MENU

Escrito por • 12/12/2008

TICs: lá fora, mais de cem mil na rua. aqui, falta gente.

techcrunch resolveu montar uma lista dos anúncios de demissões na indústria de tecnologias da informação e comunicação [e correlatas] baseada no mundo [ao alcance deles], e lançou o techcrunch layoff tracker, que dá conta [até o dia 10/12] de 280 eventos que causaram a demissão de mais de 104.000 pessoas, da last.fm [280 em londres] à nxp [4.500, na holanda], passando por companhias em israel, índia, canadá, ao redor da europa e por negócios como a xerox, que estão demitindo no mundo inteiro. a lista, aliás, é informal e imprecisa: as demissões da nxp, por exemplo, foram anunciadas na holanda mas estão rolando no mundo inteiro. as demissões de temporários e terceirizados e os 1.500 demitidos de yahoo ainda não estavam lá no dia 11/12.

no brasil, por outro lado, continua faltando gente. empresas de TICs, de norte a sul, têm vagas em aberto e não há gente, em qualidade e quantidade, para preenchê-las. esta talvez fosse uma excelente oportunidade para  o brasil desligar um pouco nossa xenofobia e incentivar a migração, para o país, de especialistas de fora. segundo a lista de techcrunch, cerca de 1.500 demissões foram anunciadas, nas últimas semanas, só em israel. e o mercado de trabalho, por lá, não tem uma elasticidade muito grande. a mesma coisa vale para muitos países europeus que enfrentam ondas de demissões, como a finlândia, onde apenas a nokia já demitiu 600 pessoas.

se o brasil tivesse uma política agressiva para capital humano, esta era a hora de atrair uma parte deste povo pra cá. são pessoas competentes, que falam inglês fluentemente [uma das principais deficiências do nosso capital humano], que fazem negócios pelo mundo inteiro [outra de nossas incompetências…] e que estão, a partir d'agora, atrás de uma boa oportunidade pra recomeçar suas vidas.

há uma crise radical no mundo, não há o que esconder. mas boa parte da solução, do futuro, vai vir de países emergentes como o nosso, que ainda têm muito o que fazer pra estarem prontos até para o presente, sem nem pensar no futuro. são dezenas de milhares de empresas sem informática competente; milhares de cidades sem internet ou celular; governos estaduais, municipais e parte do federal ainda sem a informática que deveriam ter… um país inteiro para construir, que continuaremos construindo na crise, como sempre fizemos. para isso, precisamos de gente.

e informática, hoje, está na base de tudo. de plantar feijão a lançar foguetes. é hora de uma política de vistos de trabalho e incentivos para trazer técnicos, engenheiros, pessoas de negócio, do mundo inteiro, prá cá. já fizemos isso antes e deu muito certo. não é à toa que comemoramos, este ano, os cem anos da presença japonesa no país. mas precisamos fazer mais, muito mais. trazer pessoas prontas, nas quais não investimos um centavo sequer em formação e capacitação, gente que está e vive no mundo, principalmente gente de TICs, para o brasil, agora, talvez seja a grande oportunidade do século. se soubéssemos fazer isso rápido, teríamos muito o que comemorar daqui a 100 anos.

 

Artigos relacionados

119 Responses to TICs: lá fora, mais de cem mil na rua. aqui, falta gente.

  1. Silvio,

    O setor financeiro do Brasil já está importando vários especialistas de Wall Street (economistas principalmente), que em função da mesma crise, ficaram sem condições nos EUA. E não foi preciso nenhuma política de migração. Basta pagar (e dar condições). Será que o nosso setor de TICs tem condições de fazer o mesmo? Se não o fez ainda é porque, parece, não tem!

  2. Cláudio disse:

    Desculpem, vou descordar um pouco.
    Estou procurando oportunidades boas em TI, e até acho, mas a exigência é sempre muita, então porque as empresas não investem em treinamento, desenvolvimento, inglês, etc?

    Até porque o investimento ajuda (na maioria das vezes) a fidelizar o capital humano a empresa,

    Acho isto um falha na época de hoje.

    Abraços, Cláudio.

  3. Alessandro disse:

    Nem conheço essa “peça” que fez estes comentarios, mas quero dizer que é um merda…aqui temos profissionais gabaritados que não devem nada para outros paises e tirar emprego de pessoas daqui para profissionais de outros paises….é um absurdo este comentario…ainda mais que são “jogados” no mercado uma grande quantidade de formandos por ano.

  4. Helton disse:

    Exatamente isso mesmo, importamos gente e deixamos os brasileiros desempregados!!! ótima idéia, afinal brasileiro não gosta de trabalhar, né?!
    Não achei nenhum pouco interessante esta idéia, acredito que é necessário dar oportunidade para os brasileiros, dar treinamento e oportunidade é só isto, não falta gente, falta qualificação, ao invés de pagar milhares de dólares para os gringos, pq não dar oportunidade para um brasileiro, ele terá o mesmo desempenho que um americano por exemplo.
    O Brasil têm grande qualidade nos serviços de TI, já somos desenvolvidos nisso, não é atoa que somos comparados aos melhores do mundo nisso, que são os indianos.

  5. Christos disse:

    Silvio, tenho sofrido na pele uma situação que já é cultural no Brasil mas não é divulgada, ou melhor não é analisada, o “achismo”. Tenho 15 anos de experiencia em TI e trabalhei já em grandes empresas do setor, passei de especialista a consultor por isso com um curriculum muito bom na área. Nos ultimos 3 anos tenho passado de entrevista em entrevista, mas com minha idade – 41 anos – TODOS os entrevistadores “Acham” que estou velho, entre outras afirmações que eles “acham” como justificativa. a realidade é que tem que pagar pouco para muito trabalho e um recém formado é muito mais barato que uma pessoa experiente, e conheço uma série de profissionais extremamente qualificados na mesma situação, com experiencia , mas que as empresas “acham” que esses profissionais sairão caro para a empresa. mais uma vez o imediatismo rege a “politica” das empresas.

  6. Alessandro disse:

    Não concordo em abrir nosso mercado de trabalho para estrangeiros.
    O que precisamos e de politicos com mais vontade em resolver nosso problema de educação e formação de profissionais.

  7. Helton disse:

    é …pelo jeito há mais profissionais com o mesmo problema que eu aqui!!

  8. MARCOS PAULO disse:

    Que excelente ideia! Importar capital humano! VC DEVE ESTAR LOUCO MESMO! ELES QUE MORRAM LA FORA! Precisamos parar com essa mania besta de achar que eles sao melhores que nós! NÃO SÃO! Eu sou da area de TI, e conheço muitos amigos que saem daqui para trabalhar fora, pois somos tão ou melhores que eles!
    E outra: vai la disputar uma vaga com um americano ou europeu! Eles botam vc para correr! Para eles BRASILEIRO É SUB-RAÇA! Tratam q nem cachorro!!!! Só pega serviço de merda! E deixar esses caras vir aqui! DE JEITO NENHUM! FORA ESTRANGEIROS!
    E a minha mensagem para os brasileiros que fogem para o exterior: VAO MESMO SEUS IDIOTAS! VAO LAVAR BANHEIRO! VAO VENDER CHURROS EM PICCADILY CIRCUS! VAO FAZER FAXINA EM MIAMI! Vao viver uma vida de bosta la! O problema do brasileiro é querem viver com mais do que ele pode bancar! Conheço vários amigos q estão la fora se cagando de medo! Querem voltar para o Brasil!
    Acho ÓTIMO q sobre vaga em TI, pois daí me pagam mais e eu nunca fico sem emprego!

  9. Gustavo Woth disse:

    Nunca ouvi sobre a pessoa que postou essa notícia, porém não posso julgar. Mas que esse foi uma postagem infeliz, sem pensar, isso foi.
    No Brasil há e sempre houve pessoas qualificadas para preencher as vagas disponíveis, o que há no Brasil é um incoerência de qualificações exigidas para a vaga, onde se exige muito para a função. Segundo a revista Voce S/A de alguns meses atrás o Brasil exporta um bom número de executivos para todo o mundo. O que levaria nós a importar pessoas para preecher as vagas que podem ser preenchidas por nós Brasileiros.

  10. Bruno disse:

    Que idéia escrota!
    Com tanto profissional se formando, vão querer trazer gente de fora do país?
    Então agente ajuda a crise lá fora, e desemprega os nossos, pelo amor de deus!
    Não tem coerência isso!

  11. Marcelo disse:

    Problema da área de TI é que o pessoal de Recursos Humanos (RH) usa a mesma forma de contratação de um peão chão de fábrica.

    Trabalho com TI a 10 anos e já fui reprovado em uma entrevista pq o RH queria experiência em carteira, gente, todo mundo sabe que TI a maioria é prestadora de serviço.

    Ou então como disse nosso amigo Christos, acham velho demais, com experiência demais. querem contratar 10 estagnários malditos de R$400,00 pra fazer o trabalho de 1 cara de R$4000,00

  12. eu disse:

    o que as empresas querem é um super especialista, que domine trocentas tecnologias e programe em várias linguagens, que faça análise de sistemas, requisitos e modelagem de dados, que fale inglês pra pagar um salário de estagiário. dai é claro que vai faltar gente mesmo, eles não arrumam ninguém com tantas qualidades por um salário tão baixo. se eles pagassem o que deveriam não ia sobrar uma vaga. as vagas que sobram são essas ruins, que pagam mal e exigem muito.

  13. Mariana disse:

    Lamentável essa matéria. Que os executivos não a leiam, pois estamos cheio desses ‘cabeça de bagre’ que mastiga chiclete importando pensando igual.
    Trabalho numa multinacional espanhola com filiais expalhadas pelo mundo e a filial que mais exporta tecnologia é a do Brasil.

  14. thiago disse:

    autor de meia tijela, não concordo. O país precisa investir em treinamento aqui, p/ emrpegar pessoas daki, não trazer mão-de-obra de fra e pagar altos salários a eles, sem noção esse cara

  15. Auston Damazio disse:

    Fala sério cientista e professor, vocês leram o texto, com frases desconexas, paragrafos começando com letras minúsculas.
    Vamos criar um programa de incentivo importação de blogueiros.
    Quem sabe ao invés de criarmos um programa de incentivo de importação de talentos estrangeiros que falam inglês fluentemente, mas não falam português, não criamos um programa de incentivo a especialização de nossos profissionais.
    Nem acredito que perdi tempo de ler isto!!!

  16. Diony disse:

    Na verdade o que eu acho é que “esse cara” so queria fazer publicidade mesm, não tem outra justificativa para tamanha bobagem …….
    Acho que ele não está pensando nas consequencias do que fala ou dos seus atos, pois agora com esse post que diga-se de passagem também ouvi falar desse “cara”. O que vai acontecer vai circular como “boato” como uma “fofoca” que trazer gente de fora é muito melhor, com salários altíssimos, adaptações gigantescas tanto para trabalho quanto para cultura. Mas vamos além, vamos trazer um pof. em TI de Israel, um salário que daria para ter dois profissionais de gabarito e conhecimento muito além dele, porém o produto importado é melhor, isso é coisa de pessoas de mente pequena e que acham que o que vem de fora é melhor.
    Mas repito o que “esse cara” quer é chamar a atenção mas sem ter noção do que pode acontecer … quem sabe não é ele o próximo a ficar desempregado disputando a vaga com Tailandês mais velho que tem pouco conhecimento, pouca experiência porém é IMPORTADO, acho que pensando assim as coisas não são tão bonitas de ver.

    Até mais.

  17. Marcos disse:

    Pessoal, qual a profissão desse Silvio Meira?
    Se essa figura tem alguma profissão, será que ele gostaria que importassem pessoas da mesma profissão dele?
    Pra começar um cara metido a colunista de site que começa frases com letras minúsculas em um blog do Terra já é digno de pena.
    Lamentável, o Terra deveria apagar essa babaquice que ele escreveu…

  18. Alex disse:

    Conheço onde ele trabalha.
    Paga bem e mal.
    Bem se for ver o mercado de PE, PÉSSSIMO se comparar com SP.
    Talvez esteja desgostoso da nova migração tecnológica.
    Mas pudera!!!!
    Vende projeto pra SP então pague mais oras!!! se tivesse vendendo projeto de TI para uma prefeiturinha do agreste, tudo bem o valor que pagam. Mas não é o caso!
    Paga pouco pros “cabras”!
    Conheço tres pessoas
    Saira de lá para ganhar 3-4x aqui.

  19. Geane disse:

    Amigo, esta colocação é infeliz!

    O Brasil tem muito profissional gabaritado, o problema que nos profissionai de Ti encontramos, é que geralmente temos um bom currículo, mas geralmente as empresas perdem seu tempo procurando um profissional com certificações e formações além da nossa realidade (Brasil), e por isso só recolhem poucos currículos que preencham as suas vagas!

  20. Diony disse:

    Na verdade o que eu acho é que “esse cara” so queria fazer publicidade mesm, não tem outra justificativa para tamanha bobagem …….
    Acho que ele não está pensando nas consequencias do que fala ou dos seus atos, pois agora com esse post que diga-se de passagem também ouvi falar desse “cara”. O que vai acontecer vai circular como “boato” como uma “fofoca” que trazer gente de fora é muito melhor, com salários altíssimos, adaptações gigantescas tanto para trabalho quanto para cultura. Mas vamos além, vamos trazer um pof. em TI de Israel, um salário que daria para ter dois profissionais de gabarito e conhecimento muito além dele, porém o produto importado é melhor, isso é coisa de pessoas de mente pequena e que acham que o que vem de fora é melhor.
    Mas repito o que “esse cara” quer é chamar a atenção mas sem ter noção do que pode acontecer … quem sabe não é ele o próximo a ficar desempregado disputando a vaga com Tailandês mais velho que tem pouco conhecimento, pouca experiência porém é IMPORTADO, acho que pensando assim as coisas não são tão bonitas de ver.

    Até mais.

  21. Thiago disse:

    Isso mesmo. Já não bastam os portugues controlando padarias, o s japoneses pastelarias e os coreanos o mercado informal, ainda quer mais gringo pra controlar nossa TI?!?! Não é um pensamento xenofóbico. É uma questão de valorizar nosso potencial…. como o próprio autor citou, TI está em todo lugar. Será que devemos realmente abrir mão de desenvolvermos nossos profissionas e por quê não prestar serviços internacionais em troca de uma “compaixão” uni-lateral?

  22. Marcos Konzen disse:

    Silvio Meira, que infelicidade essa sua matéria. Pessoas com o seu pensamento só fazem o Brasil afundar ainda mais. Porque ao invés de incentivar pessoas de fora a vir ocupar nossas vagas aqui, não incentiva a qualificação da nossa mão de obra para os próprios brasileiros possam ocupar? As empresas deveriam repensar a maneira como recrutar seus funcionários e valorizar e investir nos que já tem. Investir em educação de qualidade e qualificação acessível a todos seria a porta de entrada, e não chamar gente de fora. A culpa da falta de gente qualificada são das próprias empresas, que exigem qualificações extraordinárias (que custam muito caro) e pagam salários muito baixos. Simplesmente ridícula essa sua matéria.

  23. Alex disse:

    Ele sente falta de profissionais, pelos motivos que divulguei.
    O mesmo reclamam 4 grandes empresas de TI em SP.
    Mas quem optaria (exempleficando) por ganhar 3.000 com “vários” beneficios ou 8000 sem alguns destes benefícios.
    Mais informações sobre a pessoa e a impresa:
    http://www.cesar.org.br/

  24. Diogo disse:

    Caro Colega, Irei Discordar Plenamente…
    Sou Formado em Sistemas, não atuo na área, e Estou Concluindo um MBA na Área de RH, O que acontece é que as empresas em nosso Tupiniquim País não Estão Dispostas a Treinar o Funcionário, e Acho que a Saída não é imigrar capital humano, observe como profissionais Brasileiros São Maravilhosamente Bem Aceitos em Outros Países (salvo os Integrantes dos Topos Hierárquicos), tem-se que investir, preservar o capital por aqui mesmo. Agora As empresas aqui querem exigir demasiadamente, e sem disposição para oferecer condições plausiveis aos funcionários (faça uma pesquisa e verificará o índice de turnover e rotatividade das empresas de TI nacionais), então caro colega, a mudança deveria começar por parte das empresas em formar profissionais a fim de molda-los segundo sua necessidade, e não simplesmente importar, visto que brasileiros somente são exportados para garçons!!!

  25. LIGIA disse:

    Mas que asneira, esse cara falou!
    Com tantas pessoas com potêncial, aqui no Brasil, este cara quer IMPORTAR trabalhadores para esta área!
    Este cara só deve ser louco, ou então não achou mais nada intressante para falar, isso só nos mostra que ele deve ser EXPORTADO…..

  26. Nelson disse:

    Antes da crise global, muito profissionais brasileiros foram para os EUA, Europa, etc.. devido qualidade técnica e salários menores do que os dos profissionais de fora. A tecnologia bancária, por exemplo, existente no Brasil não tem igual fora daqui. O nível de integração, o SPB e as várias tecnologias aplicadas mostram isso.

    Será que um gringo vai aceitar vir trabalhar aqui com os mesmos salários que recebemos? Será que eles virão por um salário maior mais benefícios de moradia entre outros mais?

    Passamos, em muito, do tempo de repensar em toda a política de educação, desde o ensino básico, passando pelo médio e técnico, até às Universidades.

    Educação: essa é a chave do futuro.
    Ordem: sem ordem não teremos progresso.

  27. Andre Barros disse:

    Deixo apenas um comentário sobre a forma como foi escrito o artigo. Frases e nomes próprios, iniciam-se com letras maiúsculas.

  28. Silvio Cesar Stecca disse:

    Prestem atenção no comentario do cidadão:

    “se o brasil tivesse uma política agressiva para capital humano, esta era a hora de atrair uma parte deste povo pra cá. são pessoas competentes, que falam inglês fluentemente…”.

    Cara, como um site conceituado como o Terra, permite que alguem com um nivel tao grande de ignorancia como este cara ai, poste alguma coisa aqui? Eu digo mais, hoje no Brasil existem milhares de profissionais altamente qualificados para assumir diversos cargos na area de tecnologia que estao em aberto por ai. O problema todo, é que as empresas, na sua maioria, são multinacionais instaladas em país onde o povo tem que se virar sozinho com o salario de merda que lhes é ofericido.

    Digo isto porque temos que arcar com toda essa carga tributaria, nos vestir, comer e no final das contas o que sobra pra educação? Nada, absulatamente nada, um pobre assalariado hoje tem condições de arcar com uma mensalidade de uma faculdade particular que gira em torno de 700 na area de tecnologia? Qualque idiota sabe que não, menos o sabichão que postou este comentario infeliz, idiota e burro neste site.

    Deixo aqui uma amostra de minha revolta.

  29. Rui Santos disse:

    Com tantas opiniões coerentes, por que não lançar um bom blog que reúna esses pontos de vista? Eu leria esse blog…
    Sou blogueiro e procuro boas fontes de opiniões na área…como o Terra só conta (porque quer) com o Meira, é o que leio quando passo por aqui…mas não seria má idéia ter um blog com a opinião de quem está mesmo no “chão de fábrica” da TI.

    Saudações!

  30. ulisses disse:

    O cara que escreveu está m*&%$# de notícia tem que ver o seguinte; se não temos recursos humanos para está área é por culpa do Estado por não investir em educação e qualificação dos nossos jovens, e por pessoas que pensão como ele, tem a idéia de “só presta o que vem de fora”, danasse que estão desempregados lá fora, se a crise estivesse início aqui no Brasil duvido que alguém lá fora dariam empregos para nos . Pense bem meu camarada temos que proteger nosso País e nosso povo, nada contra estrangeiros, mas tem que haver uma reciprocidade, porque temos que dar empregos bons para eles, se no país deles nos dão pratos para lavar.

  31. Marcelo Pessoa disse:

    Caro Silvio,
    Não sei ao certo qual dos motivos está levando você a perder contato com a realidade vivida pelos seres humanos normais e tecer comentários como estes.
    1. Será o fato de participar intensamente de grupos de “estudos” internacionais (como aquele “trem da alegria” em Luxemburgo, para definir os padrões da TV Digital??), ou,
    2. Terá sido o fato trabalhar apenas com projetos onde existam financiamentos a fundo perdido (vide C.E.S.A.R.??).
    De uma forma ou de outra, fica aqui o desejo que o ano de 2009 possa trazer para você um pouco de bom senso e espírito de praticidade.

    • Rafaela disse:

      Ta bem claro o motivo Marcelo Pessoa , infelizmente pessoas como vc nao vai perceber.

  32. Ricardo disse:

    Essa matéria revela o verdadeiro sentimento do brasileiro de desmerecer o seu povo e dar oportunidade para estrangeiros. Somos tratados como cachorros quando queremos entrar em um pais e temos que abrir as portas do nosso para que venha gente pra cá tirar o emprego de pais de familia???? Imbecilidade pura!
    Dêem melhores oportunidades aos nossos profissionais!
    Capacite-nos!
    As pessoas que o camarada está querendo importar foram capacitadas, não nasceram sabendo!
    A grande merda é que aqui, não se investe em treinamento e capacitação, as empresas querem sugar tudo que o funcionario sabe sem ao menos fornecer alguma coisa que lhe permita crescimento.

    Enquanto continuar assim, teremos que ler estas merdas de matéria falando que mão de obra estrangeira é melhor e mais capacitada que a nossa. Balela!

  33. Denis disse:

    Será que o digníssimo, que tentou escrever este artigo, sabe quanto ganha um profissional de TI no exterior?
    O seguro desemprego lá é melhor que a média de salário que pagam aqui!!!
    Portanto, esse artigo não passa de um SPAM, autorizado pelo TERRA.
    O anti-spam do Terra não funcionou neste caso!!!

  34. Valdir Moreira disse:

    Talvez estejas falando de outro país.
    Após 34 anos no setor de TI, meu contrato no setor público de mais de 15 anos foi interrompido intempestivamente.
    Desde Maio de 2006 busca oportunidade e não encontro.
    Acho que as empresas estão procurando a “fonte da juventude”.
    Saudações

  35. Claudio disse:

    Olá. não faz o menor sentido a vida hoje em dia! Eu falo pra todo mundo que CRISE mesmo vai existir enquanto pessoas entrarem em desespero e crerem nisso, pois históricamente muitas das crises são geradas por pessoas gananciosas. Tudo bem, a economia mundial cometeu alguns deslises, também por ganancia de determinados conglomerados financeiors…mas especificamente vou falar de TI. Po, me diz, onde estão os empregos então ? Sou 3o anista de Analise de Sistemas, e tive que trancar a faculdade pois perdi o emprego em setembro. E até agora, nem vaga para auxiliar de informática consegui! Varias são as alegações, excesso de experiencia, idade avançada , e olha que so tenho 33 e quase 20 trabalhando com TI, pois programo desde os 13…. ou ainda alegaçao que não estou formado, ou ainda o absurdo das restrições de CPF por conta de estar devendo e desempregado. É tudo um absurdo. Fico revoltado com reportagens que dizem que sobram empregos de TI….sim sobram, talvez aqueles empregos para atendentes de call center, que pedem até formação DBA para atendimento telefonico, e ainda mandam vc trabalhar 50 horas por semana para receber o super salario de 680 reais! Isso mesmo, aqui na minha região, Campinas-SP está cheio de empresas com esse perfil! (Novamente ganância de alguns que querem ótimos profissionais a custos ridículamente pequenos) …acho que tá na hora do mundo acabar e começar de novo…

  36. Machado disse:

    concordo com o Alessandro, você é um grande merda, trabalho anos na area de ti , e há muita gente gabaritada em nosso país, e que tbm encontram grande dificuldade no mercado de trabalho. E o que é pior, ter que aguentar um comentario tão infeliz como o seu. Mas só poderia sair uma coisa assim de um grande merda.

  37. Fernando disse:

    Simplesmente ridícula essa matéria. Que o Brasil tem sérias deficiências na formação de seus profissionais de TI todos nós reconhecemos. Mas querer afirmar que a solução para a falta de mão de obra qualificada é ir buscar esta mão de obra no exterior, no mínimo é falta de inteligência. O Brasil está cheio de pessoas competente, com vontade de aprender e crescer, e muitas vezes o que falta é o incentivo do governo por meio de investimentos na educação tecnológica, e o incentivo das próprias empresas que, também praticando o já mencionado “achismo” acreditam que seus funcionários nunca terão a capacidade de chegar no nivel que eles desejam. E com certeza estas empresas tem, muitas e muitas vezes, uma grande quantidade de funcionários que só precisam de um incentivo para aprender e crescer. Capital humano local, fidelizado e customizado para as necessidades da empresa, a um custo inferior a de importar mão de obra.

  38. Denis disse:

    Em tempo: O horário do registro do comentário não está no horário oficial brasileiro (verão)!!! Parece que o blog é do exterior!!!
    O autor é um estrangeiro procurando emprego no Brasil. rs rs rs

  39. Denis disse:

    Em tempo: O horário do registro do comentário não está no horário oficial brasileiro (verão)!!! Parece que o blog é do exterior!!!
    O autor é um estrangeiro procurando emprego no Brasil. rs rs rs

  40. Clodoaldo disse:

    Não concordo com a resportagem, pois estou a 3 meses desempregado e até agora o que fiz foi muitas entrevistas e nada vezes nada. Veja para um cargo de suporte as empresas pedem N coisas, incluíndo inglês e até certificações e o salário meu amigo não paga nem a prestação do meu carro. Na minha opinião achei a matéria sem pé e nem cabeça, melhor o cidadão Silvio Meira começar a abrir os olhos para a realidade do desemprego na área e ver que profissionais altamente gabaritados infelizmente acabam aceitando salários irrisórios para poder sobreviver.

  41. Clodoaldo disse:

    Não concordo com a resportagem, pois estou a 3 meses desempregado e até agora o que fiz foi muitas entrevistas e nada vezes nada. Veja para um cargo de suporte as empresas pedem N coisas, incluíndo inglês e até certificações e o salário meu amigo não paga nem a prestação do meu carro. Na minha opinião achei a matéria sem pé e nem cabeça, melhor o cidadão Silvio Meira começar a abrir os olhos para a realidade do desemprego na área e ver que profissionais altamente gabaritados infelizmente acabam aceitando salários irrisórios para poder sobreviver.

  42. Marcos disse:

    Acho que o reporter deveria levantar o valor que é pago as vagas que estão aberto, geralmente são publicados inúmeras vagas mas os salários são péssimos, são exigidas mil qualificações que custam muita caras aos profissionais e em troca não é dado nada.

  43. Marcos disse:

    Acho que o reporter deveria levantar o valor que é pago as vagas que estão aberto, geralmente são publicados inúmeras vagas mas os salários são péssimos, são exigidas mil qualificações que custam muita caras aos profissionais e em troca não é dado nada.

  44. Fernando A. Araujo disse:

    Nao tem que importar ninguem para TI, os profissionais brasileiros ainda nao tem as minimas condicoes de trabalho, nao existe nenhuma politica de qualificacao pelas empresas, os contratos sao feitos de maneira irregular, burlando a lei atraves de absurdos como clt cota, e outras bobagens pra enganar os profissionais. Enquanto a area de TI for essa bagunca que foi ate hoje, nao acredito que pessoas vao sair de seus paises para se arriscar aqui sem garantia de nada. E outra coisa, vamos deixar de dar valor para o estrangeiro, nos somos a bola da vez, e nao podemos perder a chance de tirar vantagem disso agora.

  45. Fernando A. Araujo disse:

    Nao tem que importar ninguem para TI, os profissionais brasileiros ainda nao tem as minimas condicoes de trabalho, nao existe nenhuma politica de qualificacao pelas empresas, os contratos sao feitos de maneira irregular, burlando a lei atraves de absurdos como clt cota, e outras bobagens pra enganar os profissionais. Enquanto a area de TI for essa bagunca que foi ate hoje, nao acredito que pessoas vao sair de seus paises para se arriscar aqui sem garantia de nada. E outra coisa, vamos deixar de dar valor para o estrangeiro, nos somos a bola da vez, e nao podemos perder a chance de tirar vantagem disso agora.

  46. Felipe disse:

    Discordo completamente, então devemos doar nossos empregos para pessoas que dizem ser mais qualificadas?? Me desculpe mais isso é pagar pau para os gringos… se nos não fossemos qualificados não teriamos os melhores hacker’s do mundo, gente que vai trabalhar ate na NASA… e isso tendo apenas com ingles tecnico… trabalho na area a pouco tempo estou me formando e nao gostaria de perder meu emprego para nenhum gringo, logico para isso é preciso sempre me atualizar e me especilizar, mais pau a pau com um recem formado europeu eu sou mais eu!!!

    T+

  47. Abastos disse:

    Eu concordo plenamente com a materia…ja moro fora do Brasil ha 20 anos…12 destes anos na area de Informatica em cargos gerenciais. Eu mesmo voltaria se tivesse um projeto interessante (-:

  48. Abastos disse:

    Eu concordo plenamente com a materia…ja moro fora do Brasil ha 20 anos…12 destes anos na area de Informatica em cargos gerenciais. Eu mesmo voltaria se tivesse um projeto interessante (-:

  49. Rodolpho Picolo disse:

    Putz, o texto é uma merda, mas os comentários são fantásticos, é tudo o que sempre digo sobre os problemas com contratação em TI. TI está em tantos lugares que todo mundo começou a achar que é especialista, conhecedor das soluções do mundo.
    Outro dia vi um anúncio pedindo estagiário com disponibilidade para viagens ao exterior… rs… qualquer estagiário quer, não é??? Viajar, viajar… (sem considerar que não poderão se afastar da faculdade) Lógico, o problema é que o salário também é de estagiário, só é bom pra deslumbrados…
    Aí vem um cara que acha que estrangeiro tem que ganhar mais que brasileiro no Brasil????? Sim, porque pagando bem, tem gente aqui pra fazer, mesmo porque a quantidade de contratações será reduzinda em função da maior experiência do profissional, ao invés de contratar 20, bastará contratar 3 que “fazem”.
    Tenho que terminar elogiando essa frase de um dos comentáristas: “Problema da área de TI é que o pessoal de Recursos Humanos (RH) usa a mesma forma de contratação de um peão chão de fábrica”… fantástico… isso abrange muito os problemas relacionados à idade, normalmente são causados pelo pessoal de RH.

  50. Rodolpho Picolo disse:

    Putz, o texto é uma merda, mas os comentários são fantásticos, é tudo o que sempre digo sobre os problemas com contratação em TI. TI está em tantos lugares que todo mundo começou a achar que é especialista, conhecedor das soluções do mundo.
    Outro dia vi um anúncio pedindo estagiário com disponibilidade para viagens ao exterior… rs… qualquer estagiário quer, não é??? Viajar, viajar… (sem considerar que não poderão se afastar da faculdade) Lógico, o problema é que o salário também é de estagiário, só é bom pra deslumbrados…
    Aí vem um cara que acha que estrangeiro tem que ganhar mais que brasileiro no Brasil????? Sim, porque pagando bem, tem gente aqui pra fazer, mesmo porque a quantidade de contratações será reduzinda em função da maior experiência do profissional, ao invés de contratar 20, bastará contratar 3 que “fazem”.
    Tenho que terminar elogiando essa frase de um dos comentáristas: “Problema da área de TI é que o pessoal de Recursos Humanos (RH) usa a mesma forma de contratação de um peão chão de fábrica”… fantástico… isso abrange muito os problemas relacionados à idade, normalmente são causados pelo pessoal de RH.

  51. Ivina disse:

    ora, ora… aqui nem treinam e nem pagam salário descente p pessoa investir em si mesma e exigem até antecedente criminal quando políticos tem ficha mais corrida que uma caixa de formuláio contínuo… Nossa! não é que ainda existe impressora pra isso aqui no no Brasil!?!

  52. Ivina disse:

    ora, ora… aqui nem treinam e nem pagam salário descente p pessoa investir em si mesma e exigem até antecedente criminal quando políticos tem ficha mais corrida que uma caixa de formuláio contínuo… Nossa! não é que ainda existe impressora pra isso aqui no no Brasil!?!

  53. Rui Santos disse:

    Reitero o Rodolpho…cara, c me mostrou mais uma razão de porque volto aqui…são os comentários, bem lembrado…
    Por isso convoco o pessoal novamente pra fazer um blog que poste mais que só uma opinião, senão resumi-mos a comentários, ainda que sejam deveras pertinentes…

    Saudações!

    http://www.dicasedownloads.com

  54. Rui Santos disse:

    Reitero o Rodolpho…cara, c me mostrou mais uma razão de porque volto aqui…são os comentários, bem lembrado…
    Por isso convoco o pessoal novamente pra fazer um blog que poste mais que só uma opinião, senão resumi-mos a comentários, ainda que sejam deveras pertinentes…

    Saudações!

    http://www.dicasedownloads.com

  55. Clodoaldo disse:

    Para o amigo Silvio Meira veja e se atualize, pois estou plenamente de acôrdo com o post do Marcos. Silvio Meire veja ai meu amigo o emprego que esta sendo oferecido ao brasileiros.

    Exp: Sistema Operacional : Windows/ Linux, Banco de dados : MYSQL, linguagem de programação : PHP, SQL, Schell script , conhecimento em VPN, Firewall, redes, Configuração de roteadores e inglês fluênte

    Formado ou cursando Engenharia ou áreas afins em Sistemas da Informação

    Benefícios adicionais : Assistência médica | 13º salário | Vale-Refeição | Início imediato | Vale-TransporteSalário : 1000 – 2000 R$ Bruto mensalTipo de contrato : EfetivoJornada : Período Integral

    Fonte empresa de TI

  56. Clodoaldo disse:

    Para o amigo Silvio Meira veja e se atualize, pois estou plenamente de acôrdo com o post do Marcos. Silvio Meire veja ai meu amigo o emprego que esta sendo oferecido ao brasileiros.

    Exp: Sistema Operacional : Windows/ Linux, Banco de dados : MYSQL, linguagem de programação : PHP, SQL, Schell script , conhecimento em VPN, Firewall, redes, Configuração de roteadores e inglês fluênte

    Formado ou cursando Engenharia ou áreas afins em Sistemas da Informação

    Benefícios adicionais : Assistência médica | 13º salário | Vale-Refeição | Início imediato | Vale-TransporteSalário : 1000 – 2000 R$ Bruto mensalTipo de contrato : EfetivoJornada : Período Integral

    Fonte empresa de TI

  57. Andre disse:

    Não concordo em abrir espaço para profissionais de outros paises trabalharem aqui, se esta faltando profissionais que as empresas treinem.
    A pergunta é, o que eles trarão de produtividade, inovação etc por virem trabalharem aqui, nos somos “pau para toda obra”, aceitamos coisas absurdas impostas pelos nossos gestores de TI.
    Voces podem ate pensar que esse comentarios é rancoroso, mais é, ja trabalhei em empresas com esses “estrageiros” e escutei comentarios do tipo : ” Voces brasileiros não sabem trabalhar, não são dedicados” e quando a situação estava pegando fogo, eles voltavam para os paises de origem.
    E outra : “Ema, ema, ema cada um com seus problemas”…….

  58. Andre disse:

    Não concordo em abrir espaço para profissionais de outros paises trabalharem aqui, se esta faltando profissionais que as empresas treinem.
    A pergunta é, o que eles trarão de produtividade, inovação etc por virem trabalharem aqui, nos somos “pau para toda obra”, aceitamos coisas absurdas impostas pelos nossos gestores de TI.
    Voces podem ate pensar que esse comentarios é rancoroso, mais é, ja trabalhei em empresas com esses “estrageiros” e escutei comentarios do tipo : ” Voces brasileiros não sabem trabalhar, não são dedicados” e quando a situação estava pegando fogo, eles voltavam para os paises de origem.
    E outra : “Ema, ema, ema cada um com seus problemas”…….

  59. Band disse:

    Quem é esse louco que postou essa matéria? Idéia ridícula.

  60. Band disse:

    Quem é esse louco que postou essa matéria? Idéia ridícula.

  61. Joao disse:

    ta aqui o currículo dele para quem não o conhece

    http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4783142P1

  62. Joao disse:

    ta aqui o currículo dele para quem não o conhece

    http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4783142P1

  63. Marcos disse:

    Estou na área de TI há 20 anos e atualmente estou desempregado, sinto que hoje os empresários buscam mão de obra barata e recém-formada para a colocação nas empresas. Ai vem esse cara ai dizer pra importar profissionais do exterior, “tá bem fora da casinha né”. O empresário brasileiro de TI geralmente é um marinheiro da 1ª viajem que não entende nada de TI, está ali por não ter onde enfiar seu dinheiro, voce pergunta pra ele o que é um banco de dados, ele acha que é um Banco que faz emprestimos, paga contas , etc .. Vão investir em recursos daqui, e acabar com essa cultura do importado, eu por ex. ñão troco um vinho feito na colonia do RS por qualquer vinho que me apresentarem.

  64. Marcos disse:

    Estou na área de TI há 20 anos e atualmente estou desempregado, sinto que hoje os empresários buscam mão de obra barata e recém-formada para a colocação nas empresas. Ai vem esse cara ai dizer pra importar profissionais do exterior, “tá bem fora da casinha né”. O empresário brasileiro de TI geralmente é um marinheiro da 1ª viajem que não entende nada de TI, está ali por não ter onde enfiar seu dinheiro, voce pergunta pra ele o que é um banco de dados, ele acha que é um Banco que faz emprestimos, paga contas , etc .. Vão investir em recursos daqui, e acabar com essa cultura do importado, eu por ex. ñão troco um vinho feito na colonia do RS por qualquer vinho que me apresentarem.

  65. Régis Hasperoy disse:

    Não vou nem entrar no mérito da questão, mas vou me permitir fazer alguns questionamentos pela ótica do articulista:
    Será que estes profissionais vão se sujeitar ao salário ridículo que oferecem ao trabalhador no Brasil?
    Estariam eles interessados em viver num país sem segurança,sem serviço público de saúde minimamente digno de assim ser chamado?

    O Sr. Sílvio Meira parece querer comparar o estímulo à imigração do início do século 19 e os benefícios decorrentes daquela iniciativa para o Brasil com esta idéia estapafúrdia de trazer estrangeiros desempregados para cá. Aquele Brasil rural que não tinha nem mão de obra para qualificar não existe mais.
    Precisamos é investir em educação e qualificar os brasileiros e não importar gringo que ao primeiro sinal de melhoria vai-se embora daqui.

  66. Mabel disse:

    Discordo totalmente, temos profissionais excelentes no Brasil, a exemplo de meu marido, porém não consegue emprego em sua área. As empresas não estão dispostas a pagar os merecidos salários, imaginem pagar salários de profissionais vindos do exterior….!!!!
    Além disso, fazemos o que com todos os cidadãos brasileiros que estudam e se dedicam para ter oportunidade de emprego em seu país? Demitimos para acolher os estrangeiros???????!!!!!!

  67. Mabel disse:

    Discordo totalmente, temos profissionais excelentes no Brasil, a exemplo de meu marido, porém não consegue emprego em sua área. As empresas não estão dispostas a pagar os merecidos salários, imaginem pagar salários de profissionais vindos do exterior….!!!!
    Além disso, fazemos o que com todos os cidadãos brasileiros que estudam e se dedicam para ter oportunidade de emprego em seu país? Demitimos para acolher os estrangeiros???????!!!!!!

  68. Pedro disse:

    Gêêêênio da cocada preta esse silvio meira (em minúsculo mesmo…).Deve conhecer tudo de TIC para escrever um texto assim, cheio de asneiras. Como disse um colega num comentário anterior, que tal começar importando um blogueiro que tenha algo entre as orelhas?

  69. ana martha disse:

    O Brasil tem muita expressão na área de tecnologia , o que nos falta aqui é condições de capacitação …Trazer mão de obra estrangeira é no minimo ridiculo , e isso não é xenofobia , como foi colocado e sim bom senso. Uma pena um brasileiro pensar assim, ao inves de trazer gente “qualificada ” pra cá, vamos é criar e exigir meios para qualificação de nosso pessoal .

  70. gk-bgh disse:

    Eu vejo que o brasileiro, de uma forma geral é mal acostumado com segurança no trabalho, vejo diversas pessoas na área de ti que NÃO QUEREM melhorar/estudar/aperfeiçoar e ficam morcegando no trabalho e vejo também o lado que alguns citaram que as empresas exigem uma qualificação absurda pra um salário que ofende. Outro grande problema em encontrar o pessoal de TI adequado é que o RH das empresas é EXTREMAMENTE incompetente. Eles não sabem diferenciar uma certificação de outra, não sabem diferenciar a função de cada profissional (desenvolvedor/analista/arquiteto) e trabalham com elementos subjetivos como pró-atividade, liderança etc

  71. gk-bgh disse:

    Eu vejo que o brasileiro, de uma forma geral é mal acostumado com segurança no trabalho, vejo diversas pessoas na área de ti que NÃO QUEREM melhorar/estudar/aperfeiçoar e ficam morcegando no trabalho e vejo também o lado que alguns citaram que as empresas exigem uma qualificação absurda pra um salário que ofende. Outro grande problema em encontrar o pessoal de TI adequado é que o RH das empresas é EXTREMAMENTE incompetente. Eles não sabem diferenciar uma certificação de outra, não sabem diferenciar a função de cada profissional (desenvolvedor/analista/arquiteto) e trabalham com elementos subjetivos como pró-atividade, liderança etc

  72. Kamila Ferreira disse:

    Não acho coerente essa sugestão de imigração de profissionais na área de TI.
    Sou pedagoga e tenho muito interesse pela área de informática, no entanto, não sei ao certo como está a situação da mão de obbra especializada, se estão faltando profissionais ou não. Caso de fato esteja faltando, não seria o momento de investir na formação profissional de nossos jovens, ou até mesmo a reinserção daqueles trabalhadores sem formação que foram excluídos do mercado de trabalho?
    Como pensar em imigrar prosissionais capacitados para um país em desenvolvimento que precisa tanto de investimentos em sua gente?
    Que idéia infeliz deste Silvio Meira!

  73. Jean Brighenti disse:

    Realmente foi uma matéria infeliz, temos muitos profissionais capacitados para realizar as mesmas funções que os de lá de fora,
    ora, se fossemos tão bem recompensados como os americanos, indianos (programadores), entre outros, com certeza teriamos mais capital para investir em cursos e certificações.

  74. Paulo disse:

    Se interna cara, acho que só deviam importar alguem da babacolândia pra te substituir, com certeza seria mais competente e escreveria menos besteiras.

  75. Paulo disse:

    Se interna cara, acho que só deviam importar alguem da babacolândia pra te substituir, com certeza seria mais competente e escreveria menos besteiras.

  76. Paulo R. S. disse:

    Na minha opinião, este tipo de comentário geralmente é feito por pessoas que não estão inseridas na realidade de TI. Tenho mais de 20 anos na área, especializações, etc.. e o que percebo é uma exigência absurda para salários extremamente baixos. O pessoal já está percebendo este quadro e muitas vezes troca de área. Também conta a falta de regulamentação na área, que não existe. Enfim, acho que o quadro deve ser visto de maneira bem mais ampla do que é visto por certos “entendidos”.

  77. Paulo R. S. disse:

    Na minha opinião, este tipo de comentário geralmente é feito por pessoas que não estão inseridas na realidade de TI. Tenho mais de 20 anos na área, especializações, etc.. e o que percebo é uma exigência absurda para salários extremamente baixos. O pessoal já está percebendo este quadro e muitas vezes troca de área. Também conta a falta de regulamentação na área, que não existe. Enfim, acho que o quadro deve ser visto de maneira bem mais ampla do que é visto por certos “entendidos”.

  78. Felipe Delgado disse:

    Isso mostra que devemos preparar melhor os nossos profissionais, para o perfil exigido e aproveitar o que temos aqui. Eles fazem o mesmo la fora e só deixa para nós vagas de teor braçal, para peões mesmo, com o devido respeito a estes profissionais. Nós que convivemos anos e anos com a dita crise, agora é a nossa vez de ver franceses, alemães, americanos preocupados e economizando e sem certezas para o dia de amanhã.
    Se pensarmos um pouco sera a hora de valorizar a America Latina como um todo, pois temos todos os recursos aqui desde materia prima até cerebros e não precisamos de mais nada.
    Viva o Brasil e viva a America Latina.

  79. apv disse:

    Quem é você? ou melhor, quem você pensa que é?

    Com certeza você não é brasileiro, pois se fosse daria valor ao nosso pessoal que com certeza é altamente capacitado. Estive desempregado em 2005 e quase 2006 todo por falta de reconhecimento de algumas empresas que deixei currículo. Hoje sou funcionário da fazenda(concurso) e responsável por politicas de controle de pragas virtuais e ganho o que valho. Minha família é de funcionários públicos e bem remunerados. Quando estive parado, e ainda hoje, convivi com o QI(quem indica).

  80. apv disse:

    Quem é você? ou melhor, quem você pensa que é?

    Com certeza você não é brasileiro, pois se fosse daria valor ao nosso pessoal que com certeza é altamente capacitado. Estive desempregado em 2005 e quase 2006 todo por falta de reconhecimento de algumas empresas que deixei currículo. Hoje sou funcionário da fazenda(concurso) e responsável por politicas de controle de pragas virtuais e ganho o que valho. Minha família é de funcionários públicos e bem remunerados. Quando estive parado, e ainda hoje, convivi com o QI(quem indica).

  81. Alex disse:

    SEGUE COMENTÁRIOS QUE LI:

    1)
    ta aqui o currículo dele para quem não o conhece
    http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4783142P1
    Comentário por Joao — 12.12.08 @ 11:36

    2)
    e os grupos de pesquisa
    http://dgp.cnpq.br/buscaoperacional/detalhepesq.jsp?pesq=4973731190814126
    Comentário por Joao — 12.12.08 @ 11:37

    1) Conhecimento técnico não está em questão João. Mas conhecimento da classe de TI. Estou é triste por ter visto palestras de uma pessoa assim em São Paulo. Talvez naquela época ele pensasse diferente de hoje… foco total e parcial do lado das empresas que exploram!

    2)Isso é igual vários certificados de MS e Java. Pode ter todos, mas não terá foco em nada. Se for participar de um grupo de estudos, que seja com foco em alguns apenas, para fazer BEM.

  82. Alex disse:

    SEGUE COMENTÁRIOS QUE LI:

    1)
    ta aqui o currículo dele para quem não o conhece
    http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4783142P1
    Comentário por Joao — 12.12.08 @ 11:36

    2)
    e os grupos de pesquisa
    http://dgp.cnpq.br/buscaoperacional/detalhepesq.jsp?pesq=4973731190814126
    Comentário por Joao — 12.12.08 @ 11:37

    1) Conhecimento técnico não está em questão João. Mas conhecimento da classe de TI. Estou é triste por ter visto palestras de uma pessoa assim em São Paulo. Talvez naquela época ele pensasse diferente de hoje… foco total e parcial do lado das empresas que exploram!

    2)Isso é igual vários certificados de MS e Java. Pode ter todos, mas não terá foco em nada. Se for participar de um grupo de estudos, que seja com foco em alguns apenas, para fazer BEM.

  83. Jorge disse:

    Acredito que o autor da matéria (Silvio Meira) faz parte do grupo social de FHC, Serra, entre outros que “querem vender” o Brasil para os gringos. Veja o caso das telefonias no país, é uma cocaína só, ou seja, uma droga. Agora esse autor aí diz que deveríamos contratar os gringos, é um absurdo tamanho. É melhor ouvir os escorregões nos discursos do presidente Lula, do que ler está reportagem mal produzida.

  84. Jorge disse:

    Acredito que o autor da matéria (Silvio Meira) faz parte do grupo social de FHC, Serra, entre outros que “querem vender” o Brasil para os gringos. Veja o caso das telefonias no país, é uma cocaína só, ou seja, uma droga. Agora esse autor aí diz que deveríamos contratar os gringos, é um absurdo tamanho. É melhor ouvir os escorregões nos discursos do presidente Lula, do que ler está reportagem mal produzida.

  85. Marcelo disse:

    Existe uma diferença entre dizer que o mercado está aquecido e dizer que o mercado é interessante. O mercado de TI no Brasil está aquecido e é interessante… para os brasileiros. Comparado com o restante do mundo, essa afirmação já não é tão verdadeira. Se o mercado de TI no Brasil estivesse tão interessante assim, as pessoas viriam para cá naturalmente. Sem incentivo oficial.

  86. Sônia disse:

    Esse infeliz que não sabe nem escrever um texto corretamente, não merece nenhum comentário. Eu com certeza, já teria demitido este infeliz e contratado outro mais competente.

  87. Sônia disse:

    Esse infeliz que não sabe nem escrever um texto corretamente, não merece nenhum comentário. Eu com certeza, já teria demitido este infeliz e contratado outro mais competente.

  88. André disse:

    Paga bem pra tu ver se num tem funcionário bom batendo na porta!

    Agora… pagar mal e ficar reclamando de falta de funcionário é muito fácil!

  89. André disse:

    Paga bem pra tu ver se num tem funcionário bom batendo na porta!

    Agora… pagar mal e ficar reclamando de falta de funcionário é muito fácil!

  90. Flavio disse:

    Amigo Silvio, dei uma olhada no seu curriculum, é bastante extenso não? pelo tanto de coisas que vc estudou vc acha que ganha o suficiente? Eu acho que não. A minha coordenadora de curso tem um curriculum bem parecido e ganha bem, muito bem, sempre é consultada pelo governo pra grandes projetos de TI, vc não é? acho que é porque vc está aí, por isso ela veio pra SP, pra ganhar “dinheiro”, simples se sobram vagas é pq são ruins, mas sempre tem quem trabalhe quase de graça não é mesmo?

  91. Falta gente qualificada por aqui sim. Eu recebo dezenas de currículos, mas a maioria muito fraco… gente que quer saber primeiro “os benefícios” sem nem querer saber qual é o trabalho, gente com portfolio completamente sem noção, gente dizendo que nunca programou nada porque “nunca teve oportunidade” etc. E minha empresa nem requer uma qualificação muito elevada tecnicamente falando, mas mesmo assim é difícil achar profissionais realmente bons.

  92. Falta gente qualificada por aqui sim. Eu recebo dezenas de currículos, mas a maioria muito fraco… gente que quer saber primeiro “os benefícios” sem nem querer saber qual é o trabalho, gente com portfolio completamente sem noção, gente dizendo que nunca programou nada porque “nunca teve oportunidade” etc. E minha empresa nem requer uma qualificação muito elevada tecnicamente falando, mas mesmo assim é difícil achar profissionais realmente bons.

  93. Thiago disse:

    Walmar, O problema maior não é que falta gente qualificada. É o excesso de gente desqualificada, que ingressa em TI atrás de bons salários e ascensão rápida na carreira, fazem um curso na Microcamp, Databyte da vida, sabem usar um navegador e msn e pensam que podem tornar dessas “qualidades”, um trabalho altamente lucrativo. Por isso muitos profissionais perguntam sobre os benefícios antes. Muitas e muitas vezes me ligaram para preencher vagas que não correspondem à minha formação? Perdi as contas… RH de TI deve ter uma especialização. Sem saber realmente qual o papel do profissional que está buscando, vai atirar para todos os lados, contratar o pseudo-profissional e reclamar que ele não é qualificado.

    Não existe falta de profissional de TI qualificado, existe falta de RH especializado em contratação para TI.

  94. Márcio disse:

    Walmar, vc está recebendo apenas “dezenas” de curriculos? Deve ser pq está pagando miséria, senão já teria preenchido essa vaga, ninguém faz faculdade, Pós, “N” Certificações pra ganhar salário de faixineiro não viu? E outra não existe milagreiro nesse ramo, somos humanos, acertamos e erramos, alías mais acertamos que erramos, diferentes de muitas categorias de profissionais, isto quando não consertamos erros de outros.
    Quer uma prova do que digo? Põe a vaga aqui, e deixa o pessoal avaliar, tem coragem de ouvir a verdade?

  95. Márcio disse:

    Walmar, vc está recebendo apenas “dezenas” de curriculos? Deve ser pq está pagando miséria, senão já teria preenchido essa vaga, ninguém faz faculdade, Pós, “N” Certificações pra ganhar salário de faixineiro não viu? E outra não existe milagreiro nesse ramo, somos humanos, acertamos e erramos, alías mais acertamos que erramos, diferentes de muitas categorias de profissionais, isto quando não consertamos erros de outros.
    Quer uma prova do que digo? Põe a vaga aqui, e deixa o pessoal avaliar, tem coragem de ouvir a verdade?

  96. João Serra disse:

    Silvio,
    Me parece que você está com uma visão um tanto equivocada do mercado profissional de TI no Brasil. Sou profissional de TI com mais de vinte e cinco anos de experiência e sou testemunha das profundas mudanças pelas quais esse mercado passou nos últimos anos. Hoje sou gerente de projetos de TI e me considero um profissional altamente capacitado, não só pelo tempo de experiência, pois passei por todos estágios da carreira atuando em empresas de grande porte do mercado financeiro e de telecom, mas também pelos pesados investimentos que tenho feito em atualização e capacitação profissional (MBA, Gestão de Projetos, inglês, novas tecnologias, certificações, etc.). No entanto, com 44 anos de idade, tenho encontrado dificuldades para a recolocação no mercado de trabalho. No meu caso não creio que seja pela falta de qualificação profissional; pelo contrário, já fui até aconselhado a “baixar a bola” nas qualificações colocadas em meu currículo. Creio que existem muitos profissionais nesta mesma situação.
    Se por um lado os executivos de TI reclamam da falta de profissionais qualificados no mercado, por outro existem profissionais altamente qualificados que não encontram colocação. Creio que isso se deve a uma armadilha criada pelas próprias empresas: é o resultado da flexibilização do mercado profissional de TI, que com a crescente terceirização dos serviços, iniciada há mais de vinte anos, resultou na proliferação de empresas de “consultoria”, que nada mais são do que agenciadoras de mão-de-obra (no campo seriam chamados de “gatos”). Essas empresas não possuem quadro próprio de funcionários, nem se preocupam com treinamento, apenas prospectam profissionais no mercado. E, se por um lado, as empresas contratantes, através de concorrência pressionam por menores preços, na outra ponta esses agenciadores funcionam como um filtro pois, para garantir uma gorda margem de lucro, selecionam somente profissionais que aceitam baixa remuneração. Obviamente, os profissionais mais qualificados e de maior custo ficam de fora; o sintoma disso, como já foi citado em alguns posts, é que os profissionais mais velhos e com mais experiência têm dificuldades. A barreira não é a idade e sim o custo. Prova disso é que o mercado emprega milhares de “velhinhos” (muitos com mais de 60 anos), bastante experientes, mas que aceitam continuar trabalhado por uma remuneração mais baixa pois também recebem os proventos da aposentadoria.
    O resultado é que os profissionais qualificados nem chegam a conseguir ter o seu currículo avaliado e, muito menos, ser entrevistado pelo contratante final. Posso dizer por experiência própria que, em quatro meses, mais de uma centena de currículos enviados e quase uma dezena de entrevistas em “consultorias”, até agora não cheguei a ter uma entrevista sequer com o contratante final; na maioria dos casos nem consegui saber de quem se tratava.
    Um outro dado importante, sobreposto à baixa remuneração oferecida, é a precariedade do contrato de trabalho. Os contratos são feitos por projetos que duram, em média entre três a seis meses; raramente ultrapassam um ano. Com isso, os profissionais de TI, mesmo empregados, estão sempre prospectando novas oportunidades. Além do que, os profissionais em início de carreira mudam muito de emprego, pois a cada mudança podem obter ganhos significativos de salário. O turn-over na área é muito alto e, em grande parte dos casos, o que as “consultorias” fazem nada mais é que “descobrir um santo para vestir outro”, retirando profissionais empregados em concorrentes.
    É isso.

  97. Thiago disse:

    Ótima sugestão Márcio.

  98. Aguinaldo Cruz disse:

    Se abrirem vagas no Brasil para esse excedente de fora, nas mesmas condições de trabalho, salário, exigências técnicas e beneficios que oferecidos à nós aqui, com absoluta certeza não vai aparecer um gringo com qualificação minima para o cargo. Surpresa!!! O mesmo que esta acontecendo agora para esses empregadores que falam que não acham qualificados aqui.
    Por outro lado, se fornecerem os mesmos beneficios, salarios e condições oferecidos lá fora, pode ter certeza que encontram fácil fácil.
    Com certeza quem escreveu essa matéria foi muito infeliz na forma e no conteúdo da matéria. Perdeu uma grande oportunidade de radiografar a situação de maneira mais honesta e profunda do que dessa superficial e tendenciosa.

  99. Aguinaldo Cruz disse:

    Se abrirem vagas no Brasil para esse excedente de fora, nas mesmas condições de trabalho, salário, exigências técnicas e beneficios que oferecidos à nós aqui, com absoluta certeza não vai aparecer um gringo com qualificação minima para o cargo. Surpresa!!! O mesmo que esta acontecendo agora para esses empregadores que falam que não acham qualificados aqui.
    Por outro lado, se fornecerem os mesmos beneficios, salarios e condições oferecidos lá fora, pode ter certeza que encontram fácil fácil.
    Com certeza quem escreveu essa matéria foi muito infeliz na forma e no conteúdo da matéria. Perdeu uma grande oportunidade de radiografar a situação de maneira mais honesta e profunda do que dessa superficial e tendenciosa.

  100. Venho acompanhando esse indicador do TechChrunch e marca claramente um panorama de redução de pessoal.

    Muito oportuna essa sua análise Silvio. Qualquer empresa nacional poderia investir MUITO num momento desses para colher logo depós dessa tempestade.

    Seria interessante se existisse algum programa “oficial” ou “oficioso” pela Abes.

  101. Venho acompanhando esse indicador do TechChrunch e marca claramente um panorama de redução de pessoal.

    Muito oportuna essa sua análise Silvio. Qualquer empresa nacional poderia investir MUITO num momento desses para colher logo depós dessa tempestade.

    Seria interessante se existisse algum programa “oficial” ou “oficioso” pela Abes.

  102. Martins disse:

    Sem nexo esse comentario, trazer gente para cá deixando varios profissionais desembregados , deveriam investir em treinamento e outros … só em minha turma formaram 60 pessoas em Ti , a maioria nao trabalhar na area por falta de oportunidade…cada doido que aparece com ideias bizarras…o pior que tem gente que considera ainda ….

  103. Martins disse:

    Sem nexo esse comentario, trazer gente para cá deixando varios profissionais desembregados , deveriam investir em treinamento e outros … só em minha turma formaram 60 pessoas em Ti , a maioria nao trabalhar na area por falta de oportunidade…cada doido que aparece com ideias bizarras…o pior que tem gente que considera ainda ….

  104. Martins disse:

    Silvio,
    Sem nexo esse comentario, trazer gente para cá deixando varios profissionais desembregados , deveriam investir em treinamento e outros … só em minha turma formaram 60 pessoas em Ti , a maioria nao trabalhar na area por falta de oportunidade…cada doido que aparece com ideias bizarras…o pior que tem gente que considera ainda ….

  105. Henrique disse:

    O problema do brasileiro eh q ele fica esperando sentado q as coisas aconteçam…”as empresas tem q treinar os funcnionarios”… “tem q investir na capacitacao dos funfionarios”… e nunca vejo o pessoal correr atras por si so!!!! vi muitas empresas oferecerem cursos no sabado… ai o povo reclama: “Po no sabado eh fod@! tem q ser em horario de trabalho!”…
    Perae! ja n basta as empresas arcarem com uma carga tributaria tremenda e ainda tem q adular funcionario q n quer GANHAR um treinamento!!!
    vao trabalhar e aprender e se destacar! ao invez de so esperar que os outros resolvam os seus problemas!!!!!!!!!

  106. Henrique disse:

    O problema do brasileiro eh q ele fica esperando sentado q as coisas aconteçam…”as empresas tem q treinar os funcnionarios”… “tem q investir na capacitacao dos funfionarios”… e nunca vejo o pessoal correr atras por si so!!!! vi muitas empresas oferecerem cursos no sabado… ai o povo reclama: “Po no sabado eh fod@! tem q ser em horario de trabalho!”…
    Perae! ja n basta as empresas arcarem com uma carga tributaria tremenda e ainda tem q adular funcionario q n quer GANHAR um treinamento!!!
    vao trabalhar e aprender e se destacar! ao invez de so esperar que os outros resolvam os seus problemas!!!!!!!!!

  107. Artur disse:

    Passei um ano trabalhando, daqui de Recife, com uma equipe situada no Canadá, onde havia russos, cubanos, chineses, brasileiros e até… canadenses. Foi ótimo inclusive para me certificar de que nós brasileiros sabemos fazer as coisas com qualidade e profissionalismo. Seria ótimo conviver com estrangeiros aqui em Recife, de resto, uma terra muito provinciana. Um obstáculo que eu vejo são os salários, já baixos para nós, locais.

  108. Artur disse:

    Passei um ano trabalhando, daqui de Recife, com uma equipe situada no Canadá, onde havia russos, cubanos, chineses, brasileiros e até… canadenses. Foi ótimo inclusive para me certificar de que nós brasileiros sabemos fazer as coisas com qualidade e profissionalismo. Seria ótimo conviver com estrangeiros aqui em Recife, de resto, uma terra muito provinciana. Um obstáculo que eu vejo são os salários, já baixos para nós, locais.

  109. João disse:

    Ótima idéia essa de importar profissionais de TI.

    Minha dúvida é se eles topariam ganhar menos de 2 mil reais por mês para trabalhar no CESAR, empresa que o ilustre escritor faz parte. Não adianta falar que o profissional tem de correr atrás para se capacitar pra ganhar mais, isso não ocorre, numa empresa 99% dos funcionários são estagiários ou Júnior 1, promoção não existe.

    PS: A mensalidade do curso de mestrado profissional que a empresa do autor oferece é mais cara que o salário de um funcionário pleno, tirem suas conclusões.

  110. João disse:

    Ótima idéia essa de importar profissionais de TI.

    Minha dúvida é se eles topariam ganhar menos de 2 mil reais por mês para trabalhar no CESAR, empresa que o ilustre escritor faz parte. Não adianta falar que o profissional tem de correr atrás para se capacitar pra ganhar mais, isso não ocorre, numa empresa 99% dos funcionários são estagiários ou Júnior 1, promoção não existe.

    PS: A mensalidade do curso de mestrado profissional que a empresa do autor oferece é mais cara que o salário de um funcionário pleno, tirem suas conclusões.

  111. Hebert disse:

    ” Quem é esse louco que postou essa matéria? Idéia ridícula.

    Comentário por Band — 12.12.08 @ 11:29 ”

    Amigo, se não sabe nem quem o autor, ta perdendo seu tempo aqui.

    Sou da geração de “ouro” da empresa do meliante autor. Como meus companheiros de “ouro”, precisamos sair de recife para obtermos o reconhecimento financeiro e profissional que merecemos. É muito fácil falar de importar estrangeiros e de vagas em aberto, sr. silvio, mas porque você não diz que está contratando profissionais para sua empresa, o C.E.S.A.R. a pelo menos 1/4 do preço de mercado? Porque não comenta a rede interna de influências, salarios e promoções que sua empresa tem? Porque não diz que em seus quase 12 anos de existência perdeu 80% da massa crítica de criação e inovação, resultando em cortes, demissão e arrocho no C.E.S.A.R? Porque não diz que criou um “mestrado” dentro de sua empresa a preços astronomicos (porque a empresa é sem fins lucrativos) para não fechar as portas?

    Garanto que se você publicar isto, vai bombar de estrangeiro ai.

    Já que você vendeu sua dignidade, por favor, da próxima vez, venda a sua vaga de trabalho, mas não a do pobre assalariado de TI nativo do brasil. Obrigado.

  112. Marcelo Nunes disse:

    Não sei se a mão-de-obra desempregada é de tão alta qualidade assim. Moro na Europa e sou profissional TI e percebo que a mão-de-obra aqui, inclusive, anda menos qualificada que no Brasil quando falamos de engenharia de software. Encontrar alguém na França, Portugal e Espanha que fale inglês é raridade e profissional das TIC que conheçam RUP, mais difícil ainda.

  113. Marcelo Nunes disse:

    Não sei se a mão-de-obra desempregada é de tão alta qualidade assim. Moro na Europa e sou profissional TI e percebo que a mão-de-obra aqui, inclusive, anda menos qualificada que no Brasil quando falamos de engenharia de software. Encontrar alguém na França, Portugal e Espanha que fale inglês é raridade e profissional das TIC que conheçam RUP, mais difícil ainda.

  114. Vilar disse:

    Silvio, se liga! Um analista sênior aqui no Nordeste mal ganha 4 mil conto. De onde vc quer trazer um profissional qualificado pra uma vaga dessa? Trabalhar como sapateiro na Inglaterra paga o equivalente a isso em libras… Se liga!

  115. Vilar disse:

    Silvio, se liga! Um analista sênior aqui no Nordeste mal ganha 4 mil conto. De onde vc quer trazer um profissional qualificado pra uma vaga dessa? Trabalhar como sapateiro na Inglaterra paga o equivalente a isso em libras… Se liga!