MENU

Escrito por • 09/07/2009

segunda é dia de office.com

google anunciou que vai lançar um sistema operacional. isso todo mundo já sabe. o anúncio é meio sem sentido porque é um anúncio de que alguma coisa será anunciada em alguma data no segundo semestre

mas ele passa a fazer todo sentido do mundo qundo se descobre que a microsoft deve anunciar, segunda que vem, a plataforma office na rede. há rumores por toda a web e google, pra não ser pego com as calças na mão depois de segunda feira, resolveu jogar suas cartas antes. até porque pequenos segredos, como a troca de dono do domínio office.com, estão circulando há alguns dias. segundo gente bem informada, office.com seria o endereço por trás do office online; ninguém sabe quanto a microsoft pagou aos antigos donos para ter o domínio.

esta competição é boa pra todo mundo aqui fora. parece que, afinal, teremos pelo menos dois competidores sérios no negócio de ciclo de vida de informação [pessoal ou não] online, até porque a máquina de busca da microsoft, bing, parece estar a caminho de desafiar google no modelo de negócios SFO [ou search, find, obtain], de forma mais séria do que qualquer outro competidor até agora. veja a linha azul, na figura abaixo, de um mês de bing na web. bing já é o 13o. site mais visitado na rede, bem acima de digg, twitter e da CNN.

image

e a microsoft, que há décadas sempre espera que alguém faça primeiro pra fazer, muito maior, depois, pode até acertar de novo desta vez. parece que parte dos US$14B do faturamento da divisão de business da empresa está sendo gasto neste esforço e devemos esperar, a partir da semana que vem, a presença de um competidor muito sério entre as plataformas de produtividade pessoal e de escritório online.

segunda a gente começa a descobrir. te cuida, google…

Artigos relacionados

0 Responses to segunda é dia de office.com

  1. André disse:

    Office Online? Será que ele vem com corretor ortográfico? Espero que sim. E espero que tu use ele em teus textos, sempre com erros de português e sem uso de maiúsculas…..
    (A propósito: sim, sempre que leio um texto desta coluna me vejo obrigado a criticar)

  2. Victor disse:

    alguém que escreve “espero que tu use” , não está autorizado a criticar erros de português dos outros …

  3. Fabiano disse:

    O cara vem aqui reclamar, que o outro não usa letra maiúscula…esse é o Brasil, sou contra a inclusão digital!!!

  4. Leonardo disse:

    Realmente, “tu use” é brincadeira…….

  5. christian disse:

    cara, vai ter um ofice on-li gratuito?!
    foi isso que eu entendi?

    • srlm disse:

      vai haver um office online; vai ser coisa grande. que parte vai ser gratuito eu nao consigo entender ainda. a gente vai saber a partir de segunda.
      s

  6. Igor disse:

    Gratuito? Nao parece alinhado com o modelo Microsoft de business.

    Anyways, fiquei muito feliz com a iniciativa do Google. Conhecendo o padrao Google de qualidade, espero que esse OS seja de fato um avanco na area.

    Ah, eu concordo com o Andre no que diz respeito as maiusculas. Alias, se for para esquecer frivolas ortograficas, como as maisculas, comecemos pelos acentos. Eu os ignoro ha pelo menos uns 4 anos.

  7. Felipe disse:

    Bom, vamos ao que ineressa. Acham mesmo que a microsoft vai deixar um office de graça na internet? Quanto isso vai custar pra eles? Por quanto tempo eles fariam esta bondade? Acho que como tudo que eles fizeram até hoje, só será por tempo suficiente pra quebrar o google, o que acho muito dificil mas com certeza não impossível…. vamos aguardar mais essa cartada do “Seu Bill”

  8. elizabeth disse:

    Será q. vai vingar ?

  9. LON BRASIL disse:

    “espero que tu use” é a forma correta no imperativo. escrever sem acento ate que vai mais não dá pra aceitar kd, vc, blz e outras firulas da era digital. __ mudando o lado do disco: o officer online já existe só que não edita documentos, ele aguarda o arquivo e quando você quer alterar alguma coisa ele baixa o arquivo no pc e abri o word pra editar. ___ existe empresas que já investi neste ramo como o ACROBAT.COM DOCS.GOOGLE.COM e o famoso ZOHO.COM ___ todos são contra o .DOCX e aceita o formato .DOC e o .ODT ___ gosto e já estou muito acostumado com o word, ainda estou me adaptando ao BROFFICE.ORG ___ me add icq 147889677

  10. Edu Lima disse:

    Embora Cris Anderson, defenda que um futos não tão distante tudo será de graça é possivel visualizar outros modelos de negócio. Uma mista de Free e Premium, o Freemium é possivel.

    Tenho uma maneira de entender as coisas que é o que é dado de graça não é passivel de reclamações posteriores. Vide o EULA que deve acompanhar um serviço gratuito. Acredito que a migração para um Office na Web será gradual. Você já tem o plugin do Office Live Workspace BETA, que permite que você salve e edite seus documentos direto na nuvem.

    Se não me engano é possivel criar seus documentos direto via Web (Browser/Navegador. Não posso afirmar porque sei que é instalado um plugin no Windows e a partir dai quando você pede para criar um novo documento (Texto, Planilha e ou Apresentação), os programas correspondentes do pacote Office instalado na maquina são abertos, preciso testar numa maquina que não tem o Office instalado, para ver como o Office Live Workspace, se comporta, bem como numa maquina com outro sistema operacional).

    Então acredito, não sera de graça, sim vai se tornar o padrão. A Inercia com relação a Interface do Office tem muito peso em relação ao que eu acredito. Outro ponto é que os caras tem que convencer a geração, que vem, não a que esta aqui discutindo este tema, neste blog.

    Uma maneira de saber se vai pegar ou não é ler o artigo do Clemente Nobrega, onde ele fala sobre as metricas para avaliar se um produto, se uma inovação pega ou não.

    Para quem quer os links

    http://workspace.office.live.com (Office Live Workspace)

    http://en.wikipedia.org/wiki/Freemium (Modelo de negócios Freemium, em Inglês)

    http://www.wired.com/techbiz/it/magazine/16-03/ff_free (Cris Anderson em Inglês)

    http://tinyurl.com/kojlq3 (Clemente Nobrega – Para prever a inovação você tem que domar a “curva S”)

    http://tinyurl.com/n85koy (Clemente Nobrega – Complementação com ajuda dos leitores sobre o post acima, falando sobre as referencias para o metodo que permite saber se uma Inovação, se um produto vai se tornar o padrão do mercado)

    P.s. André, espero que você tenha entendido o porque do Blog, do Silvio ser escrito desta maneira, sem acentos e em caixa baixa. Preste atenção a mensagem, ao conceito das idéias/ideias transmitidas. Não desqualifique o emissor e ou receptor (somos os dois ao mesmo tempo, não), só porque ele comete erros intencionais (que logo não são erros), ou não.

    Sobre a linguagem da Internet, leia este texto do Mario Amaya e você vai perceber que as coisas não são o que parecem.

    http://tinyurl.com/5svnoc ( Mario Amaya – Dialetos da Internet: Leet, miguxês, tiopês)

  11. Mauro disse:

    Imperativo expressa uma ordem. “Espero que tu use” passa a idéia de subjetividade e, portanto, subjuntivo e aí deveria ser “Espero que tu uses”.
    Sílvio, confesso que a falta das maiúsculas me confunde um pouco. O mesmo para os acentos. Norma é norma…

    Sobre a MS colocar algo de qualidade disponível de graça, estou pagando para ver. De qualidade já é difícil. Ainda de graça? Rá! Quero ver!

  12. dyego vasconcelos disse:

    silvio, não achas que as iniciativas “online” da MS não colocam a empresa em desvantagem competitiva? ainda hoje, a gigante conduz o barco pela dependência ainda latente do mercado em relação ao complexo emaranhado offline contruído pela empresa (OS + office + …). já o mercado virtual, não foi foco da microsoft por muitos anos (por arrogância e cegueira). entrar agora, numa terra com seus próprios gigantes (google e cia), mesmo com muita grana e gana, não exigiria muitas quebras de paradigmas? quem garante que ela continuará reinando? estamos olhando pro amanhã com os olhos no ontem. e neste ontem, sim, a MS reinava. não sei não! lembra da coca-cola quando colocou no mercado a garrafa pet? perdeu muito share para as tubaínas porque antes, em seu reinado absoluto, já que ela detinha a cara tecnologia das embalagens em vidro. não seriam os novos paradigmas da cloud computing as garrafas pet do mercado de TIC? pra mim, MS continua grande, mas não reina mais sozinha nem soberana…