo todo? isto é libertinagem de imprensa e não liberdade…

  21. Onofre disse:

    No Brasil não temos liberdade, e sim libertinagem de imprensa. Só deveríamos dar liberdade à imprensa quando os jornalistas tomassem conhecimento, ao menos en passant, do significado da palavra ética.

    A imprensa no Brasil é venal, compromissada e adora detratar pessoas sem se importar com a honra delas, mesmo porque os jornalistas e empresários de comunicação desconhecem também o significado da palavra honra.

    Por isso, no contexto atual, a tão temida censura seria um mal menor diante do prejuízo que a imprensa vem causando à sociedade.

    A nossa Constituição cidadã, que na verdade foi elaborada e promulgada por bandidos, deu muitos direitos e poucas limitações à imprensa, e sabemos que não existe direito absoluto, muito embora os jornalistas não pensem assim. Fora isso, há o fato de que as empresas de comunicação também estão corrompendo o já corrupto Poder Judiciário no sentido de orientar a jurisprudência a dar mais liberdade do que elas merecem.

    No seu caso, especificamente, a liberdade de expressão só serve para massacrar e torturar a Língua Pátria. Além de mal escrito, a única letra maiúscula utilizada para iniciar um parágrafo no seu texto veio de uma citação de outro. As demais são utilizadas em siglas. Sugiro mais respeito àqueles que tiverem a infelicidade de ser seus leitores, o que não é o meu caso. Um forte abraço.

  22. Onofre disse:

    Depois dos RSF (Repórteres Sem Fronteiras), você poderia fundar o RSM (Repórteres Sem Maiúsculas).

    É isso que dá defender a liberdade de expressão. O cara acha que a Língua Pátria não vale nada e passa a escrever o que quer e da forma que achar conveniente. Quem não sabe o valor do vernáculo para uma nação, não tem condições de defender nenhum outro valor.

    Liberdade é para quem sabe usar. Não é o caso da imprensa brasileira e da maioria dos países.

  23. Neiva disse:

    O problema do Brasil é tão sómente de JUSTIÇA. CUMPRA -SE A LEI, independente de partidos, condição social, raça, religião,etc… e o Brasil seria um paraíso.

  24. JORGE LUIS disse:

    Ao amigos comentaristas do blog, uma obra do Jornalista Carlos Dorneles, ex-correspondente da Vênus Prateada, intitulada “Deus é Inocente, a Imprensa não”, retrata muito bem a falta de ética, de caráter da midia dos EUA e seu acordo espúrio com o Departamento de Estado do governo DEMO crata de G.W. Bush e pode ser usada para uma parcela dos profissionais da mídia brasileira. Onde os ditos profissionais são mais corruptos que os corruptos tradicionais, vendem-se por beneses em troca de notícias favoráveis a uns e desfavoráveis a outros, tem a capacidade de se acharem os paladinos da justiça e da moralidade, e querem continuar a ser o 4º Poder da República, só rindo. Plagiando um parlamentar amigo desses pseudos jornalistas: “Aos amigos tudo, aos jornalistas a Lei”.

  25. disse:

    o brasil deveria ser o primeiro em libertinagem de imprensa, pois são poucos os países onde panfletos da direita como a Veja podem se passar por revista jornalistíca e nunca ser processada ou cassada. Agora também é dificil saber o que essas pessoas entendem por liberdade de imprensa, é liberdade para o jornalista trabalhar ou para inventar histórias ridiculas e publicar na Veja, Folha, Estadão? Passou da hora do Brasil ignorar esses rankings idiotas, se para moralizar o nosso jornalismo e dar credibilidade a isso for preciso ir para último do ranking é isso que devemos fazer, pois nenhum país que preza pela decência e nenhum jornalista que realmemte é jornalista deve suportar coisas como revista Veja, Folha de S. Paulo, Estado de S. Paulo, Diogo Mainardi entre outras coisas que se acham jornalistas mas não passam de péssimos propagandistas tucanos.

  26. Onofre disse:

    Esses bandidos citados por Zé são a imagem da imprensa brasileira. Chega de liberdade de imprensa. Lugar de bandido e de jornalista é na cadeia.

    Vejam o caso de Daniel Dantas. A maior parte da imprensa se vendeu.

    Vejam onde está Franklin Martins hoje. Precisa dizer algo mais?

  27. CLAUDIO disse:

    Com a enxurrada de publicidade na mídia qual jornal lougrará perder uma parte da verba achacada da população. Um vículo que não receber parte da verba do Governo está falido. Estamos vivendo a era Médice: naquele tempo se ufanava do Brasil enquanto o pau comia solto; hoje a mídia bombardeia o povo com uma sicofanta publicidade govenamental enquanto a corrupçao e o achaque se institucionaliza a ponto de um Ministro do Supremo dizer que advocacia administrativa é relativa.

  28. Ricardo disse:

    Conversa fiada. Vocês não conhecem o significado da palavra liberdade. Vocês não respeitam o povo e nem as nossas instituições. Nós não temos liberdade de imprensa realmente, porque não temos imprensa e sim empresas. Jornalistas régiamente pagos para atacar tudo que se relacionar a uma melhoria para o povo brasileiro. Pagos até para defender “golpes democráticos”. No seu caso específico, encontrei essa coluna sem querer e fiquei abismado com a pobreza do seu texto e a gracinha de colocar tudo em minúsculas. E tenho certeza que você é diplomado. Que porcaria… Uma grande maioria de jornalistas muito bem pagos desse país (que sei que não é o seu caso) está aí somente para emitir opinões contra o povo brasileiro. São apenas traidores. Carlos Lacerda, o corvo, ficou tristemente na história do Brasil como um traidor. Era jornalista.

  29. Olavo Serra disse:

    Caríssimos,

    Venho por meio desta denunciar que a Rede Anhanguera de Comunicação censura as matérias dos seus veículos de comunicação que tragam críticas e reclamações contra a gestão pública Municipal de Campinas. Matérias que abordem aspectos da gestão pública devem passar pelo crivo dos diretores e apenas irão para a redação após serem aceitas ou revisadas.
    Escreveu-me um reporter do Jornal o Correio – Campinas:

    “não posso apresentar as suas denúncias e nem mesmo averiguá-las. Devemos ter muito cuidado porque tudo o que escrevemos a respeito da Orquestra Municipal de Campinas ou da Secretaria de Cultura de Campinas deve antes ser entregue ao Secretário Lagos para análise e aceite, então é melhor deixar para lá…”

    Assim qualquer reporter que traga denúncias e criticas poderá estar sujeito a punições, censuras e até mesmo demissão.
    A atitude da direção da Rede Anhanguera fere o Direito de Livre Manifestão e coloca em cheque toda a imprensa Nacional, por se tratar de um importante complexo de comunicação.

    A quem a Imprensa Serve, a Verdade ou aos interesses cooporativos?

    Estarei enviando este comunicado/denuncia a entidades internacionais na esperança de que ponham em evidência a atual situação do Jornalismo Brasileiro.

    Aguardo a vossa manifestação a respeito do assunto.

    Atenciosamente,

    Olavo Serra

  30. JEAN disse:

    A liberdade de expressao no Brasil tem seu preço
    Tudo tem seu duplo sentido
    A pouco tempo atras vimos o caso do Dj Marlboro onde ele entra na justicça para proibir um canal de televisao de explorar a materia colocou em sua defesa que era uma pessoa publica de notoriedade internacional que outra emissora na qual ele e funcionario nao havia dado tanta notoriedade
    Ora bolas entao a justiça determina tal ato e seu glamour continua intocado e ele continua suas maracutaias
    E dificil….

  31. Elias disse:

    É certo que com o fim do regime militar no país a imprensa passou a experimentar uma liberdade mais ampla. Certamente esta amplitude varia com o tipo e tendência ideológica de governo. Aqueles que adotam discursos políticos “inflamados” para influenciar e convencer o eleitorado costumam ser menos tolerantes com os meios de comunicação.

  32. jaime spinola lotfi disse:

    A IMPRENSA TEM QUE TER TOTAL LIBERDADE PARA PUBLICAR E COMENTAR. SÓ QUE SE MENTIR OU INVENTAR NOTICIA E PREJUDICAR A IMAGEM DE ALGUEM, OU DEFENDER IUNTERESSES PROPRIOS OU TENTAR LEVAR ALGUMA VANTAGEM….NÃO TENHA DUVIDA O JORNALISTA TEM QUE MOFAR NA CADEIA.,ALEM DE PEDIR DESCULPAS. EXEMPLO: O JORNALISMO DA GLOBO MOSTRA E APRESENTA SOMENTE O QUE LHE INTERESSA.POR ISTO NÃO TEM CREDIBILIDADE ETEM GENTE QUE ACREDITA NO QUE A GLOBO ESCREVE OU FALA.

  33. Edna disse:

    Liberdade de imprensa com resposabilidade:SIM,de outra forma:NÃO.
    Nós vivemos com a mão poderosa dos donos de jornais,Tv e do Judiciário,quando “interessa”,mesmo que seja uma reportagem mentirosa,que logo em seguida todos saberão que são “inverdades”,dependendo dos interessados,a coisa é publicada,depois para limpar a honra do(os) envolvido(os),nada é publicado,ou então sai no “roda pé”,do jornal,na televisão nem pensar…
    E quem é atingido injustamente(EU DISSE INJUSTAMENTE),que se ferre,para não dizer outra coisa.

  34. A mídia é irresponsável e não possue ética,grande parte da violência em nosso País deve-se à mídia,expõe o cidadão e não redime seus erros.O Poder Judiciário tem medo da mídia e não condena jornalistas irresponsáveis e sem ética.

  35. MANOEL disse:

    Senhor Redator,
    Fico “emputecido” quando vejo dados como esses. Como culpar o país, ou seu governo por falta de liberdade de imprensa? Aqui no Brasil vivemos uma verdadeira ditadura dos donos dos meios de comunicação. Os profissionais de imprensa são obrigados a escever ou relatarem apenas e tao somente o que determina os donos desses meios de comunicação. Para termos um verdadeira liberdade de imprensa, os veiculos de comunicação nao poderiam pertncer a grandes empresarios, como aqui ocorre. Como acreditar na VEJA, Globo, Folha, Estadão? Pertencem as oligarquias que madam no país. É TISTE VE UM POVO TÃO DESINFORMADO E AINDA ACUSADO, COMO PROCLAMAM ESSES INSTITUTOS DIREITISTS.

  36. MARCOS MIGLI disse:

    Tudo que acontece é culpa do POVO, da nacao como um todo.

    Infelizmente d eposse do cofre das estatais e podendo gastar
    milhoes d erais aonde quiserem, o governo usa essa grana pra comprar RADIOS< TVS< JORNAIS.

    na tao famosa verba de publicidade.

    enquanto isso for possivel, os governos vao comprar aopiniao dos outros, tipo um mensalao jornalistico com verba das estatais(anuncios)

    nos temosa culpa por permitir, a coisa so muda quando a nacaoa cordar do GOLPE que se pratica 24hs dia.

    m

  37. Lilica disse:

    Gostaria também de saber o ranking da imprensa em relação à sua IMPARCIALIDADE. Tem??? Se não tem, deveria ter!!!!!

  38. GalileoGalilei disse:

    29/09/09 – 02h11 – Atualizado em 29/09/09 – 02h14
    Lula é homenageado pela Associação Internacional de Radiodifusão

    Presidente foi considerado como um exemplo para América Latina.
    Motivo é o trabalho em defesa da liberdade de expressão.

    http://g1.globo.com/Noticias/Politica/0,,MUL1321873-5601,00.html

    Estamos falando do mesmo país?

  39. Fredimar disse:

    Liberdade de imprensa. Belo questionamento dos jornalistas. No entanto há que ser citada a responsabilidade por reportagens que denigrem a imagem de pessoas muitas vezes falsamente acusadas. Algo que a nossa imprenssa deve fazer é a posterior divulgação da inocência dos que antes foram acusados, muitas vezes de forma sensacionalista e com altos graus de dramaticidade. Seriedade é algo que ainda não é muito comum na nossa cultura.

  40. Maria Luisa disse:

    A liberdade pelo visto é seletiva, já que os meios de comunicação são fartos em detalhes, qdo se trata de ensinar como roubar um carro, como assaltar um cidadão, etc. Se algum aspirante a ladrão não sabia, fica sabendo timtim por timtim, tamanha é a aula dada de graça. Até como fabricar uma granada caseira é ensinado. Meios de segurança para os cidadãos também são detalhados. Os marginais agradecem.

  41. emeran disse:

    Bom, aqui em SP o governo estadual comprou toda a imprensa assinado contratos milionários com uma editora bem importante. O governo estatual de SP simplismente pagou milhões de reais em uma transação pra lá de obscura, sem licitação e sem o aval de especialistas da educação e dos professores.

    O que ele fez? Todos os professores estaduais agoram recebem revistas em casa, somente revistas dessa editora, dona de um panfleto que faz proseletismo político, semanalmente, que insistem em chamar de revista.

    As escolas tb recebem a versão do panfleto para ensino médio e fundamental! o interessante é que elas vão ter acesso somente a visão “jornalística” imposta por essa editora.

    Fechando, a “imprensa” paulista não tem do que reclamar, está bem livre… … …

  42. fabio disse:

    espero não começar a acreditar que esteja ocorrendo proseletismo político aqui também… por parte de um cientista ainda por cima…

  43. fabio disse:

    eh impressão minha ou vc está tentando assiciar ataques a jornalistas por mafiosos/traficantes/grileiros (marginais) ao governo federal? eh isso?

    acho que os editores da Veja viraram os mesmos editores desse blog…e o Ali Kamel já deve estar comandando este blog também… já era esse blog…

    talvez este site ajude o autor a ter pouco mais de discernimento sobre a imprensa brasileira: http://www.observatoriodaimprensa.com.br/

    pessoal, o único jeito de escapar de kamel, dos frias, dos civictas e marinhos é lermos apenas blogs e jornais de fora do país…

  44. fabio disse:

    eh impressão minha ou vc está tentando associar ataques a jornalistas por mafiosos/traficantes/grileiros (marginais) ao governo federal? eh isso?

    acho que os editores da Veja viraram os mesmos editores desse blog…e o Ali Kamel já deve estar comandando este blog também… já era esse blog…

    talvez este site ajude o autor a ter pouco mais de discernimento sobre a imprensa brasileira: http://www.observatoriodaimprensa.com.br/

    pessoal, o único jeito de escapar de kamel, dos frias, dos civictas e marinhos é lermos apenas blogs e jornais de fora do país…

  45. Ilde disse:

    Como falar em liberdade de imprensa quando a grande maioria dos seus órgões, vivem a espera do pagamento das faturas deixadas às mesas das Secom(s) Federal, Estadual e Municipal.
    Me engana que eu gosto.
    Eu hem..!

  46. Victor disse:

    Das faltas de liberdades da imprensa brasileira, a pior delas, a mais danosa de todas, parte de sua própria estrutura, seus “sponsors”.. Hoje, o mainstream é coordenado por três, quatro famílias..

    Cada episódio político que envolva o Brasil só vem confirmar a tese de que a mídia se descolou da realidade.