MENU

Escrito por • 14/11/2008

quem matou a blogosfera?…

tempos atrás, até que havia algum sentido em se usar ciber-espaço pra designar o mundo virtual e internauta pra falar de quem usava a rede. hoje, não mais. todo o mundo é real: uma parte é abstrata [ou virtual] e só existe na rede, boa parte dela simulando processos, funções e serviços que ocorrem na contraparte concreta que costumávamos chamar de mundo físico ou, como os americanos rotularam lá atrás, de bricks. e o ciber-espaço morreu de velho, pois hoje todo o espaço é ciber.

da mesma forma, todo mundo está, ou deveria estar, na rede. ser o que se chamava de internauta é a norma, não a exceção, como astronauta é. este sim, é exceção, você não encontra um a cada esquina. tirante nós que estamos, o resto de mundo que não está na rede é um problema a ser tratado, da mesma forma que devemos ir atrás e incluir quem não tem esgoto, água, educação, saúde e eletricidade. e você e eu nunca ouvimos falar de quem tem eletricidade como os "eletrificados". ouvimos? não, claro que não.

o título deste artigo vem de um texto de nick carr, que toca o rough type, uma das fontes de informação mais respeitadas que conheço. e a pergunta de nick tem a ver com a consolidação de um modelo de criação, edição e publicação de informação que se tornou possível pela disponibilidade de infra-estruturas, serviços e aplicações que habilitaram, por sua vez, cada um de nós [que quisesse] a ter seu próprio jornal na rede. de repente, todo mundo "virou" jornalista, no muito antigo sentido de um diário escrito por alguém para si e, talvez, os leitores.

máquinas virtuais de edição, publicação e relacionamento de conteúdo e pessoas, conectadas no limite da rede [de computadores, empresas, celulares…] pulverizaram os modelos clássicos de literatura, jornalismo e notícias, outrora baseados em críticos, revisores, editores, publishers, distribuidores, casas editoras, bancas e o que mais cabia. e deram lugar a novos modelos de criação, edição e publicação, onde jornalistas [inclusive os das antigas], ao descobrir as novas possibilidades, adaptaram-nas [não sem alguma, e em certos casos, muita demora] aos seus antigos [às vezes, agora, renovados] fins e agendas. e isso era absolutamente previsível, até porque quase a totalidade das dezenas de milhões de blogs no ar não interessa a ninguém além dos cinco amigos e amigas d@ dono@ e alguns dos familiares. exatamente o contrário do blog do noblat, que não é um blog: deveria se chamar noblat news network, de tanta coisa [interessante e relevante] que reporta, comenta e replica.

mas… a blogosfera morreu e o artigo de nick carr começa… [Blogging seems to have entered its midlife crisis, with much existential gnashing-of-teeth about the state and fate of a literary form that once seemed new and fresh and now seems familiar and tired…] dizendo que os blogs, outrora inovadoras plataformas de expressão, estão enfrentando uma crise de meia-idade… e acaba dizendo que [Who killed the blogosphere? No one did. Its death was natural, and foretold] a blogosfera morreu de morte morrida; seu fim [como forma inovadora, revolucionária, massiva, de mídia] foi natural e previsível. e eu concordo. 

a "mídia" [como o terraMagazine] entendeu o recado, descobriu que é bom [e dá audiência] ter textos soltos, leves, irresponsáveis até, em letras minúsculas, na hora em que querem entrar e sobre o que querem falar, sem editor, com a participação dos leitores, reclamando das minúsculas inclusive, dando opinião sobre tudo e todos, fora do contexto muitas vezes. a "mídia" demorou mas absorveu parte da anarquia da periferia e, ao trazê-la pra dentro de casa e reprocessá-la, continou sendo, em boa medida, o mesmo centro que sempre foi. esta é a "morte" da blogosfera a que carr se refere. quer ver ou fazer algo de novo? vá ver meu twitter [e crie um pra você, talvez].

talvez valha a pena adicionar que nunca fui, ou me senti, "blogueiro", da mesma forma que nunca fui internauta ou "eletrificado". no caso desta coluna informal, me sinto escritor, repórter, jornalista, diarista, colunista, contista, cientista, professor e aluno, denominações  que sempre e ainda se aplicam ao que faço há décadas. nós, neste espaço [nada de chamá-lo de virtual, por favor] formamos uma comunidade de leitores e escritores, conectada, em rede, com todas as outras fontes de informação que relacionamos aqui e que nos relacionam de lá.

a blogosfera morreu. mas a escrita na rede ainda está nascendo. ainda falta muito pra que se saiba o que estamos fazendo. mas este não é o problema. vamos continuar fazendo e tentando descobrir… que um dia a gente vai acabar sabendo. R. I. P. blogosfera. descanse em paz.

Artigos relacionados

0 Responses to quem matou a blogosfera?…

  1. Não se morre antes de nascer… afinal, a blogosfera é um fenômeno incomensuravelmente novo, ainda em gestação, se tormarmos por base que ainda vivemos sob o signo da famigerada Era de Gutemberg, inaugurada 1500 anos atrás, que privilegia apenas o autor em detrimento da co-autoria – concreto armado do mundo virtual. Em tempos de tecnologia aberta, todos nós, sem exceção, devemos tornar cuidado para não cair no lago das palavras vazias…

    http://blogdonewsgames.blogspot.com

  2. Não se morre antes de nascer… afinal, a blogosfera é um fenômeno incomensuravelmente novo, ainda em gestação, se tormarmos por base que ainda vivemos sob o signo da famigerada Era de Gutemberg, inaugurada 1500 anos atrás, que privilegia apenas o autor em detrimento da co-autoria – concreto armado do mundo virtual. Em tempos de tecnologia aberta, todos nós, sem exceção, devemos tornar cuidado para não cair no lago das palavras vazias…

    http://blogdonewsgames.blogspot.com

  3. É isso!!

    Já fui blogueira, mas não é mais o caso. Uso a rede de forma muito equilibrada hoje, sem muita evasão de privacidade, mas com muito mais poder de ação em termos de micropolítica do que antes. Era “blogueira” num momento em que quase ninguém estava sendo, ou quando as pessoas ainda estavam descobrindo o poder das novas ferramentas de edição/publicação/difusão. E isso me dava um status incômodo, porque muitos efeitos advinham dessa condição, mas nem todos eram realmente aquilo a que me propunha. De qualquer forma, foi um grande aprendizado. As coisas realmente mudaram. E que bom.

  4. É isso!!

    Já fui blogueira, mas não é mais o caso. Uso a rede de forma muito equilibrada hoje, sem muita evasão de privacidade, mas com muito mais poder de ação em termos de micropolítica do que antes. Era “blogueira” num momento em que quase ninguém estava sendo, ou quando as pessoas ainda estavam descobrindo o poder das novas ferramentas de edição/publicação/difusão. E isso me dava um status incômodo, porque muitos efeitos advinham dessa condição, mas nem todos eram realmente aquilo a que me propunha. De qualquer forma, foi um grande aprendizado. As coisas realmente mudaram. E que bom.

  5. William disse:

    Percebo nesta análise, uma expressão do inspirar e expirar da web. Nela tudo se transforma e a designação morte eu preferiria ver como nova roupagem!
    Os blogs, associados a diários, sempre foram colocados em xeque, especialmente no que tange ao jornalismo, que também está sendo repensado por aqueles que não se detém em formatos fechados.
    Se for assim, então a denominação microblogging deveria ser reajustada para o Twitter, cujo mote “o que você está fazendo” também foi questionada, para não dizer ter virado piada! Nele, a meu ver, o que vale agora é o que exatamente estou projetando, seja em termos de leitura, projetos ou mesmo provocações. Neste sentido, as melhores postagens sempre tem um link para algum lugar que, aliás, tem sugerido várias postagens que tenho feito no webjorsuperação.
    Concordo, no entanto, que a multiplicidade de ferramentas e o hibridismo dos fazeres sugerem muito mais raciocínios a serem permutados do que guardados. Daí, a forma perde a força, em nome da essência da linguagem.
    E, claro, a linguagem tem motivado ótimos avanços em termos tecnológicos. Sendo assim, viva as mudanças e abaixo os formatos enclausuradores!
    \
    @_@♫
    ~~~~

  6. William disse:

    Percebo nesta análise, uma expressão do inspirar e expirar da web. Nela tudo se transforma e a designação morte eu preferiria ver como nova roupagem!
    Os blogs, associados a diários, sempre foram colocados em xeque, especialmente no que tange ao jornalismo, que também está sendo repensado por aqueles que não se detém em formatos fechados.
    Se for assim, então a denominação microblogging deveria ser reajustada para o Twitter, cujo mote “o que você está fazendo” também foi questionada, para não dizer ter virado piada! Nele, a meu ver, o que vale agora é o que exatamente estou projetando, seja em termos de leitura, projetos ou mesmo provocações. Neste sentido, as melhores postagens sempre tem um link para algum lugar que, aliás, tem sugerido várias postagens que tenho feito no webjorsuperação.
    Concordo, no entanto, que a multiplicidade de ferramentas e o hibridismo dos fazeres sugerem muito mais raciocínios a serem permutados do que guardados. Daí, a forma perde a força, em nome da essência da linguagem.
    E, claro, a linguagem tem motivado ótimos avanços em termos tecnológicos. Sendo assim, viva as mudanças e abaixo os formatos enclausuradores!
    \
    @_@♫
    ~~~~

  7. Nick disse:

    Concordo com os argumentos, mas acho que não dá para generalizar, como em tudo na vida, aliás.

    Grande abraço, Silvio!

  8. Nick disse:

    Concordo com os argumentos, mas acho que não dá para generalizar, como em tudo na vida, aliás.

    Grande abraço, Silvio!

  9. A blogosfera morreu? Avise por favor então para meus leitores que, só esse mês, já chegam a quase 7000. A blogosfera tende a evoluir e mudar seus objetivos, entretanto, morrer, jamais!

    O blog Rox – http://www.oblogrox.rg3.net

  10. A blogosfera morreu? Avise por favor então para meus leitores que, só esse mês, já chegam a quase 7000. A blogosfera tende a evoluir e mudar seus objetivos, entretanto, morrer, jamais!

    O blog Rox – http://www.oblogrox.rg3.net

  11. marco silva disse:

    Existem “Blogs” e “blogs”, só que os “Blogs” continuarão ou melhor,[
    estão começando a andar.
    Marco Silva

  12. marco silva disse:

    Existem “Blogs” e “blogs”, só que os “Blogs” continuarão ou melhor,[
    estão começando a andar.
    Marco Silva

  13. gi disse:

    NADA A VER! vamos parar de ouvir o que 1 fala e sair repetindo por aí.

  14. gi disse:

    NADA A VER! vamos parar de ouvir o que 1 fala e sair repetindo por aí.

  15. Uxap disse:

    Desculpa, mas quanta bobagem nesse texto. É a típica enrolation de faculdade de comunicação.

    O que morreu foi a imprensa, os grandes jornais estão na UTI e até os portais, se não tomarem cuidado, seguem o mesmo caminho.

    Eu diria que a maioria das pessoas alfabetizadas etc frequenta pelo menos uns dois ou três blogs por dia. O que há é uma depuração constante.

    E mais: blogs são espaços comercialmente atraentes. Essa visão de que blogs interessantes não deviam chamar-se blogs é pura invencionice sem sentido. E mais: essas tentativas meio megalomaníacas e oportunistas de decretar a morte seja lá do que for estão ultrapassadas. Hoje em dia, a internet segue rumos de muita autonomia, inovação e imprevisibilidade.

  16. Uxap disse:

    Desculpa, mas quanta bobagem nesse texto. É a típica enrolation de faculdade de comunicação.

    O que morreu foi a imprensa, os grandes jornais estão na UTI e até os portais, se não tomarem cuidado, seguem o mesmo caminho.

    Eu diria que a maioria das pessoas alfabetizadas etc frequenta pelo menos uns dois ou três blogs por dia. O que há é uma depuração constante.

    E mais: blogs são espaços comercialmente atraentes. Essa visão de que blogs interessantes não deviam chamar-se blogs é pura invencionice sem sentido. E mais: essas tentativas meio megalomaníacas e oportunistas de decretar a morte seja lá do que for estão ultrapassadas. Hoje em dia, a internet segue rumos de muita autonomia, inovação e imprevisibilidade.

  17. Cris disse:

    Se o Blog morreu, caro Sílvio, porque você ainda escreve num???

  18. Cris disse:

    Se o Blog morreu, caro Sílvio, porque você ainda escreve num???

  19. Max disse:

    Meus Dues, quanta besteira! Descarto. Lixo!

  20. Max disse:

    Meus Dues, quanta besteira! Descarto. Lixo!

  21. Silvio, talvez haja a necessidade de uma interação mais “promíscua” entre os blogs e os diversos meios de comunicação virtual na WEB. Há portais de notícias que estão dando uma atenção muito interessante às notícias produzidas e postadas pelos próprios internautas. O portal IG é um exemplo. O Terra está preparando o projeto Atomo. Estou interessado neste projeto. Outros portais são tímidos ainda no comprometimento de associar conteúdo de agências com os dos internautas, feitos em blog. Há blogs e blogs. Talvez não estejam fadados ao fracasso, mas certamente estes blogs precisam de um aporte tecnológico que possa unificar a linguagem coloquial à informação regular da WEB. Um abraço!

  22. Silvio, talvez haja a necessidade de uma interação mais “promíscua” entre os blogs e os diversos meios de comunicação virtual na WEB. Há portais de notícias que estão dando uma atenção muito interessante às notícias produzidas e postadas pelos próprios internautas. O portal IG é um exemplo. O Terra está preparando o projeto Atomo. Estou interessado neste projeto. Outros portais são tímidos ainda no comprometimento de associar conteúdo de agências com os dos internautas, feitos em blog. Há blogs e blogs. Talvez não estejam fadados ao fracasso, mas certamente estes blogs precisam de um aporte tecnológico que possa unificar a linguagem coloquial à informação regular da WEB. Um abraço!

  23. Take disse:

    Olha gente, vamos foder mais!!!

  24. Take disse:

    Olha gente, vamos foder mais!!!

  25. Thomaz Magalhães disse:

    Tivessem os blogs o conteúdo e o “estilo” (caixa baixa) do autor, teriam mesmo morrido.

  26. Mauricio disse:

    nossa…… q texto chato e maçante! parei de ler na metade por que jah estava morrendo de sono

  27. Thomaz Magalhães disse:

    Tivessem os blogs o conteúdo e o “estilo” (caixa baixa) do autor, teriam mesmo morrido.

  28. Mauricio disse:

    nossa…… q texto chato e maçante! parei de ler na metade por que jah estava morrendo de sono

  29. Fabio disse:

    Caros

    ver os comentários são o melhor exemplo de como os blogs estão vivos.

    Tenho visto por aí um movimento onde a comunidade que participa de um blog é convidada para encontros presenciais, com direito a patrocínio de empresas e tudo que se tem direito num evento. É claro que as empresas querem participar destas comuniudades.

    Acredito que isso não foi previsto por nehum teórico e me faz pensar que cada vez mais blogs, com letra maiúscula ou minúscula, e outras comunidades vão ainda trazer muitas novidades que a gente nem pode imaginar. Viva!

  30. Fabio disse:

    Caros

    ver os comentários são o melhor exemplo de como os blogs estão vivos.

    Tenho visto por aí um movimento onde a comunidade que participa de um blog é convidada para encontros presenciais, com direito a patrocínio de empresas e tudo que se tem direito num evento. É claro que as empresas querem participar destas comuniudades.

    Acredito que isso não foi previsto por nehum teórico e me faz pensar que cada vez mais blogs, com letra maiúscula ou minúscula, e outras comunidades vão ainda trazer muitas novidades que a gente nem pode imaginar. Viva!

  31. Rogerio Andrade disse:

    Simplismente sensacional e lúcido.
    Parabéns!!!
    Muita gente vai se sentir perdida por estar agenciada na eletrificação da web.
    Ma na minha opinião você esta absolutamente certo e sintonizado.
    Abraço

  32. Rogerio Andrade disse:

    Simplismente sensacional e lúcido.
    Parabéns!!!
    Muita gente vai se sentir perdida por estar agenciada na eletrificação da web.
    Ma na minha opinião você esta absolutamente certo e sintonizado.
    Abraço

  33. Ricardo Rayol disse:

    Há blogs e blogs, como mídia serve perfeitamente para divulgar opiniões sobre assuntos que não podem ser discutidos abertamente nas empresas do ramo, como o terra, considerando que não existe isenção de opinião quando se envolve jornais (etc etc) e anunciantes públicos, como o governo. Não sei como é lá fora pois já leio muita coisa aqui no Brasil.

    Mas se considerar que muita gente virou blogueira no “achismo” que seria um bom negócio e ficariam ricos (como uma AMWAY da vida ou Herbalife) aí concordo. Nada mais bizarro do que ver uma montoeira de gente replicando hypes sem nenhum conteúdo.

    Sou blogueiro e procuro dar minha opinião pessoal sobre certos assuntos. Se tenho ou não uma massa de leitores que me coloquem em evidência mundial eu não sei mas são fiéis.

  34. Ricardo Rayol disse:

    Há blogs e blogs, como mídia serve perfeitamente para divulgar opiniões sobre assuntos que não podem ser discutidos abertamente nas empresas do ramo, como o terra, considerando que não existe isenção de opinião quando se envolve jornais (etc etc) e anunciantes públicos, como o governo. Não sei como é lá fora pois já leio muita coisa aqui no Brasil.

    Mas se considerar que muita gente virou blogueira no “achismo” que seria um bom negócio e ficariam ricos (como uma AMWAY da vida ou Herbalife) aí concordo. Nada mais bizarro do que ver uma montoeira de gente replicando hypes sem nenhum conteúdo.

    Sou blogueiro e procuro dar minha opinião pessoal sobre certos assuntos. Se tenho ou não uma massa de leitores que me coloquem em evidência mundial eu não sei mas são fiéis.

  35. Joãozinho disse:

    É só lendo realmente até o final para compreender a mensagem e ainda tem que qrer entender!

  36. Joãozinho disse:

    É só lendo realmente até o final para compreender a mensagem e ainda tem que qrer entender!

  37. LARA disse:

    Eu costumo atrasar minha inserção no que é novo.
    Exemplos bobos: assisti Titanic pela primeira vez na Tv…hehe (e olha q ganhei convites para o cinema) Celular em 2004 e só tenho outro porque ganhei. E com o blog, mesma coisa.
    Agora que eu tô chegando… poxa. Bom, essa fase de seleção natural instaurada fará com que se poste coisas que valham à pena, né?
    Isso é bom!

  38. LARA disse:

    Eu costumo atrasar minha inserção no que é novo.
    Exemplos bobos: assisti Titanic pela primeira vez na Tv…hehe (e olha q ganhei convites para o cinema) Celular em 2004 e só tenho outro porque ganhei. E com o blog, mesma coisa.
    Agora que eu tô chegando… poxa. Bom, essa fase de seleção natural instaurada fará com que se poste coisas que valham à pena, né?
    Isso é bom!

  39. Ken Rosaka disse:

    Olá Silvio, entendi o que você quis dizer quando afirma que a blogosfera perdeu a aura de novidade.

    São milhões e milhões de blogs, sendo que muitos são realmente entregues às traças.

    Mas acredito que você realmente viajou na maionese quando acha que vai acabar. Hoje em dia, nem metade da população está conectada, e destes nem metade lêem blogs.

    Afirmar que algo ainda desconhecido pela grande maioria da população está morrendo é um tiro no pé. Assim como você achar que o formato de blog já está fechado, é tiro no outro pé.

    Cada dia que passa as pessoas inventam coisas novas, e isso não significa apenas temas novos ou escrever com letras minúsculas, pois isso, você vai me perdoar, não representa criatividade nenhuma nos dias de hoje.

    Estou falando de novidades reais, o blog do Nassif através da blogosfera conseguiu uma audiência tamanha que incomodou a Veja. Isso não é inovação? Comentar nos posts em tempo real, sem passar por um editor não é inovação? Postar fotos, vídeos, músicas sinaliza-las com tags, geo tags não é inovação? As ferramentas de mensuração que a internet tem não são inovadoras? Fazer tudo isso pelo celular não é inovador?

    Ps: Seja esperto, se você diz que o navio vai afundar, é melhor pular fora agora.

  40. Ken Rosaka disse:

    Olá Silvio, entendi o que você quis dizer quando afirma que a blogosfera perdeu a aura de novidade.

    São milhões e milhões de blogs, sendo que muitos são realmente entregues às traças.

    Mas acredito que você realmente viajou na maionese quando acha que vai acabar. Hoje em dia, nem metade da população está conectada, e destes nem metade lêem blogs.

    Afirmar que algo ainda desconhecido pela grande maioria da população está morrendo é um tiro no pé. Assim como você achar que o formato de blog já está fechado, é tiro no outro pé.

    Cada dia que passa as pessoas inventam coisas novas, e isso não significa apenas temas novos ou escrever com letras minúsculas, pois isso, você vai me perdoar, não representa criatividade nenhuma nos dias de hoje.

    Estou falando de novidades reais, o blog do Nassif através da blogosfera conseguiu uma audiência tamanha que incomodou a Veja. Isso não é inovação? Comentar nos posts em tempo real, sem passar por um editor não é inovação? Postar fotos, vídeos, músicas sinaliza-las com tags, geo tags não é inovação? As ferramentas de mensuração que a internet tem não são inovadoras? Fazer tudo isso pelo celular não é inovador?

    Ps: Seja esperto, se você diz que o navio vai afundar, é melhor pular fora agora.

  41. Teleobjetiva disse:

    Oi Silvinho,
    o medidor do meu blog me indica extamente o contrário, incluindo o tempo de permanência de cada leitor. Por sinal, o meu blog já foi indicado como referência de leitura em curso de graduação. Também recebo solicitações de análises e crítica de diversos trabalhos através do blog. Ainda tenho conhecido colaboradores gentis que ampliam meus textos. Enfim, a blogosfera que frequento tem passado muito bem. Confira: http://teleobjetiva-teleobjetiva.blogspot.com/
    Teleobjetiva

  42. Teleobjetiva disse:

    Oi Silvinho,
    o medidor do meu blog me indica extamente o contrário, incluindo o tempo de permanência de cada leitor. Por sinal, o meu blog já foi indicado como referência de leitura em curso de graduação. Também recebo solicitações de análises e crítica de diversos trabalhos através do blog. Ainda tenho conhecido colaboradores gentis que ampliam meus textos. Enfim, a blogosfera que frequento tem passado muito bem. Confira: http://teleobjetiva-teleobjetiva.blogspot.com/
    Teleobjetiva

  43. Érica disse:

    Concordo que realmente existam milhares de blogs que possam ser jogados no “lixo”. Muitos já têm data marcada p/ o enterro…mas concordo, com o comentário feito por Uxap. Leio e acompanho, quase que DIARIAMENTE, uns 06 blogs…são de pessoas ligadas à comunicação como roteiristas, produtores, publicitários, jornalistas e pessoas que escrevem muito, muito bem e que se tornaram fontes virtuais de inspiração…Quando gosto de um blog, indico para amigos, colegas…infelizmente nem sempre realizo comentários no blog. Acredito que muitas pessoas, assim como eu, não deixam suas opiniões registradas e por isso não servem de estatística para medir o “público” que os lêem. Espero que pelo menos os blogueiros que, acredito eu, cumprem sim o objetivo com que seus blogs foram “fundados” não se sintam desestimulados a continuarem nesse terreno virtual tão fértil para a divulgação de idéias, mas ingrato às vezes. Discutir o destino dos blogs é válido, mas, por favor, não enterrem meus motivos de alegria e inspiração. Eu sou brasileira e não desisto nunca! Será que teremos que fazer uma campanha: seja consciente, comente, só assim você se torna estatística minha gente!
    Abraços…

  44. Érica disse:

    Concordo que realmente existam milhares de blogs que possam ser jogados no “lixo”. Muitos já têm data marcada p/ o enterro…mas concordo, com o comentário feito por Uxap. Leio e acompanho, quase que DIARIAMENTE, uns 06 blogs…são de pessoas ligadas à comunicação como roteiristas, produtores, publicitários, jornalistas e pessoas que escrevem muito, muito bem e que se tornaram fontes virtuais de inspiração…Quando gosto de um blog, indico para amigos, colegas…infelizmente nem sempre realizo comentários no blog. Acredito que muitas pessoas, assim como eu, não deixam suas opiniões registradas e por isso não servem de estatística para medir o “público” que os lêem. Espero que pelo menos os blogueiros que, acredito eu, cumprem sim o objetivo com que seus blogs foram “fundados” não se sintam desestimulados a continuarem nesse terreno virtual tão fértil para a divulgação de idéias, mas ingrato às vezes. Discutir o destino dos blogs é válido, mas, por favor, não enterrem meus motivos de alegria e inspiração. Eu sou brasileira e não desisto nunca! Será que teremos que fazer uma campanha: seja consciente, comente, só assim você se torna estatística minha gente!
    Abraços…

  45. Gabriela disse:

    Acho brabo se existe um FIM para os BLOGs.

    Um exemplo:
    o site BLOGGER, é através dele que surgem diversos blogs, mesmo caso acontece com o ORKUT, é através dele que surgem vários perfis, e também como acontece no YouTube, é através dele que podem ser postados milhares de vídeos por dia.
    Sendo assim, se alguem deleta o seu perfil não vai ser por isso que o orkut vai sumir, e os blogs são a mesma coisa, só porque as pessoas acessam poucas vezes um determinado blog, não é por isso que ele está correndo risco de extinção.

    INFORMAÇÃO TOTALMENTE FORA, COM CERTEZA ESSE TEXTO SIM TERIA QUE SUMIR.

  46. Gabriela disse:

    Acho brabo se existe um FIM para os BLOGs.

    Um exemplo:
    o site BLOGGER, é através dele que surgem diversos blogs, mesmo caso acontece com o ORKUT, é através dele que surgem vários perfis, e também como acontece no YouTube, é através dele que podem ser postados milhares de vídeos por dia.
    Sendo assim, se alguem deleta o seu perfil não vai ser por isso que o orkut vai sumir, e os blogs são a mesma coisa, só porque as pessoas acessam poucas vezes um determinado blog, não é por isso que ele está correndo risco de extinção.

    INFORMAÇÃO TOTALMENTE FORA, COM CERTEZA ESSE TEXTO SIM TERIA QUE SUMIR.

  47. Alexandre disse:

    Nao me venham com cliches, os blogs estão na ativa e são com certeza um grande meio de democratização na internet. Obviamente com tanta fragmentação dos blogs, seria necessario uma rede de blogs voltados ao mesmo interesse, um orkut de blogs por assim dizer. mas dizer que os blogs estão contados é piada. afinal o proprio terra magazine nao deixa de ser uma rede de blogs interligados.

  48. Alexandre disse:

    Nao me venham com cliches, os blogs estão na ativa e são com certeza um grande meio de democratização na internet. Obviamente com tanta fragmentação dos blogs, seria necessario uma rede de blogs voltados ao mesmo interesse, um orkut de blogs por assim dizer. mas dizer que os blogs estão contados é piada. afinal o proprio terra magazine nao deixa de ser uma rede de blogs interligados.

  49. Eduardo disse:

    Mas que ridículo. E quem falou que pra ser “blog” tem que ter milhões de acessos?? Blog (web log, registro na web) é sim pra ser pessoal, para os amigos, para fazer novos amigos e manter os demais informados. Não tem nada de errado em blog “diário virtual”. Só os idiotas é que acham que blog tem que matar e/ou ser tão grande quanto a mídia formal… Quem acha que blogueiro é aspirante a jornalista é porque realmente não entendeu o que é ser blogueiro.

  50. Eduardo disse:

    Mas que ridículo. E quem falou que pra ser “blog” tem que ter milhões de acessos?? Blog (web log, registro na web) é sim pra ser pessoal, para os amigos, para fazer novos amigos e manter os demais informados. Não tem nada de errado em blog “diário virtual”. Só os idiotas é que acham que blog tem que matar e/ou ser tão grande quanto a mídia formal… Quem acha que blogueiro é aspirante a jornalista é porque realmente não entendeu o que é ser blogueiro.

  51. Paulo disse:

    Realmente, como diz o autor, vale a pena abstrair do eixo da discução, que guardados os pontos de vista faz sim muito sentido.
    Agora, escrever só em minusculas… pô, que atitude… idiota. Não me vem outra palavra.

  52. Paulo disse:

    Realmente, como diz o autor, vale a pena abstrair do eixo da discução, que guardados os pontos de vista faz sim muito sentido.
    Agora, escrever só em minusculas… pô, que atitude… idiota. Não me vem outra palavra.

  53. eduardo lima disse:

    Silvio,

    O que morreu há muito tempo foi a estratégia de causar impacto dizendo que alguma coisa morreu. Esquece essa coisa de Fukuyama. O jornal de papel não morreu, o rádio não morreu, o livro não morreu, Elvis não morreu. O que morrem são as coisa de conteúdo duvidoso como blogs com fotos do umbigo e dos gatinhos brincando no sofá. Se é que morrem.

  54. eduardo lima disse:

    Silvio,

    O que morreu há muito tempo foi a estratégia de causar impacto dizendo que alguma coisa morreu. Esquece essa coisa de Fukuyama. O jornal de papel não morreu, o rádio não morreu, o livro não morreu, Elvis não morreu. O que morrem são as coisa de conteúdo duvidoso como blogs com fotos do umbigo e dos gatinhos brincando no sofá. Se é que morrem.

  55. Gustavo disse:

    Os blogs estão no ar? Então não morreram, podem ser acessados por qualquer pessoa a qualquer hora do dia ou da noite e em qualquer lugar do planeta…

    Quem é Silvio Meira?

  56. Gustavo disse:

    Os blogs estão no ar? Então não morreram, podem ser acessados por qualquer pessoa a qualquer hora do dia ou da noite e em qualquer lugar do planeta…

    Quem é Silvio Meira?

  57. Marcos disse:

    Meu caro, acompanho as informações sobre futebol tanto pela Folha de SP quanto pelo blog de um jornalista, dedico aproximadamente a mesma parcela de meu tempo a ambos. E o número de comentários a cada artigo é maior que o de qq familia. Isso sem falar do blog do Juca Kfouri, que tb não está nada morto e é mais um exemplo.

  58. Marcos disse:

    Meu caro, acompanho as informações sobre futebol tanto pela Folha de SP quanto pelo blog de um jornalista, dedico aproximadamente a mesma parcela de meu tempo a ambos. E o número de comentários a cada artigo é maior que o de qq familia. Isso sem falar do blog do Juca Kfouri, que tb não está nada morto e é mais um exemplo.

  59. A blogosfera eu não sei, mas o hífen em ciber-espaço caiu.

    ciberespapço.

  60. A blogosfera eu não sei, mas o hífen em ciber-espaço caiu.

    ciberespapço.

  61. Os blogs estão apenas no início da sua caminhada. Muitos blogueiros estão ganhando espaço no mundo virtual e, ao contrário do que o Silvio diz, não são lidos apenas por amigos ou parentes. Existem profissionais da comunicação que passaram a usar a internet, assim como leigos que fazem do blog um meio de expor opiniões e são bem sucedidos nisso. Achei este texto infeliz.

    http://www.visaoindependente.blogspot.com

  62. Os blogs estão apenas no início da sua caminhada. Muitos blogueiros estão ganhando espaço no mundo virtual e, ao contrário do que o Silvio diz, não são lidos apenas por amigos ou parentes. Existem profissionais da comunicação que passaram a usar a internet, assim como leigos que fazem do blog um meio de expor opiniões e são bem sucedidos nisso. Achei este texto infeliz.

    http://www.visaoindependente.blogspot.com

  63. Luckaus disse:

    Esse “discurso” de quê a blogosfera morreu me lembra um comercial bem bacana.

    Blá blá blá Wiskas sachê, blá blá blá Wiskas sachê…

  64. Luckaus disse:

    Esse “discurso” de quê a blogosfera morreu me lembra um comercial bem bacana.

    Blá blá blá Wiskas sachê, blá blá blá Wiskas sachê…

  65. Valter disse:

    Eu não acredito que tenha acabado a blogsfera, tenho um blog (www.vida1001.blogspot.com) e ele vai muito bem obrigado.

    Valter
    Visitem meu blog.

  66. Valter disse:

    Eu não acredito que tenha acabado a blogsfera, tenho um blog (www.vida1001.blogspot.com) e ele vai muito bem obrigado.

    Valter
    Visitem meu blog.

  67. Vincenzo disse:

    Os blogs não morrerão, mas a blogosfera morreu.

    É que se esperava muito dos blogs, como um todo, como um novo modo de se comunicar, uma revolução, mas eles não conseguiram tanto.

    Os blogs vão continuar, muitos até com grande sucesso, mas não forjarão uma revolução na comunicação.

    Acho que o problema não está nos blogs, eles até estão bem, está em que acreditava que a blogosfera seria uma enorme novidade, viajou demais.

  68. Vincenzo disse:

    Os blogs não morrerão, mas a blogosfera morreu.

    É que se esperava muito dos blogs, como um todo, como um novo modo de se comunicar, uma revolução, mas eles não conseguiram tanto.

    Os blogs vão continuar, muitos até com grande sucesso, mas não forjarão uma revolução na comunicação.

    Acho que o problema não está nos blogs, eles até estão bem, está em que acreditava que a blogosfera seria uma enorme novidade, viajou demais.

  69. Roberto Andrade disse:

    Não vivo, não preciso, não dependo de acessos. Já você deve ter que cumprir metas, estatísticas. Não me importo se meu blog tem cinco ou dez mil acessos. Se continuar assim o seu blog é que vai morrer.

  70. Roberto Andrade disse:

    Não vivo, não preciso, não dependo de acessos. Já você deve ter que cumprir metas, estatísticas. Não me importo se meu blog tem cinco ou dez mil acessos. Se continuar assim o seu blog é que vai morrer.

  71. Thiago Rondon disse:

    Blog ?? Acabando ?? Em que mundo você vive ?? Me desculpe, mas você tá fora da realidade.

  72. Thiago Rondon disse:

    Blog ?? Acabando ?? Em que mundo você vive ?? Me desculpe, mas você tá fora da realidade.

  73. Rui disse:

    Antes de aceitar as premissas desse artigo, vamos adicionar um contra-argumento: se há uma tendência de morte da blogosfera o que nós, leitores desse blog, estamos fazendo aqui? O Fábio (e tantos outros) está certo quando pergunta.

    Meu blog é novo na blogosfera, mas vem agregando cada vez mais pessoas atrás de coisas legais e/ou úteis que se podem fazer usando o computador e a Internet. Eu e tantos outros somos o quebra-mar dessa onda.

    http://www.dicasedownloads.com

  74. Rui disse:

    Antes de aceitar as premissas desse artigo, vamos adicionar um contra-argumento: se há uma tendência de morte da blogosfera o que nós, leitores desse blog, estamos fazendo aqui? O Fábio (e tantos outros) está certo quando pergunta.

    Meu blog é novo na blogosfera, mas vem agregando cada vez mais pessoas atrás de coisas legais e/ou úteis que se podem fazer usando o computador e a Internet. Eu e tantos outros somos o quebra-mar dessa onda.

    http://www.dicasedownloads.com

  75. Rafael disse:

    Bobagem típica. Dessas que já estamos realmente cansados de “ouvir”. Os blogs, desde o seu surgimento, são a revolução da imprensa escrita, e falo isso com a propriedade de alguém habilitado para trabalhar na área.
    Morta está a imprensa comum, nos moldes que ficamos enjoados de conhecer. Essa imprensa parcial, prostituta, que defende interesses de alguns em detrimento do público.

    Ora, amigo. E o respeito com os leitores, onde fica?
    Ou leitores só são dignos de respeito quando passam dos milhões, mesmo que demonstrem não passarem de uma turba de acéfalos que simplesmente seguem o que um americano vomita como regra?

    Pode me restar apenas um leitor, de 9 anos de idade, no estágio inicial da alfabetização, ainda assim, lhe tratarei com o devido respeito, procurando informá-lo de forma IMPARCIAL, e com as informações que ele busca.

    Se há alguma coisa que morreu, é esse jornalismo ultrapassado, vendido, e essa mania de querer causar impacto.
    Por favor, informe-se.

  76. Rafael disse:

    Bobagem típica. Dessas que já estamos realmente cansados de “ouvir”. Os blogs, desde o seu surgimento, são a revolução da imprensa escrita, e falo isso com a propriedade de alguém habilitado para trabalhar na área.
    Morta está a imprensa comum, nos moldes que ficamos enjoados de conhecer. Essa imprensa parcial, prostituta, que defende interesses de alguns em detrimento do público.

    Ora, amigo. E o respeito com os leitores, onde fica?
    Ou leitores só são dignos de respeito quando passam dos milhões, mesmo que demonstrem não passarem de uma turba de acéfalos que simplesmente seguem o que um americano vomita como regra?

    Pode me restar apenas um leitor, de 9 anos de idade, no estágio inicial da alfabetização, ainda assim, lhe tratarei com o devido respeito, procurando informá-lo de forma IMPARCIAL, e com as informações que ele busca.

    Se há alguma coisa que morreu, é esse jornalismo ultrapassado, vendido, e essa mania de querer causar impacto.
    Por favor, informe-se.

  77. Eddie disse:

    ENTREM NESSE AQUI cachorrosimedai.blogspot.com

  78. Eddie disse:

    ENTREM NESSE AQUI cachorrosimedai.blogspot.com

  79. Miguel disse:

    Quem é esse Silvio? Dono do Google?

  80. fred novaes disse:

    Independentemente de atribuir juízo de valor à análise do ‘blogueiro’, não há como jogar contra a blogosfera, uma iniciativa ainda tímida à ditadura das grandes mídias, mas necessária para os órfãos da ‘contracultura’ (com o perdão da lebrança do termo) que buscam o customização das informações e demais bens culturais. Então, antes de decretar a morte dessa opção de comunicação, sugiro que tu busques algumas iniciativas interessantes (na esfera dos blogues, porque existem sim!) em meio a um mar de coisas inúteis (para quem?) e despretensiosamente chatas que existem neste universo.

  81. fred novaes disse:

    Independentemente de atribuir juízo de valor à análise do ‘blogueiro’, não há como jogar contra a blogosfera, uma iniciativa ainda tímida à ditadura das grandes mídias, mas necessária para os órfãos da ‘contracultura’ (com o perdão da lebrança do termo) que buscam o customização das informações e demais bens culturais. Então, antes de decretar a morte dessa opção de comunicação, sugiro que tu busques algumas iniciativas interessantes (na esfera dos blogues, porque existem sim!) em meio a um mar de coisas inúteis (para quem?) e despretensiosamente chatas que existem neste universo.

  82. Avelar Siqueira disse:

    Silvio. Esse espaço do Terra é ótimo, você é ótimo, mas vamos admitir que boa parte dos que entram para escrever aqui é composta por imbecis. Eles não conseguem apreender o que leem. Entendem apenas o que cabe nos seus pobres e diminutos cérebros. Boiam em tudo. Não captam a menor sutileza, dissenso, nada, nada. São umas bestas. Vomitam essas certezas carrregadas de ignorância sobre o que leram e não entenderam. Ao tentar refutar apenas provam, reafirmam até o talo, que a blogosesfera, ESSA BLOGOESFERA morreu!!! Graças a Deus!. Viva a outra. E espero que eles sigam, em companhia de suas gigantescas burrices, na blogoesfera que morreu. O blog morreu!!!Viva o Blog!!! Enterrem os burros!!!

  83. Avelar Siqueira disse:

    Silvio. Esse espaço do Terra é ótimo, você é ótimo, mas vamos admitir que boa parte dos que entram para escrever aqui é composta por imbecis. Eles não conseguem apreender o que leem. Entendem apenas o que cabe nos seus pobres e diminutos cérebros. Boiam em tudo. Não captam a menor sutileza, dissenso, nada, nada. São umas bestas. Vomitam essas certezas carrregadas de ignorância sobre o que leram e não entenderam. Ao tentar refutar apenas provam, reafirmam até o talo, que a blogosesfera, ESSA BLOGOESFERA morreu!!! Graças a Deus!. Viva a outra. E espero que eles sigam, em companhia de suas gigantescas burrices, na blogoesfera que morreu. O blog morreu!!!Viva o Blog!!! Enterrem os burros!!!

  84. Heliarly disse:

    Teve um cara aí em cima que teve apenas 7k visitas e ainda achou isso muito. Entendi a mensagem, e com toda certeza a blogosfera não ocupa um grande espaço na internet brasileira. Os maiores blogs mal chegam as 100 mil visitantes diários, de um universo de dezenas de milhões de internautas, realmente deixa tudo irrelevante.

  85. Heliarly disse:

    Teve um cara aí em cima que teve apenas 7k visitas e ainda achou isso muito. Entendi a mensagem, e com toda certeza a blogosfera não ocupa um grande espaço na internet brasileira. Os maiores blogs mal chegam as 100 mil visitantes diários, de um universo de dezenas de milhões de internautas, realmente deixa tudo irrelevante.

  86. Paulo disse:

    São pessoas como esse Avelar Siqueira que decretam a morte disso e daquilo, como se fossem generais nazistas… deixa a “blogoesfera” em paz.

  87. Paulo disse:

    São pessoas como esse Avelar Siqueira que decretam a morte disso e daquilo, como se fossem generais nazistas… deixa a “blogoesfera” em paz.

  88. Fernando disse:

    São blogs de textos como esse que morrem….
    Quanta idéia maluca sendo jogada… coitado de quem lê.

    Os blogs são um fenômeno de comunicação, em constante mutação. Se até as empresas hoje já estão aderindo ao blog, como pode estar morrendo?

    Quanta enrolação… de novo, coitado de quem acredita nessas idiotices…

  89. Fernando disse:

    São blogs de textos como esse que morrem….
    Quanta idéia maluca sendo jogada… coitado de quem lê.

    Os blogs são um fenômeno de comunicação, em constante mutação. Se até as empresas hoje já estão aderindo ao blog, como pode estar morrendo?

    Quanta enrolação… de novo, coitado de quem acredita nessas idiotices…

  90. Lucas Paes disse:

    A intepretação de texto morreu.

  91. Penha disse:

    Blog morreu??? ué pq estão matando os blogs antes do tempo? será que seu efeito esta incomodando???

    Só o fato de falarem que morreu, como já disseram que o rock morreu…

    Está vivissimo e apontando ser a contrapartida das noticias que agradam apenas um pequeno grupo.

    VIDA LONGA AOS BLOGS!!!

  92. Penha disse:

    Blog morreu??? ué pq estão matando os blogs antes do tempo? será que seu efeito esta incomodando???

    Só o fato de falarem que morreu, como já disseram que o rock morreu…

    Está vivissimo e apontando ser a contrapartida das noticias que agradam apenas um pequeno grupo.

    VIDA LONGA AOS BLOGS!!!

  93. Nife AB disse:

    Nunca em toda a história os blogs estiveram tão vivos(a propósito tem muitos blogs que tem mais audiência e mais conteúdo que esses site aqui). só para você ter uma idéia um manifesto de um blog esta tentando impedir que deputados aprovem um lei que tira nossa totalmente privacidade na rede, dê uma olhada se for do seu interesse( http://www.petitiononline.com/veto2008/petition.html )e faça uma boa ação assine o manifesto…. Quer causar polêmica, quer chamar atenção, quer que ninguém concorde com você te dou a seguinte dica: publique uma matéria chamada “quem matou a blogosfera?…”, pois é, você conseguiu o que queria, mas aposto que está sendo visto como antipático por muita gente9como mostra os comentários).
    Sua opinião é sua opinião sem dados e sem fundamento algum, então não passa de uma opinião que só serve para você Sr. Silvio, então peço que reveja seus conceitos e fique mais atualizado (buscando fontes) quando for publicar alguma coisa.

  94. Nife AB disse:

    Nunca em toda a história os blogs estiveram tão vivos(a propósito tem muitos blogs que tem mais audiência e mais conteúdo que esses site aqui). só para você ter uma idéia um manifesto de um blog esta tentando impedir que deputados aprovem um lei que tira nossa totalmente privacidade na rede, dê uma olhada se for do seu interesse( http://www.petitiononline.com/veto2008/petition.html )e faça uma boa ação assine o manifesto…. Quer causar polêmica, quer chamar atenção, quer que ninguém concorde com você te dou a seguinte dica: publique uma matéria chamada “quem matou a blogosfera?…”, pois é, você conseguiu o que queria, mas aposto que está sendo visto como antipático por muita gente9como mostra os comentários).
    Sua opinião é sua opinião sem dados e sem fundamento algum, então não passa de uma opinião que só serve para você Sr. Silvio, então peço que reveja seus conceitos e fique mais atualizado (buscando fontes) quando for publicar alguma coisa.

  95. Gustavo A. Soares disse:

    Na época do fotolog, quem tinha seus fotologs acessadissimos n acreditariam q ele ia morrer… mas morreu =].

    Relax… como Silvio falou “a escrita na rede ainda está nascendo.”

  96. Gustavo A. Soares disse:

    Na época do fotolog, quem tinha seus fotologs acessadissimos n acreditariam q ele ia morrer… mas morreu =].

    Relax… como Silvio falou “a escrita na rede ainda está nascendo.”

  97. M. Bragion disse:

    O que está morrendo é a confiança do leitor nos meios de comunicação, pois de tanto mentirem, estão ensinando as pessoas mais humildes a terem opinão própria. O que é o máximo !!! A reeleição do Lula provou isso. Pena que nosso estado de São Paulo seja muito sofrido, e por este motivo tem uma descrença tamanha, que só será superada, quando a casa cair de vez…..Mas um dia ela cairá. Já está trincando o assoalho da segurança pública. O que virá depois ???

  98. M. Bragion disse:

    O que está morrendo é a confiança do leitor nos meios de comunicação, pois de tanto mentirem, estão ensinando as pessoas mais humildes a terem opinão própria. O que é o máximo !!! A reeleição do Lula provou isso. Pena que nosso estado de São Paulo seja muito sofrido, e por este motivo tem uma descrença tamanha, que só será superada, quando a casa cair de vez…..Mas um dia ela cairá. Já está trincando o assoalho da segurança pública. O que virá depois ???

  99. Interaubis disse:

    Creio que a proclamada ‘morte do blog’ nada mais é do que a assimilação dessa ferramenta pelos grandes meios, certo? Mas a idéia de uma ferramenta de fácil publicação ainda é um grande achado, e definitivamente, um twitter e afins não substitui o blog. Pelo menos o meu blog, não.
    🙂
    Abs

  100. Interaubis disse:

    Creio que a proclamada ‘morte do blog’ nada mais é do que a assimilação dessa ferramenta pelos grandes meios, certo? Mas a idéia de uma ferramenta de fácil publicação ainda é um grande achado, e definitivamente, um twitter e afins não substitui o blog. Pelo menos o meu blog, não.
    🙂
    Abs

  101. Azarão disse:

    Desculpe, não vou criar um twitter porque twitter é coisa de viado.

  102. Paulo Nasc disse:

    Ok professor Meiracatú.
    Lendo alguns dos comentários a esse texto sobre a mudança de enfoque dos blogs fico imaginando como o turco semi-analfabeto Imbrain Sued deixou descendentes intelectuais reconhecíveis.
    Fazer o que! “Os cães ladram e a caravana passa.” Na versão do célebre cronista social que marcou época nos anos cincoenta e sessenta era mais prosaica: “Os cães cagam e a caravana passsa em cima.”, mais ou menos assim.

  103. Groo Veiga disse:

    Bem, vamos lá. Primeiro, foram os livros. Depois, a TV. Mais adiante, o rádio. Os jornais, as revistas. Tudo isso ia acabar graças à internet. E continuam aí. A forma como transmitem informações, o modelo de TV e rádio, digamos, hoje é diferente daqueles de 10, 20 anos atrás. E estes veículos continuarão aí por muito tempo, ainda.

    De forma que eu achei extremamente pretensioso o artigo sobre o “fim da blogosfera”. Que tem muito blog ruim por aí é a mais pura verdade, da mesma forma que tem livro ruim, jornalista ruim, programas de tv e rádio ruins. Mas não dá para generalizar. A pretensão do articulista foi a mesma de Fukuyama que nos anos 90 vaticionou o “fim da história” ( onde ele estaria em 11 de Setembro de 2001, aliás?).

    Os blogs continuam, continuarão e modificarão (ou não) sua forma de comunicação, atingirão grandes ou pequenos públicos, não importa. O que importa é que pessoas “comuns” descobrirão os blogs para escrever coisa séria ou bobagem. É um exercício de autonomia, de qualquer forma. Coisa impensável há não muito tempo…

  104. Groo Veiga disse:

    Bem, vamos lá. Primeiro, foram os livros. Depois, a TV. Mais adiante, o rádio. Os jornais, as revistas. Tudo isso ia acabar graças à internet. E continuam aí. A forma como transmitem informações, o modelo de TV e rádio, digamos, hoje é diferente daqueles de 10, 20 anos atrás. E estes veículos continuarão aí por muito tempo, ainda.

    De forma que eu achei extremamente pretensioso o artigo sobre o “fim da blogosfera”. Que tem muito blog ruim por aí é a mais pura verdade, da mesma forma que tem livro ruim, jornalista ruim, programas de tv e rádio ruins. Mas não dá para generalizar. A pretensão do articulista foi a mesma de Fukuyama que nos anos 90 vaticionou o “fim da história” ( onde ele estaria em 11 de Setembro de 2001, aliás?).

    Os blogs continuam, continuarão e modificarão (ou não) sua forma de comunicação, atingirão grandes ou pequenos públicos, não importa. O que importa é que pessoas “comuns” descobrirão os blogs para escrever coisa séria ou bobagem. É um exercício de autonomia, de qualquer forma. Coisa impensável há não muito tempo…

  105. Paulo Querido disse:

    Este é um assunto que merece amplo debate.

    Sobre o fim da blogosfera, no Expresso multimedia (Portugal) com um slidwshow de uma apresentação num encontro de blogs.

    http://pauloquerido.net/t/1/

  106. Paulo Querido disse:

    Este é um assunto que merece amplo debate.

    Sobre o fim da blogosfera, no Expresso multimedia (Portugal) com um slidwshow de uma apresentação num encontro de blogs.

    http://pauloquerido.net/t/1/

  107. Teodoro disse:

    Logo agora que eu criei meu blog (http://stoa.blog.terra.com.br), a blogosfera acha de morrer. Poderia ter escolhido um momento mais apropriado para ir embora (brincadeira).
    Brincadeiras à parte, como você falou, a escrita na rede ainda está começando. Talvez o comentário do Nick Carr tenha sido concebido com a mesma finalidade com que Francis Fukuyama cunhou a expressão “Fim da História” há vários anos: chamar a atenção para o tema que ele estava levantando. A história não terminou (mesmo com a queda do Muro de Berlim) e a “escrita na rede” e as comunidades a ela relacionadas certamente não perderão a sua importância no contexto do mundo atual (ao contrário, acho que serão cada vez mais utilizadas como ferramentas acessíveis de comunicação e expressão na nossa aldeia global).

  108. Teodoro disse:

    Logo agora que eu criei meu blog (http://stoa.blog.terra.com.br), a blogosfera acha de morrer. Poderia ter escolhido um momento mais apropriado para ir embora (brincadeira).
    Brincadeiras à parte, como você falou, a escrita na rede ainda está começando. Talvez o comentário do Nick Carr tenha sido concebido com a mesma finalidade com que Francis Fukuyama cunhou a expressão “Fim da História” há vários anos: chamar a atenção para o tema que ele estava levantando. A história não terminou (mesmo com a queda do Muro de Berlim) e a “escrita na rede” e as comunidades a ela relacionadas certamente não perderão a sua importância no contexto do mundo atual (ao contrário, acho que serão cada vez mais utilizadas como ferramentas acessíveis de comunicação e expressão na nossa aldeia global).

  109. Thiago Silva disse:

    “mas a escrita na rede ainda está nascendo”

    E me pergunto: que linguagem e alfabetização virão deste nascimento?

    Ainda fingimos que o monitor é feito de papel e que suas cores são tinta.

    []’s
    Thiago

  110. Thiago Silva disse:

    “mas a escrita na rede ainda está nascendo”

    E me pergunto: que linguagem e alfabetização virão deste nascimento?

    Ainda fingimos que o monitor é feito de papel e que suas cores são tinta.

    []’s
    Thiago

  111. Plinio disse:

    Putz, a era do Blog acabando e eu começando meu Blog…

    Bom, vejam aí: Conteúdo de primeira de tecnologia e inovação.

    http://www.inovar.blog.br

    Longa vida aos Blog’s!

  112. Plinio disse:

    Putz, a era do Blog acabando e eu começando meu Blog…

    Bom, vejam aí: Conteúdo de primeira de tecnologia e inovação.

    http://www.inovar.blog.br

    Longa vida aos Blog’s!

  113. bruno disse:

    silvio,

    blogs são apenas reflexo de um problema maior: confiabilidade da informação na web. Lembro-me que desde os primórdios da web aprendi a nunca confiar em sites hospedados no geocities. Da mesma forma com HPG e tantos outros. Não dá pra citar Wikipedia na minha tese de mestrado, nem os artigos do Nicholas Carr, por mais interessantes (e relevantes) que eles possam ser para o meu contexto.

    É verdade que blogar se tornou algo promíscuo, mas sinto-me obrigado a dizer que sem tais meios eu possivelmente nunca “ouviria” nada do Guy Kawasaki (muito menos de graça). Acredito que a plataforma ainda vai amadurecer e já vislumbro como. Mas, esta é uma outra discussão.

  114. bruno disse:

    silvio,

    blogs são apenas reflexo de um problema maior: confiabilidade da informação na web. Lembro-me que desde os primórdios da web aprendi a nunca confiar em sites hospedados no geocities. Da mesma forma com HPG e tantos outros. Não dá pra citar Wikipedia na minha tese de mestrado, nem os artigos do Nicholas Carr, por mais interessantes (e relevantes) que eles possam ser para o meu contexto.

    É verdade que blogar se tornou algo promíscuo, mas sinto-me obrigado a dizer que sem tais meios eu possivelmente nunca “ouviria” nada do Guy Kawasaki (muito menos de graça). Acredito que a plataforma ainda vai amadurecer e já vislumbro como. Mas, esta é uma outra discussão.

  115. Alan Kelon disse:

    Viva aos leitores de título apenas!

    Belo texto, principalmente, o primeiro parágrafo. A Internet tornou-se extensão do mundo de carne e osso, muitas vezes, antecipando ou prolongando as experiências do dia-a-dia, como, por exemplo, conversas via Twitter ou Orkut.

    Blogosfera é a extrapolação das redes sociais de nossas vidas reais, concretas.

  116. Alan Kelon disse:

    Viva aos leitores de título apenas!

    Belo texto, principalmente, o primeiro parágrafo. A Internet tornou-se extensão do mundo de carne e osso, muitas vezes, antecipando ou prolongando as experiências do dia-a-dia, como, por exemplo, conversas via Twitter ou Orkut.

    Blogosfera é a extrapolação das redes sociais de nossas vidas reais, concretas.

  117. Monthiel disse:

    Nossa! Que post maravilhos. Muito bem escrito e claro… Parabéns.

    Abraços,

  118. Monthiel disse:

    Nossa! Que post maravilhos. Muito bem escrito e claro… Parabéns.

    Abraços,

  119. Thanks for all these information. this piece of writing means a lot to me.
    Thanking you. Keep writing

  120. Thanks for all these information. this piece of writing means a lot to me.
    Thanking you. Keep writing

  121. Brunno Menezes disse:

    Texto legal….mas não acredito que os blogs tenham morrido…acho que estão em alta…e inclusive o wordpress é super atual…site estão se adaptando à essa realidade….e os internautas navegam e muito pelos blogs, que ainda influenciam bastante….acho que pode estar havendo uma mudança, mas não a morte…

  122. Brunno Menezes disse:

    Texto legal….mas não acredito que os blogs tenham morrido…acho que estão em alta…e inclusive o wordpress é super atual…site estão se adaptando à essa realidade….e os internautas navegam e muito pelos blogs, que ainda influenciam bastante….acho que pode estar havendo uma mudança, mas não a morte…

  123. cq disse:

    Gucci Shoes now produces flavor styles of shoes, loafers, clogs, and boots – and now even heels, Gucci Shoes have grown from the chief feature innate supplies and emphasizing durability, comfort, and strong feet, Gucci shoes for men makes men’s and women’s footwear. Having a group of high responsibility, especially inquiries department, authentic Gucci Shoes has put huge inquiries time studying how the time, Gucci changed by the recurring shock of daily walking and workmanship. Despite some worth issues over the person body is fitting a cult desired and is well on the person body. Sometimes mistaken for Birkenstocks, Discount Gucci Shoes will be assured that Gucci delivers the finest in value and operation. The self-proclaimed “finest walking shoes in the world”, Gucci Shoes takes an international success. Gucci women boots are physiological footwear intended.

  124. cq disse:

    Gucci Shoes now produces flavor styles of shoes, loafers, clogs, and boots – and now even heels, Gucci Shoes have grown from the chief feature innate supplies and emphasizing durability, comfort, and strong feet, Gucci shoes for men makes men’s and women’s footwear. Having a group of high responsibility, especially inquiries department, authentic Gucci Shoes has put huge inquiries time studying how the time, Gucci changed by the recurring shock of daily walking and workmanship. Despite some worth issues over the person body is fitting a cult desired and is well on the person body. Sometimes mistaken for Birkenstocks, Discount Gucci Shoes will be assured that Gucci delivers the finest in value and operation. The self-proclaimed “finest walking shoes in the world”, Gucci Shoes takes an international success. Gucci women boots are physiological footwear intended.

  125. Guilherme disse:

    Pow, eu crio meu blog e a blogosfera morreu? ainda bem que esse cara tá muito errado.. extensão da realidade? não há nada disso, pelo menos por enquanto é virtual e continuará sendo, essa visão de realidade é pura ilusão. Que falta de ideia. O blog cresce, mas esse cara não… as coisas vão se adaptando, as ferramentas de comunicação todas continuam de pé apenas sofrendo alterações na forma de uso, não simplesmente morrem, pura bobagem ilusória.

  126. Guilherme disse:

    Pow, eu crio meu blog e a blogosfera morreu? ainda bem que esse cara tá muito errado.. extensão da realidade? não há nada disso, pelo menos por enquanto é virtual e continuará sendo, essa visão de realidade é pura ilusão. Que falta de ideia. O blog cresce, mas esse cara não… as coisas vão se adaptando, as ferramentas de comunicação todas continuam de pé apenas sofrendo alterações na forma de uso, não simplesmente morrem, pura bobagem ilusória.