MENU

Escrito por • 23/05/2013

um bilhão de histórias por dia?

Se você está no twitter, saiba que seu rastro por lá vai ficar na terra para sempre. pelo menos enquanto houver um planeta na configuração atual, onde os EUA tenham recursos para manter a biblioteca do congresso, a LoC, um dos maiores repositórios de informação do planeta, com mais de 150 milhões de itens, perto de 250 terabytes de informação [equivalente], orçamento anual de US$600 milhões, a mais antiga instituição cultural federal dos EUA…

é que a LoC está guardando, para a posteridade, todos os tweets públicos dados por todo mundo, em todo mundo. são um bilhão de tweets por dia, resultado da ação de quase meio bilhão de usuários, número que cresce a 150.000 por dia, ainda. ok, um monte destes “usuários” não é são pessoas, de verdade. isso não só é parte da grande história sendo contada lá no twitter mas os tweet bots podem ser detectados de forma automática, o que é uma forma de atacar o criador com a criatura.

uma das coisas que mais se diz, quando se discute inovação, é que é preciso pensar fora da caixa, assumindo que o status quo se deve ao pensar e agir dentro de uma caixa já estabelecida, que não deixa ninguém fazer nada dentro e fora dela. mas às vezes, e na grande na maioria das vezes, inovação ocorre quando a gente muda de caixa, tentando realizar alguma coisa que já existia dentro de novos contextos. os limites estabelecidos pelas caixas atuais levam à divergência, à tentativa de sair da norma dentro do sistema, o que é sempre muito mais fácil do que criar um sistema completamente novo. só vez por outra é que se cria algo de novo fora dos  limites das caixas existentes. como twitter. com um monte de novos limites. e assim que isso acontece, o novo se torna velho e cria uma… nova caixa. e por aí vai.

pra ler mais [e bem] sobre isso, vá ver este post, onde rita j. king discute como twitter pode estar mudando o futuro da arte de contar histórias, prenunciando uma nova forma de escrita, minimalista, em rede.

enquanto você pensa na caixa lítero-recreativa-cultural do twitter e em todas as implicações de seus próprios tweets para a reconstrução da história do universo… clique no mapa abaixo e vá ver o que, e a partir de onde, os brasileiros [e o resto do mundo] estão tuitando agora.

image

Artigos relacionados

Comentários estão encerrados.