MENU

Escrito por • 17/12/2013

previsões, 4: social, social…

Há razões para se crer que a primeira rede social online começou em 1985, ou há quase 30 anos. THE WELL, criada por stewart brand e larry brilliant, era uma rede de conferências, elas próprias estruturadas em termos de tópicos; os grupos eram formados em tornos das conferências privadas, já que as públicas eram abertas a todos. não havia a noção contemporânea de relação [entre participantes da rede], e isso se dava pela participação conjunta em uma conferência. THE WELL fez a cabeça de muita gente que fez a cabeça da rede, incluindo john perry barlow, letrista do grateful dead, que depois veio a fundar a EFF, electronic frontier foundation, uma instituição fundamental para a defesa dos direitos digitais desde o começo da internet. THE WELL está bem no meio da linha de tempo [incompleta] das redes sociais abstratas, abaixo, que começa com o correio, há mais de 2500 anos.

image

salte quase 30 anos e olhe para o gráfico abaixo, de quem visita faceBook pelo menos uma vez por mês…

image

…que mostra 1.189.000.000 de pessoas ativas em faceBook pelo menos uma vez por mês, mais de 800 milhões a partir de dispositivos móveis… e 254 milhões apenas em seus smartphones e tablets, um aumento de 126% em um ano. e 65% do tempo de uso de redes sociais vem de dispositivos móveis, como você pode ver no gráfico abaixo.

image

social e móvel é a história da hora. daí, a gente pode prever o que, para o futuro próximo? pra começar, os 5 usos da rede em que o móvel é mais de 50% do tempo são pessoais e imediatos, um certo comigo, agora, em rede, com todos.

seu celular é sua câmera, há muito tempo; e a de seus conhecidos, também. não só você fotografa e compartilha [em redes sociais, sejam lá quais ], mas eles fazem o mesmo; mapas são bem mais úteis com você, agora, e não pra imprimir em casa e sair por aí, consultando; e os melhores mapas são sociais, e em tempo real [como waze, por exemplo]; games já estão conosco o tempo todo, no ônibus, metrô, táxi, nas filas… e  os melhores, mais interessantes e divertidos são os que jogamos com ou contra outras pessoas; tempo [ou sua previsão] não é uma tradição brasileira, mas global, que estamos absorvendo e usando muito, em movimento, e à medida que o tempo se complica, em todo canto, entrará na classe das aplicações CART, comigo, agora, em rede, com todos inclusive aqui no brasil, até porque ainda há muito para se inovar neste cenário. o quinto cenário de uso são redes sociais, de que já falamos, e onde você deve estar agora, e não num portal… certo?

previsão para o futuro? tudo é social; tudo, em rede, será CART, comigo, agora, em rede, com todos; até, muito em breve, o carrinho de compras do ecommerce, que é o “cart”, lá, e está pronto pra ser revolucionado, de tão pouco que aconteceu nas compras online nos últimos tempos. é esperar pra ver.

sim… e as eleições? 2014, no brasil, quase certamente verá as primeiras eleições em que as redes sociais terão um papel muito relevante. se vão –ou não- decidir a parada, é outra história. mas é muito improvável que os candidatos que cheguem na frente tenham uma performance desastrosa nas redes sociais, onde a presença competente parece ser o mínimo que todos querem ter já, agora. e as eleições de 2014 virão emboladas com a copa e, quem sabe, manifestações pelo brasil afora. o ano que vem vai ser ano e tanto em todas redes sociais –off e online– por aqui.

Henfil charge tirinha Hq quadrinhos Grauna Fradinho ditadura repressão

Artigos relacionados

Comentários estão encerrados.