por Silvio Meira

fotografia se torna “social”

f

numa apresentação TED em 2007, blaise aguera y arcas apresenta seadragon e photosynth, duas tecnologias da microsoft para processamento de vastas quantidades de informação visual. photosynth é uma máquina virtual de construção de hiperligações entre imagens e de visualização do resultado. a apresentação [18min] de aguera y arcas é em inglês [bem rápido] mas, mesmo se você não entende inglês, o visual da palestra é impressionante. vá ver e preste atenção na manipulação de imagens [de flickr] ao redor da catedral de notre dame, em paris. fantástico.

blaise

photosynth trata visuais resultantes de múltiplas e variadas aquisições de imagem de uma cena qualquer, por dispositivos de diferentes características [no caso de fotos, desde máquinas profissionais até celulares de baixa resolução] e constrói uma "foto social" resultante da composição 3D e interligação das centenas, milhares [ou mais] imagens 2D disponíveis. o resultado é que o todo é muito maior do que a soma das partes, especialmente se o número de imagens usado for grande.

a posse de obama vista como um photosynth está na rede [na cnn] em três cenas, de 267, 383 e 628 fotos e o resultado é nada menos que espetacular. clique na imagem abaixo, ponha no modo tela cheia e navegue, pra entender porque há muita gente achando que este é um dos futuros da fotografia.

obama outside 

no site do sistema, você pode ver um conjunto e photosynths e criar o seu. o mais divertido mesmo vai ser juntar centenas ou milhares de fotos que você e sua turma [e mais um monte de desconhecidos] tiraram, do mesmo evento, seja na praia, no campeonato de judo ou no clássico do domingo à tarde, pra ter, literalmente todos os ângulos de um evento qualquer.

com o que se chama de audiência se transformando, cada vez mais rapidamente, em autor, usuário e partícipe integral da comunidade que se interessa por qualquer coisa, imagine as possibilidades de photosynth ou de um imaginado videosynth. e não pense que isso só vai ser possível no seu PC ou mac: a NEC acaba de lançar um chip, pra celulares, capaz de capturar imagens de 12 megapixel e de mostrar vídeo em full HD, 1080p.

hoje, quase todos [ou todos?] celulares são máquinas fotográficas que também servem pra outras coisas, como fazer "ligações telefônicas". veja a foto abaixo, de um dos bailes da posse de obama. e a estimativa é de que dentro de dois anos 40% dos celulares terão câmeras com resolução maior que 5 megapixel; melhore as lentes, vá pro futebol, tire fotos direto pra um repositório compartilhado na web, passe por photosynth e imagine as possibilidades…

obama inside

Sobre o autor

Silvio Meira

silvio meira é cientista-chefe da TDS.company, professor extraordinário da CESAR.school e presidente do conselho do portodigital.org

por Silvio Meira
por Silvio Meira

Pela Rede

silvio meira é PROFESSOR EXTRAORDINÁRIO da cesar.school, PROFESSOR EMÉRITO do CENTRO DE INFORMÁTICA da UFPE, RECIFE e CIENTISTA-CHEFE, The Digital Strategy Company. é fundador e presidente do conselho de administração do PORTO DIGITAL. silvio é professor titular aposentado do centro de informática da ufpe, fundou [em 1996] e foi cientista-chefe do C.E.S.A.R, centro de estudos e sistemas avançados do recife até 2014. foi fellow e faculty associate do berkman center, harvard university, de 2012 a 2015 e professor associado da escola de direito da FGV-RIO, de 2014 a 2017.

Silvio no Twitter

Arquivo