por Silvio Meira

mobilidade: dez tendências para 2012 [1]

m

o grupo gartner, casa que tem tradição em previsões para o futuro do planeta digital, publicou uma lista das coisas mais interessantes do mundo móvel em 2012. como o ano que vem já está aí mesmo, quase passado, jingoubéus a tocar em todo shopping, previsões para 2012 são até mais fáceis de discutir.

nos próximos dez dias, dia a dia, vamos falar sobre cada um dos exercícios de futurologia do gartner, acrescentando a visão deste blog.

pra começar, olhe o que o garter acha sobre… transferência de dinheiro:

1: Money Transfer
This service allows people to send money to others using Short Message Service (SMS). Its lower costs, faster speed and convenience compared with traditional transfer services have strong appeal to users in developing markets, and most services signed up several million users within their first year. However, challenges do exist in both regulatory and operational risks. Because of the fast growth of mobile money transfer, regulators in many markets are piling in to investigate the impact on consumer costs, security, fraud and money laundering. On the operational side, market conditions vary, as do the local resources of service providers, so providers need different market strategies when entering a new territory.

Phone showing M-Pesa money transfero número um da lista é a transferência de dinheiro usando SMS, descrita acima; não se trata da mesma coisa que o oi paggo e o redecard payPass, que usam SMS como meio de pagamento entre um cliente e lojista credenciado, apenas. mas de uma forma generalizada de moeda eletrônica, que pode ser negociada entre quaisquer dois atores. como é o caso do sistema m-PESA que funciona, por exemplo,no quênia e na tanzânia, onde apenas 5% da população tem uma conta bancária.

na áfrica, o sistema [bancário] de transações eletrônicas está na idade da pedra quando comparado ao brasil; é possível fazer transferências bancárias sim, mas apenas entre uma parcela ínfima da população, e a custos que tornam a coisa inviável para quase todo mundo. solução? deposite dinheiro na sua conta celular e use-o como se moeda fosse; e é. zebra [quase] zero.

image

dos quinze milhões de celulares do quênia, metade está registrada no sistema m-PESA, o que resulta em 250.000 transações por dia, de R$70 cada, na média. no quênia e em outros países africanos, os serviços financeiros móveis estão avançando rapidamente e os ladrões e golpistas de todos os tipos estão, também, fazendo a festa. o que leva os operadores de cartões de crédito a pensar em novos serviços, com custos de transação muito menores, para chegar a tais populações.

pra gente saber o tamanho das operações, o quênia tinha 15.000 celulares há dez anos; hoje, tem 17.5 milhões. o serviço m-PESA, da safariCOM, cresceu 94% de 2008 para 2009 e já representa 18% de toda a receita da companhia.

no brasil, temos mais de dez mil lotéricas em cerca de 3500 das 5500]cidades, 15 mil agências bancárias [eram quase 20 mil em 1990], algo ao redor de 200 mil caixas eletrônicos [somando todos os bancos] e os custos de transação para movimentação financeira, comparados à áfrica, são pequenos. dito isto [o que não é pouco…], temos 45 milhões de desbancarizados, pessoas que não têm nenhum negócio, produto ou contato com um banco.

em tese, portanto, o gartner está certo e há um mercado de vários “quênias” pra se atender aqui, inclusive. a pergunta, óbvia, é: cadê os serviços [como m-PESA] que deveriam estar aqui mas não estão?…

o leitor pode escolher suas respostas prediletas. o blog deixa como sugestão pesquisar nos departamentos de… excesso de regulamentação e custo brasil, impedimentos quase que permanentes para que se faça qualquer coisa de novo por aqui… e, do outro lado, tentar entender se nossas operadoras móveis realmente imagesofrem de falta de criatividade e estratégia, inovação e investimento, sentadas que estão nos berços esplêndidos de seus quase monopólios.

e ainda resta perguntar se o regulador do setor, a anatel, não está muito distante dos problemas reais do mercado e seus usuários [neste caso, dos não usuários] e já não deveria ter proposto, há tempos, serviços como os que qualquer queniano pode ter há anos.

quase que certamente, estamos tratando da combinação dos três fatores. e ainda temos que lamentar que não é só nas corridas de longa distância que os quenianos nos deixam lá atrás, na poeira…

Sobre o autor

Silvio Meira

silvio meira é cientista-chefe da TDS.company, professor extraordinário da CESAR.school e presidente do conselho do portodigital.org

8 comentário

  • para que ter conta em banco? dar mais dinheiro para esses safados????
    se é para ser assim que o BB do nosso caro molusco ofereça um serviço de conta taxa ZERO para os carentes , estudantes e todos aqueles que quiserem!

  • Mais uma forma de roubo !!!
    Tô fora jacaré
    É mais uma de espertinhos, que por ai afora já está cheio
    É bucccchhhhha

  • Um serviço de transferencia de dinheiro entre pessoas físicas e jurídicas estreou no Paraná e já apresenta bons resultados, trata-se do Cartão CV (Compra e Venda) onde o usuário possui uma conta eletrônica (sem depender de bancos), sem custos, mensalidades e taxas, pode usa-la pela Internet ou pelo celular, é isso mesmo, está nascendo um M-PESA brasileiro, a sede da empresa fica em Curitiba mas o serviço já começa a se espalhar entre pessoas físicas e jurídicas (em geral pizzarias, farmácias, hotéis, etc…) a tendência é que este serviço se popularize a cada dia pois os clientes nào tem custos nem com o SMS (o LA é oferecido sem custo aos clientes) a empresa paga a transação, por isso não gasta os créditos do celular do cliente. Quem paga a conta é vendedor que paga uma taxa por cada transação (nada mais justo não é) e os valores podem ser colocados por Recargas em farmacias e boleto.

    Se quiserem conhecer esta ferramenta acessem:
    http://www.cartaocv.com.br

    David Carvalho
    Consultor de Negócios – DAP Brasil Soluções Empresariais
    41-30787808

  • Bom, eu trabalho aqui no kenya numa empresa chamada Mobikash Afrika que e concorrente do M-pesa…Trabalhamos tambem com trasferencia de dinheiro e outros tipos de transacoes…

    A maior facilidade encontrada aqui pela Safaricom e que eles possuem 85% do mercado de celulares, porems suas negociacoes atraves do M-pesa podem ser feitas apenas entre safaricom e safaricom…nao existe transferencia de uma operadora para outra (temos aqui Safaricom, Zain, Yu e Orange).
    Obviamente nao existe quase regulacao alguma sobre estes tipos de negociacoes finaceiras usando celular…o que tornou a entrada e criacao desses servicos no Kenya muito mais facil…

    O maior problema hoje para expansao para outros mercados sao leis e regulamentacoes.

    Bom, nao vou me extender muito sobre o assunto, pois existe muita coisa a ser dita sobre este topico!

    Fabio Mesquita

  • Concordo com você Fábio, com relação a operadoras o Cartão CV é independente e não é exclusivo de uma operadora, ou seja, nós pagamos a conta para não ficar vinculado a uma exclusividade, aqui no Brasil e OI PAGGO está na mesma linha da Safari porém com uma penetração muito mais modesta.

    Se quiserem conhecer o Cartão CV acessem http://www.cartaocv.com.br

    É grátis.

    David

  • A BANCASH Administradora de Cartões e Meios de Pagamentos ltda., empresa brasileira, sediada em Curitiba – Paraná, esta lançando no mercado, uma Nova Tecnologia para recebimento de Cartões de Crédito pelo Celular ou Web, trata-se do Bancash Móbil.
    A operação é bem simplificada, e a autenticação será processada na média em 3 segundos, estando disponível e homologado para as principais bandeiras de cartões de crédito.
    Os custos operacionais e taxas administrativas são bem atrativas, e com apenas um celular ou através da Web, seu cliente ou mesmo você, de modo seguro e prático, poderá efetuar recebimentos ou pagamentos para cartões de crédito, em qualquer lugar do Brasil ou do mundo.
    Essa solução esta disponível para pessoas físicas e jurídicas
    Estamos em busca de representantes ou indicadores de negócios. As comissões são excelentes, interessados entrarem em contato pelo email: comercial@bancash.com.br ou pelo telefone 41 3095 6883. http://www.bancash.com.br/bancash

por Silvio Meira

Pela Rede

silvio meira é PROFESSOR EXTRAORDINÁRIO da cesar.school, PROFESSOR EMÉRITO do CENTRO DE INFORMÁTICA da UFPE, RECIFE e CIENTISTA-CHEFE, The Digital Strategy Company. é fundador e presidente do conselho de administração do PORTO DIGITAL. silvio é professor titular aposentado do centro de informática da ufpe, fundou [em 1996] e foi cientista-chefe do C.E.S.A.R, centro de estudos e sistemas avançados do recife até 2014. foi fellow e faculty associate do berkman center, harvard university, de 2012 a 2015 e professor associado da escola de direito da FGV-RIO, de 2014 a 2017.

Silvio no Twitter

Arquivo