MENU

Escrito por • 08/07/2009

yahoo: indo, indo…

todas as análises que vi, nos últimos dias, sobre o lançamento do google OS, neste semestre, são precipitadas. inclusive a do cartoon abaixo, que me chegou por emeio, sem identificação do autor…

google chrome win

vamos ter que esperar muito, ainda, pra ver que rumo a coisa vai tomar. isso porque, em inovação, quem decide é o mercado e não a tecnologia e seu dono. e nem sempre a melhor tecnologia “ganha”, seja de quem for.

por ora, a única coisa que eu dou por certa é a seguinte: dos três grandes do negócio de informação na web, yahoo é o único que só tem… informação na web. não tem browser, não tem sistema operacional, não tem aplicações.

depois eu volto em mais detalhe a este assunto mas, por enquanto uma coisa é certa: yahoo é o novo altavista. não lembra de altavista? era o sistema de busca que dominava a web até google aparecer com um conjunto de algoritmos muito mais sofisticado e dar as cartas…

Artigos relacionados

0 Responses to yahoo: indo, indo…

  1. eduardo disse:

    Yahoo nao conseguiu fazer aplicacoes, somente APIs.

  2. Janete disse:

    que me chegou por “emeio”, sem identificação do autor… tem certeza que isso está correto???? 😀 chegou por emeio de onde? 😀

    • srlm disse:

      janete…

      “emeio” é, no momento, minha tradução para email; breve, quando email se acabar, vai ser abreviação para qualquer meio abstrato [twitter, skype, facebook…] pelo qual se envie informação.

      s

  3. Jader Ramalho disse:

    Silvio,

    Na época que o Altavista surgiu, o Yahoo era “a” ferramenta de busca. Na verdade, era um serviço de diretório, já que os sites eram cadastrados e classificados nas categorias por seus funcionários — os webdesigners solicitavam manualmente (via formulário no site deles, claro) e funcionários do Yahoo avaliavam as solicitações de inserções e as acatavam ou não.

    Aí o Altavista veio com a filosofia de procurar as expressões de pesquisa “dentro” das páginas, indexando seus conteúdos. Eu o usava, achava fantástico… “Como é que eles conseguem guardar todo o conteúdo das páginas dentro dos seus servidores???” era a pergunta que ficava quando usávamos ele.

    E depois veio o Google, que, como o Silvio Meira falou, melhorou muito os algoritmos que fazem esta indexação e pesquisa.

    Mas, chegando ao assunto que você levantou. Realmente o Yahoo! hoje só vende “informação” através de suas ferramentas de busca, notícias, flicker ou Y!Messenger, o que o torna vulnerável frente a outras empresas como Google ou Microsoft (que têm as mesmas ferramentas) ou frente às inovações (como um YouTube ou Twitter).

    Acho que que o Yahoo! não tem o mesmo destino do Altavista porque ele já possui uma grande base de usuários estabelecida — existem milhares empresas que terceirizam seus servidores com o Yahoo e, certamente, os milhões de usuários de email @yahoo.com demorarão até migrar para outros serviços. Ou seja, apesar de não ser o principal player do mercado, ainda é um gigante.

    Isto garante que a empresa não caia no ostracismo nem tão cedo. Mas, no longo prazo, realmente o Yahoo! precisará inventar novos serviços se quiser continuar crescendo, já os que serviços que citei, que são os principais, são praticamente “commodities”.

  4. Sílvio, aproveitando toda a repercussão em cima do anúncio do Chrome OS, dê uma olhada no excelente post de Kent Back (http://www.threeriversinstitute.org/blog/?p=273) sobre o assunto. Kent é um dos pais do Agile Manifest e tem uma visão bem crítica sobre o futuro dessa iniciativa do Google.