MENU

Escrito por • 27/08/2012

qual é a estratégia da sua empresa para “mídias sociais”?

já  faz um tempo que o blog publicou uma longa série [de 10 textos] sobre o que deveriam ser estratégias de [para] redes sociais nos [com os] negócios. de julho de 2010 pra cá aconteceu muita coisa no universo social, claro. a ponto de, se você perguntar, qualquer máquina de busca vai lhe apontar milhares de links para “estratégias de mídias sociais”, tantas que é muito fácil se perder logo no começo da busca por uma, efetiva, para seu negócio.

lá no texto do blog sobre estratégias de redes sociais para negócios [que, não por acaso, virou um negócio social] o nível mais sofisticado de competência social corporativa era…  a empresa –ou empreendimento- é uma rede social de fato; toda a conversa [corporativa] é viral e os processos de negócio, internos e externos, são realizados em comunidades das mais diversas redes sociais, inclusive e principalmente a sua.

claro que não é fácil chegar até lá. pode levar muitos anos. até porque você terá que redesenhar processos organizacionais para torná-los sociais de fato, e isso vai, na maior parte dos casos, entrar em choque com a máquina [anti-social] clássica da corporação. e vão acontecer coisas como uma empresa lançar uma estratégia  “social” enquanto proíbe o uso de redes sociais pelos colaboradores no local de trabalho, alegando que o “social” interfere na “produtividade”.

pode até ser, em negócios onde as pessoas estão mais interessadas nas fotos do fim de semana no faceBook do que em atingir as metas da semana, mês ou ano. o que normalmente será o caso em negócios onde se perdeu o verdadeiro significado do trabalho, onde as pessoas só estão sendo parte de um processo… que não se sabe para onde vai nem se chega em algum lugar, qualquer lugar. se este for seu caso, peça demissão por justa causa, pois você está se deseducando, se tornando cada vez menos preparado para o futuro. e “inimpregável”, se sair daí…

danado é que um número cada vez maior de estudos começa a mostrar que o uso competente de redes sociais pode aumentar –e não diminuir- a produtividade do trabalho nas empresas. a gente falou disso, no blog, semana passada. vá ler.

hoje, por acaso, vi um cartoon de tom fishbourne que me lembrou os tais dez textos sobre estratégias de redes sociais para negócios e que, ao fazer a pergunta do último quadrinho, ajuda a responder o que deveria ser uma estratégia social em um negócio. pense 5Cs: criar conexões com os clientes e consumidores. e o “com” também pode ser “para” ou, ainda melhor, “entre”.

image

criar conexões entre seus clientes e [ou] consumidores é  [ajudar a] criar e evoluir redes em que você, seu negócio e produtos fazem parte, com seus acertos e erros, vantagens e problemas, assim como na vida “real”. redes sociais verdadeiras são ambientes que diminuem assimetria de informação, e isso, na prática, aproxima pessoas. ou, de forma mais ampla, todo tipo de agente, inclusive no mercado. mais conectividade, para mais interação, aproxima tudo e todos, para melhor ou pior.

se sua oferta de valor, para seu mercado, é verdadeira, conecte-se a tudo e a todos, inclusive internamente, eliminando as restrições de acesso às redes sociais em sua empresa. se a produtividade por aí é baixa, não é por causa das redes sociais, mas porque as pessoas não vêem sentido algum no que estão fazendo…

Artigos relacionados

Comentários estão encerrados.