MENU

Escrito por • 23/08/2012

motorista “celular”: perigoso mesmo dirigindo sem celular

estudo recente mostra que motoristas que usam o celular com frequência, enquanto dirigem, conduzem de forma mais arriscada do que os outros, mesmo quando não estão usando o celular à direção. isso pode querer dizer que as pessoas dispostas a falar, mandar mensagens de texto ou até navegar dirigindo tem um comportamento essencialmente mais arriscado à direção do que os motoristas  “desconectados”.

os conectados, móveis [definição aqui], os que usam o celular à direção com frequência, dirigem mais rápido, trocam de faixa mais frequentemente, passam mais tempo na faixa mais rápida e usam o acelerador e freio de forma mais brusca do que os motoristas que raramente usam o celular à direção, mesmo quando não estão usando o celular enquanto dirigindo.

e o estudo conclui que esta pode ser uma das razões pelas quais as leis que proíbem o celular à direção têm contribuído muito pouco para a diminuição de acidentes, porque os motoristas que se envolvem em acidentes enquanto usam celulares parecem ser os mesmos que se acidentariam [e aos outros] mesmo sem usar celulares. será?

Artigos relacionados

Comentários estão encerrados.