por Silvio Meira

pronto para o fim de semana?

p

não vá pra casa, hoje, sem ter visto como calvin harris e seu time montaram e usaram, para tocar o hit ready for trhe weekend, um sintetizador feito, em parte, por seres humanos. pra saber como o " instrumento" foi montado, clique no video a seguir.

para fazer o seu, use algumas pessoas pintadas com um novo tipo de tinta condutora, um bocado de pads interligados, e conectados a sequenciadores e sintetizadores de verdade e…. haja ensaio. pra ver a coisa tocando [sendo tocada], clique no vídeo abaixo.

moral da história? que tudo é cada vez mais mediado por tecnologia não é novidade. a novidade são os usos cada vez mais criativos e sofisticados que se faz das possibilidades tecnológicas. o detalhe, que não aparece em nenhum dos dois vídeos, é que quase qualquer um pode fazer coisa muito parecida em casa, com um console de jogos e um conjunto de pads. e muito software pra controlar a coisa toda.

caso você nunca tenha visto alguém jogando DDR [dance dance revolution], dê uma olhada no garotinho do vídeo a seguir.

o que harris fez foi elevar isso ao nível de performance coletiva, executando a música de fato, no processo. mas a idéia básica está todinha no sistema e performance do vídeo acima. agora, no fim de semana, tente fazer pelo menos 10% do que o garoto faz…

Sobre o autor

Silvio Meira

silvio meira é cientista-chefe da TDS.company, professor extraordinário da CESAR.school e presidente do conselho do portodigital.org

por Silvio Meira
por Silvio Meira

Pela Rede

silvio meira é PROFESSOR EXTRAORDINÁRIO da cesar.school, PROFESSOR EMÉRITO do CENTRO DE INFORMÁTICA da UFPE, RECIFE e CIENTISTA-CHEFE, The Digital Strategy Company. é fundador e presidente do conselho de administração do PORTO DIGITAL. silvio é professor titular aposentado do centro de informática da ufpe, fundou [em 1996] e foi cientista-chefe do C.E.S.A.R, centro de estudos e sistemas avançados do recife até 2014. foi fellow e faculty associate do berkman center, harvard university, de 2012 a 2015 e professor associado da escola de direito da FGV-RIO, de 2014 a 2017.

Silvio no Twitter

Arquivo